Publicações

A Sair do forno : "O suspeito" de Fiona Barton


Sai dia 4 de Junho
Família, culpa, suspeita, responsabilidade e amor incondicional.
A polícia fazia parte de um outro mundo, o que se via na televisão ou nos jornais. Não o deles.
Quando duas jovens de dezoito anos desaparecem durante as suas férias de ano sabático na Tailândia, as famílias são lançadas para a ribalta internacional: desesperadas, tomadas de angústia e presas de uma inquietação frenética. O que andavam as raparigas a fazer antes de terem desaparecido?A jornalista Kate Waters faz sempre tudo o que pode para ser a primeira a chegar a uma história, a primeira a obter o exclusivo, a primeira a descobrir a verdade, e esta vez não constitui excepção. Contudo, não consegue deixar de pensar no seu próprio filho, que não vê há dois anos, desde que saiu de casa para viajar. Desta vez o caso é pessoal.À medida que o caso das raparigas desaparecidas se vai desenrolando, percebe-se que, mesmo a tão grande distância, o perigo pode ocultar-se mais próximo de casa do que se poderia imaginar…

A Sair do Forno:"Há algo estranho na água" de Catherine Steadman

Sai dia 5 de Junho 

Erin, autora de documentários televisivos, está à beira de uma reviravolta profissional. Mark é um atraente gestor de investimentos com um futuro risonho. Parecem ter tudo para serem felizes, até que Mark perde o emprego, o que ensombra a vida perfeita do casal. Mas ambos estão determinados a fazer com que as coisas resultem. Decidem partir para uma lua de mel num local paradisíaco, confiantes de que tudo se resolva - afinal, têm-se um ao outro. 
Em Bora Bora, Mark leva Erin a fazer mergulho. Mark está com ela, Erin sabe que está segura. Vai correr tudo bem. Porém, descobrem algo estranho na água... o casal decide manter a sua descoberta em segredo - se mais ninguém souber o que eles encontraram, que mal poderá haver nisso? Mas a decisão que tomam desencadeia uma devastadora sequência de acontecimentos... que vai pôr em causa tudo o que lhes é mais querido.

A Sair do forno: "Diz me que és minha " de Elisabeth Norebäck




A Porto Editora também não quer ficar atrás nos thrillers e apresenta uma estreia que promete ser mais um sucesso. Sai dia 6 de Junho.

Eu enterrei-te. Estivemos junto à tua lápide no cemitério. Chorámos e despedimo-nos.
Mas eu nunca deixei de te amar. Procurei-te em todas as multidões, em todos os rostos, em todos os autocarros, em todas as ruas. Ano após ano.»

Stella Widstrand é uma psicoterapeuta respeitada. Casada com um homem carinhoso, mãe de um rapaz de 13 anos, com uma casa invejável e um bom carro, parece ter tudo para ser feliz. Porém, há no seu passado um terrível acontecimento que nunca foi verdadeiramente superado.
Quando um dia Stella vê entrar no seu consultório a jovem Isabelle, suspeita que se trata na realidade de Alice, a sua filha desaparecida durante um passeio em família cerca de vinte anos antes, e que todos julgavam morta. 
Mas será realmente a filha de Stella? Estará a imaginação a pregar-lhe mais uma partida? Como poderá confirmar tal suspeita sem que a considerem louca? E se Isabelle for mesmo a sua filha, o que lhe aconteceu afinal? Como desapareceu? Para obter respostas, Stella inicia uma busca obsessiva e perigosa pela verdade, colocando em risco a vida que levou vinte anos a construir.
Elisabeth Norebäck estreia-se na escrita com um thriller psicológico inquietante que evoca o amor maternal e o maior medo que uma mãe pode sentir: o da perda de um filho. Em Diz-me Que És Minha, o leitor assiste à luta entre prudência e loucura, passado e presente, ilusão e realidade, mas sobretudo entre vida e morte.


Encontra as Diferenças: "Un Écossais à Londres" e "Nobre & Poderoso"


Aqui temos mais duas capas muito semelhantes, uma delas editadas há pouco tempo.

