14 de novembro de 2016

Compilações: "Damas e Libertinos" de Stephanie Laurens



A Harlequin decidiu então publicar esta compilação de uma quadrologia, mas decidiu-se só por inserir apenas três em vez das quatro e pela ordem que acharam melhor. Sinceramente depois de ler posso dizer que concordo mais com a ordem que escolheram do que da que está no Gooodreads e como acabei por me seguir por esta última, sinto-me enganada.
Ora Damas e Libertinos é então o conjunto de Preso pelos seus Beijos, Quatro Casamentos por Amor e Escândalo e Paixão.
Começando por Preso pelos seus beijos, aqui podemos encontrar muita acção, muita promessa de romance, mas pouca faísca e nada de sexo. Sou uma depravada ou então agora um livro sem descrições de sexo como este não me enche as medidas. Gostei da história ser sobre dois casais, mas o segundo perde-se no final e não percebi muito bem o que lhe aconteceu. O mau da fita é demasiado fraco e as suas tentativas são demasiado óbvias. Patéticas até, mas penso que Stephanie Laurens fez de propósito.
Hazelmere apesar do seu atrevimento inicial ter sido engraçado, não me atraiu minimamente e todo o tempo só o consegui ver como um menino rico e algo mimado. Definitivamente, este casal não me caiu no goto.
Em Quatro Casamentos por Amor, a história anima mais um pouco principalmente pelas quatro irmãs que animam tudo e todos. Até palacetes de quilómetros.
O casal protagonista também foi mais apelativo porque aqui temos um amor proibido, em que Max não se pode declarar completamente a Caroline sem ter casado as suas três irmãs, apesar de ela ser a mais velha. Aqui temos então um desenvolvimento da relação de amizade deles, sempre com Max a orientar tudo. Gostei particularmente do final feliz!
Por fim, em Escândalo e Paixão os pontos negativos continuaram, tal como os pontos positivos, ou seja nada de descrições sexuais, nem beijos, e um pouco de humor.


Preso pelos seus beijos
Dorothea Darent não tinha a menor intenção de se casar até ter sido beijada por um elegante desconhecido com olhos cor de avelã. O marquês de Hazelmere, um elegante libertino, tinha ficado tão profundamente cativado por aquele beijo que tinha decidido conquistar o coração de Dorothea, embora ela se encontrasse em Londres a apresentar-se à sociedade e tivesse de ter muito cuidado para não manchar a sua reputação...
Quatro Casamentos por Amor
Quando Max Rotherbridge, o duque de Twyford, soube que, juntamente com o título e as propriedades do seu tio, acabava de herdar a custódia de quatro jovens ricas e casadoiras, ficou estupefacto. Max era o libertino mais famoso de toda a cidade de Londres, por isso não era algo muito apropriado para ele. Mas, quando estava para impugnar o testamento, conheceu a mais velha das quatro irmãs: Caroline.
Escândalo e Paixão
Quando o Conde de Merton se encontrou de repente a fazer de cavalheiro de uma dama em apuros, soube que os seus dias como famoso libertino estavam contados. Mas, embora parecesse agradecida pela sua ajuda, a dama desapareceu sem revelar o seu nome. O conde estava decidido a encontrá-la, por muito que o seu escandaloso passado e os perigos do presente amenizassem a procura daquela misteriosa mulher a quem ele pressentia estar destinado. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!