Opinião Young-Adult: ''They both die at the end'' de Adam Silvera


Depois de no ano passado ter lido o primeiro livro deste autor e não ter gostado assim tanto, este mês decidi pegar neste e que boa surpresa foi! 
33385229Primeiro achei este livro muito mais fácil de ler do que o anterior e a temática também me puxou muito mais o interesse. Portanto vivemos num mundo normal em que as pessoas tem uma data marcada com a morte. A qualquer momento podem receber um telefonema a anunciar que tem no máximo mais um dia de vida. É isso que acontece ao nosso par protagonista, Mateo e Rufus que não se conhecem e são completamente o oposto um do outro mas têm uma coisa em comum: irão morrer no mesmo dia. 
Assim como esta aplicação que dita o fim de vida das pessoas, também há outras aplicações entre elas uma que nos permite escolher uma pessoa aleatória para passar o nosso último dia de vida. Rufus e Mateo conhecem-se pela app e juntos embarcam numa aventura de viver ao máximo este dia. 
Eu gostei imenso de ler este livro. Os capítulos são marcados pelas horas do dia e vemos dois jovens a querer redimirem-se de todos os erros que fizeram e a despedirem-se de quem mais amam. Paralelamente vamos acompanhando outras personagens como Lydia e os Plutos e no fim, tudo acaba-se juntando. 
Gostei especialmente de como Mateo e Rufus apaixonam-se embora eles próprios sintam que é um amor que se calhar é forçado pelas circunstâncias mas ao mesmo tempo sentem que é um amor real por sentirem-se tão à vontade um com o outro, como se já se conhecem-se há anos. 
Já sabemos que à medida que o livro avança que o final está próximo e que vamos-nos perguntando como eles vão realmente morrer e quem será o primeiro. O primeiro fim vem meio inesperadamente, o leitor não está preparado e realmente é de partir o coração a dor que o outro rapaz sente. 
Achei que Mateo foi mais desenvolvido que Rufus e esperava alguma explicação sobre a Death-Cast mas aceito o livro como está pois é mesmo um livro muito bom e que recomendo. 

Adam Silvera reminds us that there’s no life without death and no love without loss in this devastating yet uplifting story about two people whose lives change over the course of one unforgettable day.
On September 5, a little after midnight, Death-Cast calls Mateo Torrez and Rufus Emeterio to give them some bad news: They’re going to die today.
Mateo and Rufus are total strangers, but, for different reasons, they’re both looking to make a new friend on their End Day. The good news: There’s an app for that. It’s called the Last Friend, and through it, Rufus and Mateo are about to meet up for one last great adventure—to live a lifetime in a single day.

Encontra as Diferenças: "Cracked Up to Be", "Dirty Laundry" e "Leap of Faith"


Mais três capas, com uma ligeira diferença na primeira imagem. Conseguem encontrá-la?

Chegou à Despensa: ''O Silêncio das Águas'' de Brittainy C. Cherry



A minha única prenda livrólica neste aniversário de 28 anos!

Obrigada Patrícia por compreenderes e dares-me o que quero: livros! eheh


Opinião New Adult: ''Bem te quero, mal me queres'' de Penelope Ward




Depois do sucesso de Vi Keeland no nosso país, a Topseller não hesitou em publicar a sua bff e agora também temos Penelope Ward para nos deliciar. Já que temos as duas autoras publicadas por cá, não hesitem também em editar os livros em que escrevem em conjunto pois também são um sucesso lá fora. 
45133054Amigos desde crianças mas sem se verem há muitos anos, Justin e Amelia, os nossos protagonistas vão viver para a mesma casa devido a uma herança da avó de Amelia. Devido a um mal entendido tiveram mais de 10 anos sem se falar e agora terão de aprender a conviver um com o outro e a partilhar o mesmo espaço. Para piorar tudo, Justin não vem sozinho, trazendo a sua namorada para passar umas semanas lá em casa. Contudo, ambos não conseguem negar que há uma atracção entre os dois, embora um seja comprometido e a Amelia tenha acabado uma relação há pouco tempo. 
Eu gosto muito de livros em que as personagens já são amigas e só depois namoram e embora eu tenha gostado do livro teve alguns pontos que me incomodou, como por exemplo a namorada de Justin ter servido como algo descartável só para eles não ficarem juntos logo desde o inicio. Ainda por cima a autora fez com que as duas ficassem amigas! Não gostei muito disso. A reviravolta a meio do livro surpreendeu-me mas como é possível a Amelia sentir-se mal por ter sido traída quando também andava a ter pensamentos impróprios para com o namorado da sua amiga e mesmo que ele não a tenha traído, eles acabaram para o Justin ficar com a Amelia. 
Ao início o Justin trata muito mal a Amelia e confesso que incomodou-me até porque ele tinha agora uma casa para viver por causa da avó da Amelia!Enfim tirando estes problemas todos eu gostei do livro e irei ler mais livros da autora mas são pontos que podem incomodar algumas pessoas como incomodaram-me a mim. 
O melhor de todo o livro foi a Bea, muito fofinha e engraçada e sem nunca falar ehehe adorei esta parte do livro e também gostei da vertente musical embora ache que a sua ascensão como cantor foi rápida e muito facilitada. Acredito que no mundo real não seja assim, porque há muitos cantores que nunca conseguem dar o salto para uma arena pequena, quanto mais para uma digressão pelo país. 
No geral gostei, é um bom livro mas espero que haja livros desta autora bem melhores. 


Bestseller do New York Times, do USA Today e do Wall Street Journal
Partilhar a casa com um homem atraente é um sonho tornado realidade, certo? Mas não quando ele é o único amor da tua vida… e te odeia!
Quando a minha avó morreu, herdei a sua bonita casa de férias em Rhode Island. Mas havia uma condição: teria de a partilhar com o Justin, o meu melhor amigo de infância. O mesmo rapaz a quem despedacei o coração quando éramos ainda adolescentes assustados.
Tinha esperanças de que o reencontro fosse acabar com os nossos desentendimentos, mas estava enganada! O Justin tinha-se tornado um homem bonito, talentoso e… com muita raiva reprimida. Tudo por minha culpa. Obrigados a partilhar o mesmo espaço depois de tantos anos de separação, as discussões tornaram-se intensas e fogosas.
Para piorar ainda mais as coisas, ele trouxe a namorada para casa e faz questão de a exibir… alto e bom som! Sei que ele quer vingar-se de mim, mas acredito que o rapaz que amei ainda se esconde atrás daquele sorriso.
E a verdade? É que agora que não o posso ter na minha vida, desejo-o cada vez mais…
Romance tenso e sensual sobre uma relação à base de desencontros. Envolvente, cativante e com um final surpreendente.

Resultado Passatempo Dia Mundial do Livro

Olá Novamente!

Estamos de volta com resultado do passatempo do Dia Mundial do Livro!

Tivemos 78 participações e espero que tenham gostado deste novo formato em que damos vários livros para passatempo e vocês escolhem aquele que mais querem! 

Sem mais demoras a participação vencedora foi a número 61 que pertence a...

Marlene Santos!


Parabéns! O prémio será enviado para a morada dada em breve!

Fiquem atentos ao próximo passatempo que estamos a preparar! :D 

Opinião Young Adult: 'Boa Noite' de Pam Gonçalves




Este livro é de uma ex-blogger brasileira que agora é Youtuber e que eu acompanho há anos, provavelmente desde 2011/2012. Fiquei muito curiosa quando ela começou a editar livros e portanto comecei este livro muito entusiasmada. 
31343717
A escrita da autora é muito simples e o enredo também não é complicado. Temos Alina, uma jovem que quer deixar para trás a imagem de boa filha e boa aluna e sair da sua zona de conforto. Candidata-se a uma vaga numa residência universitária e espera que este seja o primeiro passo de uma nova vida. 

Ao longo do livro vamos acompanhando esta nova faceta da Alina, onde começa a frequentar festas, a beber, a sair um pouco da sombra dos últimos anos embora no fundo ela saiba que nunca irá fazer nada para desiludir os pais e que será sempre aquela rapariga que é a melhor amiga das raparigas e uma confidente e boa ouvinte e para os rapazes será sempre vista como uma irmã.
O livro aborda vários assuntos importantes como relacionamento abusivo, drogas, racismo e abuso sexual. As temáticas são interessantes mas foram abordadas muito ao de leve dado que o livro tem pouco mais de 200 páginas o que é claramente insuficiente para um livro com tantos temas pesados e que merecem a nossa atenção.
Há aqueles livros que só têm palha e podiam ser mais curtos este pelo contrário precisava de no mínimo mais 150 páginas para ser realmente um bom livro. No final da leitura dei 4 estrelas mas depois preferi baixar para as 3. Na verdade é um 3,5 porque é um livro que se lê muito bem mas precisava de um desenvolvimento melhor. Achei que a escrita também podia ser melhor. A única coisa que achei que estava bem foi o desenvolvimento das personagens porque mesmo num livro tão curto, a autora conseguiu desenvolver não só para protagonista como também algumas personagens secundárias, especialmente a Manu e o Gustavo. 
Tenho mais um livro da Pam para ler e espero que este seja melhor. 


Alina quer deixar seu passado para trás. Boa aluna, boa filha, boa menina. Não que tudo isso seja ruim, mas também não faz dela a mais popular da escola. Agora, na universidade, ela quer finalmente ser legal, pertencer, começar de novo. O curso de Engenharia da Computação - em uma turma repleta de garotos que não acreditam que mulheres podem entender de números -, a vida em uma república e novos amigos parecem oferecer tudo que Alina quer. Ela só não contava que os desafios estariam muito além da sua vida social. Quando Alina decide deixar de vez o rótulo de nerd esquisitona para trás, tudo se complica. Além de festas, bebida e azaração, uma página de fofocas é criada na internet, e mensagens sobre abusos e drogas começam a pipocar. Alina não tinha como prever que seria tragada para o meio de tudo aquilo nem que teria a chance de fazer alguma diferença. De uma hora para outra, parece que o que ela mais quer é voltar para casa. 
 

A Sair do Forno: ''Teremos sempre o Verão" de Jenny Han


Sai dia 27 de Maio 
«A vida pode seguir em duas direções. É pegar ou largar. Este foi um desses momentos. Grandioso. Não os há muito maiores do que este.»
Pode um primeiro amor durar para sempre?
Juntos há dois anos, Belly e Jeremiah tornaram-se inseparáveis. A relação está mais forte do que nunca, apesar dos erros cometidos…
Prestes a conseguir o seu final feliz, e com a certeza de que Jeremiah é a sua alma gémea, Belly ruma à casa de praia, o lugar perfeito para parar e respirar. Mas o reencontro com Conrad desperta a nostalgia de um primeiro grande amor que se guardou em segurança. Será que a relação com Jeremiah tem mesmo futuro? E terá Belly realmente esquecido Conrad?
Não é possível fugir ao destino, nem apressá-lo. Mas agora chegou o tão aguardado momento em que Belly tem de decidir, de uma vez por todas, qual dos dois irmãos conquistou definitivamente o seu coração. Neste verão, nada ficará como dantes.
Uma inesquecível história de amizade e amor.

Opinião Contemporânea: "Room Hate" de Penelope Ward


A companheira de escrita de Vi Keeland, Penelope Ward, mesmo por ela mesma continua a conquistar-me com estes romances tão doces e que nunca enjoam.
Neste livro, Amor Imenso em brasileiro e Room Hate no título original, agarrou-me bastante porque retrata uma atracção antiga que além de ressuscitar, consegue ser forte para sobreviver no Passado e no Presente. Digo já que o que mais me enterneceu e aqueceu o coração foi o facto de ser um trio, mas nunca ter havido traição! Aqui sim conquistou o meu apoio, apesar da tentação ser cada vez mais forte ao longo do livro e o final inevitável, mas felizmente Justin foi homem com H e conseguiu resistir e esperar.
A dinâmica entre ele e Amélia apesar de aprovada por mim, acabou por ter uma "desculpa" para a animosidade e separação de ambos muito fraca. Logo desde o inicio não achei que fosse algo forte que explicasse aquele ódio inicial de Amélia e depois de Justin. Mas para a história decorrer teria que haver algo entre eles claro, e que fosse um obstáculo a ser destruído devagarinho para o final valer a pena. Apesar de tudo valeu, e derreti-me à mesma com o desenlace.
Nana foi uma personagem também necessária, mas que não criei empatia propriamente dita, até porque estava a torcer para que ela nunca tivesse existido. De qualquer forma, foi uma aquisição amorosa e que não fez aquele papel óbvio de namorada ciumenta, pelo contrário - o que foi um ponto para ela.
De resto, é um romance que se lê muito fluidamente, com Justin e Amélia sempre ali na linha da frente e que fazem as nossas delícias. A autora ganhou assim por não incluir cenas ou personagens que não interessavam para nada e deixando assim todas as camadas do bolo com o mesmo nível de doçura.

Desde garoto, Justin amava Amelia, que odiava Justin desde que ele se mudou para a casa vizinha à da sua avó, em Rhode Island. Não, nada disso. Amelia também amava Justin, mas um mal-entendido o fez pensar que a garota mais incrível do mundo não correspondia ao seu amor e, pior, o odiava.
Os anos se seguiram, e os dois tomaram caminhos distintos até que o destino – e um empurrãozinho de Nana, avó de Amelia – os reuniu novamente na casa onde se conheceram quando eram adolescentes.
Obrigados a compartilhar o mesmo espaço, Justin – que aparece na casa de praia de Nana com a namorada – e Amelia vivem como cão e gato. Orgulhosa, a princípio ela não dá o braço a torcer ao amor que sempre sentiu pelo vizinho e reluta o quanto pode contra os encantos de um Justin, agora, mais maduro e... muito mais atraente.
Será que ambos resistirão à paixão e ao desejo que os incita desde a adolescência.

A Entrar no Forno: "Burning Up" de Jennifer Blackwood


Mais uma novidade escaldante que sairá para as nossas prateleiras. Desta vez pela parte da Porto Editora, mas ainda sem data prevista.
A professora desempregada Erin Jenkins está de volta a Portland, a cidade a que não chama de lar por mais de uma década. Não é assim que ela quer passar os seus últimos dias de verão: entre empregos e evitando a bisbilhotice da sua mãe fugindo para o corredor dos gelados. Mas quando surge a oportunidade de acompanhar o melhor amigo do seu irmão - o amor da sua vida - a um casamento, o verão torna-se muito mais interessante.
O bombeiro e pai solteiro Jake Bennett construiu uma parede agradável e segura em torno do seu coração - sem romance, sem se queimar. Isso não significa que está descartando uma aventura. Considerando que a visita de Erin é temporária, eles são perfeitos para uma noite sem compromissos escaldante. Ou dois. Ou cinco. Até que o pior aconteça: Erin e Jake estão-se sentindo mais que isso. Porra essa palavra de quatro letras.
Agora os seus corações estão em risco e, quando o verão em chamas chegar ao fim, será mais difícil do que nunca apagar o fogo.

Pausa para Chocolates: "Jogos Cruéis" de Jodi Picoult




Teve que ser. Este livro desde a primeira pré-venda (já que teve várias) que tinha que vir obrigatoriamente cá para casa, por isso mal chegou coloquei-o no topo da pilha. Infelizmente ando com um bloqueio nas leituras e a vontade não vem por muito que ele me chame e me diga que já chegou.

O juiz repetiu,: «Admite que teve conscientemente contacto sexual com Catherine Marsh para satisfazer os seus próprios desejos» «Sim, Meritíssimo», respondeu Jack com uma voz que continuava a não ser a dele.
Jack St Bride, um bonito rapaz de trinta e um anos que acaba de cumprir pena por um crime sexual que não cometeu contra uma adolescente, decidiu refazer a vida na primeira cidade onde o seu instinto lhe disse para parar. Mas o passado não se apaga tão facilmente quanto queremos. Em Salem Falls, cidade maldita onde, em 1692, as famosas bruxas com o mesmo nome foram perseguidas... o destino tem reservado para Jack um desafio cruel.

Opinião Erótica: "O Desejo de Rose" de Monica Murphy


Seguindo a linha de pensamento do primeiro, O Segredo de Violet, Monica Murphy não altera muito o padrão: muitas cenas eróticas (85%?), um início muito prometedor, com a primeira metade muito interessante e excitante, mas depois tudo isso desaparece na segunda metade.
Estava muito interessada para conhecer a história de Rose e de facto tinha imaginado toda uma história paralela, completamente diferente da que encontrei aqui.
Caden não me atraiu por ter, tal como Ryder, uma personalidade muito submissa em relação à mulher do passado. Ryder ainda tem uma personalidade mais forte em relação a Violet, mas Caden mantém-se sempre ali numa linha demasiado constante, sempre escondido e sem grande acção, sem ser satisfazer Rose, que por sua vez tem um papel de menina esforçada que depois decidiu ser fútil e preguiçosa, por muito que a autora tenha tentado justificar de forma positiva.
No final, acabamos por não ter personagens muito fortes, ambos com segundas intenções mas que depois acabam por perceber que é amor. Amor esse que acaba por não ser muito bem transmitido, já que a escritora prefere recorrer ao sexo e a atitudes quotidianas que nada provam. No final, temos a prova de amor, mas que, a meu ver, acabou por ser um pouco frustrada já que não houve um caminho anterior que valorizasse o final. Caden já devia ter agido há mais tempo e por isso acaba por já vir tarde.
De resto, encontramos mais dinâmica familiar e alguns referências ao Passado. No caso da primeira, a autora relembra-nos o volume anterior e inclui o casal Ryder e Violet, que interferem demasiado neste romance. Depois também temos Lily, que se encontra mais presente para o final, servindo assim para introduzir o seguinte e último volume desta trilogia, em que ela será a protagonista.
Apesar de todos os contra que encontrei nestes dois livros, continuo a querer conhecer a história da irmã em falta. Continuo-o também a achar que os livros de Monica Murphy são muito pobres em termos de conteúdo, mas têm sempre uma história base e básica que nos entretém, principalmente pelas cenas eróticas que inclui.

Ser a irmã mais nova não é fácil. Ao contrário das minhas irmãs, Violet e Lily, nunca tive o meu momento na ribalta. Mas chegou a hora de mudar o meu destino!
Talvez esta nova coragem que me inunda se deva ao magnífico colar de diamantes rosa que herdei da minha avó. Usei-o numa festa em Cannes e atraí o interesse de Caden, um homem misterioso que me tira do sério.
Assim que cruzamos olhares, eu sabia que estava na hora de mudar: vou sair da sombra da minha família, afastar-me de tudo e mergulhar nos braços deste sedutor misterioso. Ele faz-me sentir cobiçada e sensual, como nunca ninguém o fez antes, mas há algo perigoso que ele esconde. Começo a pensar que talvez o nosso encontro não tenha sido assim tão fortuito...
Qualquer que seja a razão de Caden para me ter procurado, agora é demasiado tarde para voltar atrás... O meu desejo grita mais alto.

A Sair do Forno: "Inesquecível" de Alexandra Bracken


Sai dia 22 de Maio.
Ruby nunca quis os superpoderes que quase lhe custaram a vida, embora agora tenha de recorrer a eles diariamente, em missões perigosas contra o governo corrupto que a trancou em Thurmond. Os outros chamam-lhe líder, mas ela não se sente como tal, sabe que é um monstro.
Quando lhe confiam um segredo explosivo, Ruby tem de afastar-se da Liga das Crianças e embarcar numa missão difícil. A informação crucial acerca da doença que matou a maioria das crianças nos Estados Unidos está guardada num único local: uma pen nas mãos de Liam Stewart, o rapaz que Ruby achava que conhecia, respeitava e amava... e a abandonou.
Ruby inicia uma viagem através do país numa tentativa desesperada de encontrá-lo, dividida entre os velhos amigos e as suas novas promessas. E se ganhar a guerra significa perder-se a si mesma?

A Sair do Forno: "A Escolha da Noite" de Kendall Ryan

Lembram-se desta capa do post A Entrar no Forno?


Já temos a nova capa e quando a vamos poder adquirir todo o conjunto... do livro claro!

Sai dia 27 de Maio.
A noite passada foi a mais embaraçosa da minha vida.
Eu fui aquela rapariga. Fui a mulher completamente embriagada a celebrar o seu trigésimo aniversário com as duas melhores amigas. E quanto mais eu bebia, mais queria fazer algo pecaminoso para celebrar.
E o que poderia ser mais pecaminoso do que aquele homem sensual e sedutor que me lançava olhares junto ao balcão do bar? Alto, moreno e de um charme estonteante. Apesar de me parecer areia a mais para a minha camioneta, lá consegui arranjar coragem para ir ter com ele.
Ele levou-me para a sua casa, para a noite de sexo mais escaldante da minha vida. Bem, até esta ter terminado...
Não há nada pior do que ser interrompida a meio da viagem por uma vozinha a perguntar: «O que estás a fazer ao meu papá?» E que fiz eu? Fugi porta fora, rezando para nunca mais me cruzar com ele… Até descobrir que o homem que me tinha levado aos píncaros ia ser o meu novo vizinho e senhorio.
De repente, a minha escolha da noite passou a ser bem mais do que isso!

A Sair do Forno: "Apartamento partilha-se" de Beth O'Leary






Como já tínhamos anunciado em Janeiro aqui, finalmente apresentamos a capa e a data de lançamento: 27 de Maio.

Tiffy Moore precisa urgentemente de um apartamento barato, depois de o ex-namorado a despejar da casa onde viviam. Leon Towney é enfermeiro, faz os turnos da noite no hospital, tem um apartamento para arrendar e precisa de dinheiro para ajudar o seu irmão.
Para os dois, surge a solução perfeita: durante o dia, enquanto Tiffy está a trabalhar, Leon descansa do lado direito da cama; durante a noite, e até à manhã seguinte, Tiffy é dona e senhora do apartamento. Embora nenhum deles se encontre no mesmo espaço ao mesmo tempo, limitando as hipóteses de algo poder correr mal, os seus amigos acham que esta é a receita para o desastre e que devem existir regras.
Para que tudo possa correr bem, decidem comunicar apenas por bilhetinhos destinados a resolver questões domésticas (e da vida) e facilitar a partilha do apartamento. Mas, com ex-namorados dramáticos, colegas de trabalho doidos e, claro está, o facto de ainda não se terem cruzado, estão prestes a descobrir que, para terem uma casa perfeita, vão precisar de atirar as regras pela janela.

Doce do momento. 'Quando Hitler Roubou o Coelho Cor-de-Rosa' de Judith Kerr

27803191


Quando Hitler Roubou o Coelho Cor-de-Rosa é uma das obras mais lidas por jovens de todo o mundo. Considerada um clássico da literatura juvenil, e inspirada na vida da própria autora, fala-nos da Segunda Guerra Mundial numa nova perspetiva e até com algum humor.
Vive-se o ano de 1933. Anna tem apenas nove anos e anda demasiado ocupada com a escola e com os amigos para reparar nos cartazes políticos espalhados pela cidade de Berlim com a suástica nazi e a fotografia de Adolf Hitler, o homem que muito em breve mudaria a face da Europa. Ser judeu, pensa ela, é apenas algo que somos porque os nossos pais e avós são judeus.
Mas um dia o pai dela desaparece inexplicavelmente. E, pouco tempo depois, ela e o irmão, Max, são levados pela mãe com todo o sigilo para fora da Alemanha, deixando para trás a sua casa, os amigos e os amados brinquedos. Reunida na Suíça, a família de Anna embarca numa aventura que vai durar anos.

Opinião Contemporânea: ''Adorada até Quinta'' de Catherine Bybee


Chegámos finalmente ao último livro desta série que tão bons momentos trouxe-me em 2017. Dentro deste género de livros, esta autora é sem dúvida das minhas favoritas. Contudo, achei este 7º livro um pouco mais fraco em relação aos últimos três que tinha lido em anteriormente mas vamos lá:

Já sabia que a protagonista deste livro seria a Gabi, uma das personagens principais do sexto livro. O seu par romântico é o Hunter, amigo antigo de Blake e claro lindo e milionário como todos os homens desta série. (Só a mim é que não me aparece nenhum destes!). 
A união deles começa com um casamento arranjado pela Alliance mas sabemos que no fim irá tornar-se num amor espontâneo. Temos a nossa Gabriella ainda com muitos traumas do seu passado, não consegue confiar em nenhum homem depois do que Alonzo lhe fez. Aí aparece Hunter que propõe-lhe um casamento de fachada em troca de resolver uma situação que poderá trazer problemas para a Gabi. Obviamente que no casamento deles não poderia faltar duas coisas: amor verdadeiro e uma donzela em perigo. Neste caso é Gabi que sofre, ainda pelo que aconteceu a Alonzo e pelo dinheiro que ele lhe deixou. 

Não sei se foi pela correria do Natal ou por este livro ter quase 400 páginas (pelo menos a minha versão em ebook tinha), mas achei este livro chatinho e não gostei assim tanto. Os livros da Catherine são previsíveis mas nunca deixei de gostar deles e consegui sempre esquecer que já sabia como tudo ia terminar, mas este aborreceu-me um pouco.
Continuei a gostar da Gabi mas o Hunter não me seduziu nem impressionou um pouco. A história do porquê ele se querer casar foi uma surpresa e disso gostei mas do romance entre os dois, não senti grande química.

Não deixa de ser mais um bom livro desta autora e não estou nada arrependida de o ter lido já, até porque, pelos vistos a Bertrand não está muito interessada em completar esta série! O próximo livro da autora a sair em Portugal em Janeiro de 2018 é o 1º de outra série! Enfim! 
Esta é uma série que aconselho a todas as românticas que gostam destes livros açucarados.Contudo, não abusem e não leiam tudo seguido se não, vão enjoar. 
Gabriella Masini: assombrada pelo passado, com as cicatrizes que não a deixam esquecer, Gabi acredita que contos de fadas acontecem com outras pessoas, não com ela. Trabalhando na Alliance, a agência de casamentos de elite, ela é ótima com números, mas não consegue somar dois mais dois quando se trata de seu último cliente: um bilionário bad boy com seus próprios segredos. Quando Gabi se recusa a ser sua esposa temporária, Hunter faz uma oferta que ela não pode recusar. Mas o casamento com um homem como ele nunca poderia dar certo... ou poderia? Hunter Blackwell: apenas sua conta bancária é maior que sua habilidade para conseguir o que quer. Ele tem uma razão secreta para querer se casar, pelo menos por um tempo — e acha que a sensual e atrevida Gabi é perfeita para o papel. Mas, quando o casamento de conveniência se torna perigoso, Hunter deve decidir até onde iria para cumprir a promessa de honrar e proteger Gabi para sempre.

Opiniões anteriores:

A Sair do Forno: ''Ontem à noite'' de Catherine O'Connell

Sai dia 21 de Maio

Seis amigas. Uma noiva. Um assassínio. Demasiados segredos.

Maggie Trueheart vai casar com o homem dos seus sonhos. Ansiosa por uma última noite selvagem antes do grande dia, reúne as amigas mais próximas para a grande despedida de solteira. Mas as coisas correm mal, horrivelmente mal.

Sob o escrutínio intenso da polícia, até onde Maggie e as amigas irão para manter os seus segredos chocantes sem serem revelados.

Até proteger um assassino?

A Sair do Forno: "Aqui agora sempre" de Catherine Isaac

Sai dia 24 de Maio!
Jess e William, o seu filho de dez anos, vão passar o verão no Château de Roussignol, nas férteis colinas soalheiras da Dordonha. Aí, Adam, o ex-namorado de Jess e pai de William gere um hotel de charme situado num castelo recuperado. 
Os exuberantes jardins com piscina, a requintada cozinha francesa e uma lista de vinhos aparentemente interminável impressionam Jess, mas ela foi a França sobretudo com o intuito de aproximar Adam do seu próprio filho.
Adam tem outras ideias e outra namorada - e não parece nada disposto a mudar de vida só porque Jess e William entraram em cena. Jess não se surpreende, mas William, que rapidamente se vai aproximando do pai, não quer outra coisa que não seja estar com ele. 
Jess, atormentada por um segredo que não pode partilhar, sobretudo com William, fará tudo para que Adam não desiluda o filho.

Origem: "Bem te Quero, Mal me Queres" de Penelope Ward



Só sei que não me importava nada que este modelo viesse cá para casa xD

Imagem relacionada

Encontra as Diferenças: "Loose Girl" e "Raw Blue"


Estas capas fazem-me sempre lembrar uma vizinha que eu tive!
Aqui ao menos mudaram-lhe a roupa.

A Entrar no Forno: "The Starless Sea" de Erin Morgenstern

42730332

Depois do sucesso de ''O Circo dos Sonhos'', esta autora está de volta com o seu segundo livro que desta vez será publicado pela Leya, numa das suas (muitas) chancelas. Lá fora só sai em Novembro de 2019 portanto ainda temos uns bons meses de espera para puder ler este livro em português.
Fiquem com sinopse traduzida.

Zachary Ezra Rawlins é um estudante de pós-graduação em Vermont que descobre um estranho livro escondido nas pilhas da biblioteca. Ao virar as páginas, fascinado por contos de prisioneiros, coleccionadores de chaves e acólitos sem nome, lê algo estranho: uma história da sua própria infância. Desnorteado por este livro inexplicável e desesperado para entender como a sua própria vida veio a ser registada, Zachary descobre uma série de pistas - uma abelha, uma chave e uma espada - que o levam a uma festa de máscaras em Nova York, a um clube secreto e a uma entrada de uma biblioteca subterrânea, escondida bem abaixo da superfície da terra.
O que Zachary encontra neste lugar curioso é mais do que apenas um lar enterrado para livros e os seus guardiões - é um lugar de cidades e mares perdidos e de histórias sussurradas pelos mortos. Zachary descobre aqueles que se sacrificaram muito para proteger este reino, renunciando a sua visão e as suas línguas para preservar este arquivo, e também aqueles que estão decididos a destruí-lo. Juntamente com Mirabel, um feroz protector ​​do lugar e de Dorian, um homem bonito e descalço com alianças inconstantes, Zachary viaja pelos túneis sinuosos, escadarias escuras, salões lotados deste mundo mágico, descobrindo o seu propósito - tanto no livro misterioso quanto em sua própria vida.

Parece muito bom quem gostou? 

Doce do Momento: "Efeito Secundário" de Susana Enes


1ª leitura do mês e do Na Fila.
«Rápido Luís. Venha ter comigo ao laboratório. Tenho uma descoberta muito importante para partilhar consigo. Já sei qual é a substância que ingeriu e porque tem tantas alterações moleculares. Por favor não demore. Existe um risco real de andar por aí sem tomar um antídoto e eu estou a prepará-lo.»
«Era uma péssima ideia envolver-se com uma colega de trabalho. Era péssima ideia correr o risco de estragar uma grande amizade por um momento de prazer. Mas a vida era feita de péssimas ideias e as que nos fazem acelerar o ritmo do bater do coração são as piores das melhores.»

Chegou à Despensa: ''Solitaire'' de Alice Oseman





Este livro cujas duas letras do nome não se vêem mas estão lá, foi uma compra impulsiva apenas pelo preço: 1.95€ um hardcover novinho?
Sei que é um YA e conheço algumas pessoas que adoram este livro portanto espero gostar também!

Origem: ''Adorada até quinta" de Catherine Bybee



Mais um origem desta autora que tanto gostamos!

Encontra as Diferenças: "Circle of Light" e "Sister of the Moon"


Capas vintage para variar um pouco.

Na Fila: Maio


Maio, mês de férias para a Mafi, que apesar de ser apenas 1 semana e com uma viagem por vários países pelo meio, as leituras irão continuar!

Mafi


Voces devem estar a pensar: Pronto lá porque leu 10 livros em Abril, pensa que pode ler 12 livros em Maio. 
Não sei se estou louca ou não, só sei que se ler isto tudo mereço comprar uns livros para mim como prémio....


Ne


Maio vai ser o mês das leituras atrasadas dos nossos escritores. Espero gostar de todos e ter boas surpresas.

Resumo do mês: Abril

E Abril chegou ao fim com um tempo esquizofrénico que já não sabemos se estamos na Primavera com o Verão quase a chegar ou em pleno Inverno. 
As leituras desta vez correram melhor para a Mafi do que para a Ne. Mas lemos bons livros e é o que interessa. :D

Mafi:

Abril foi melhor mês do ano até agora. Isto em termos de quantidade claro. Em qualidade foi mais ou menos. Gostei da maior parte dos livros mas a série da Loretta Chase desiludiu-me um bocadinho ou então sou eu que já não estou virada para os romances de época. 

Opiniões e classificações:
Levaram Annie Thorne - C.J. Tudor (4/5)
Sedução de Seda - Loretta Chase (3/5)
A tentação da porta ao lado - Alice Clayton (4/5)
Sonho de Cetim - Loretta Chase (4/5)
Rebel Belle - Rachel Hawkins (3/5)
Voltar a Amar-te - Carrie Elks (4/5)
Capricho de Veludo - Loretta Chase (2/5)
Boa Noite - Pam Gonçalves (4/5)
In Real Life - Cory Doctorow e Jen Wang (4/5)
Quinze Dias - Vitor Martins (4/5)

Livros físicos: 5
Ebooks: 5
Livro Mais Doce: A tentação da porta ao lado
Livro Mais Amargo: Capricho de Veludo
Livro Mais Longo: Levaram Annie Thorne
Livro Mais Curto: Boa Noite (o ebook tinha 153 páginas)
Livros dos ''Na Fila 2019'': 4!
Livros "Na Fila Abril": 5/8 (nada mau!)
Autores novos: 5
Autores já lidos: 2


Ne:

Amor & Ódio Irresistíveis - Christina Lauren (3/5)
A Tentação da Porta ao Lado - Alice Clayton (2/5)
O Regresso da Duquesa - Sarah MacLean (4/5)
Cocky Bastard - Penelope Ward (4/5)

Livros físicos: 0
Ebooks: 4
Livro Mais Doce: Cocky Bastard - Penelope Ward
Livro Mais Amargo: A Tentação da Porta ao Lado - Alice Clayton
Livro Mais Longo: O Regresso da Duquesa - Sarah MacLean (352 páginas)
Livro Mais Curto: Amor & Ódio Irresistíveis - Christina Lauren (296 páginas)
Livros "Na Fila Abril": 3/6
Livros Fora do "Na Fila Março": 1
Autores novos: 2
Autores já lidos: 2