Publicações

Origens: "Assalto ao Duque"

 


Esta rubrica também já não aparecia há muito tempo. Aqui não foi preciso mudar muito! 





Encontra as Diferenças : Emma e When he was wicked

 

Duas autoras muito conhecidas, uma clássica outra mais actual. 

De capa gostam mais? 




Chegou à Despensa: Oito Crimes Perfeitos de Peter Swanson

 


"Aqueles que merecerem morrer" é o meu thriller preferido de sempre. Portanto não poderia deixar passar a oportunidade de comprar mais um livro deste autor em português!


Muito obrigada Clube do Autor por pegarem neste autor, espero que não seja uma obra única no vosso catálogo!


A Sair do Forno: ''A última festa' de Lucy Foley




A Planeta continua a postar nos thrillers e este apesar de já ter sido lançado em 2018, só agora é que está a andar pelas bocas do mundo e também irá chegar a Portugal dia 2 de Novembro! 

Todos são amigos. Um deles é um assassino.

Durante as férias de Natal, um grupo de amigos reúne-se para passar a passagem de ano juntos. Uma tradição que começou há dez anos, quando eram estudantes e se conheceram na universidade em Oxford. Este ano o local escolhido é uma propriedade de caça idílica e isolada, perdida nas Terras Altas Escocesas.

A viagem começa de forma perfeita: os amigos admiram a paisagem deslumbrante, bebem e relembram episódios divertidos do passado. Ainda acreditam que são os mesmos, mas para eles o tempo mudou. E cedo as tensões fazem-se sentir: o grupo já não tem mais nada em comum, além de um passado de convivência, feridas que nunca cicatrizaram e o peso dos segredos que carregam. É então que na noite da passagem de ano, o ténue fio que os mantém unidos rebenta.

No dia seguinte, um deles é encontrado morto e uma forte tempestade de neve impede que a equipa de resgate chegue. Ninguém pode entrar. Ninguém pode sair.
Nem mesmo o assassino.

Lucy Foley, autora best-seller do The New York Times traz-nos um thriller arrepiante, com um ritmo perfeito, na tradição de Agatha Christie, que mostra que as velhas amizades nem sempre são as melhores.

Não fique de fora. Junte-se à festa.

A Entrar no Forno: "Redeeming Love" de Francine Rivers

 


Lançado em 1997 este livro tem ficado mais popular devido à adaptação que estreia em breve! 
Por cá chegará pelo grupo Leya muito provavelmente pela chancela ASA que dedica-se mais aos romances históricos! 

Califórnia, 1850. Uma época em que os homens vendiam a própria alma por um punhado de ouro e as mulheres vendiam o próprio corpo por um lugar para dormir.
Angel aprendeu a não esperar dos homens nada além de traição. Vendida como prostituta ainda em criança, a única maneira que ela encontra para sobreviver é  mantero o ódio bem vivo no seu coração. E o que ela mais odeia são os homens que a usaram, deixando-a com um imenso vazio interior.
Até o dia em que ela conhece Michael Hosea. Um homem que busca o divino em todas as coisas, Michael obedece ao chamado de Deus para que se case com Angel e a ame incondicionalmente. Aos poucos, ele vai conquistando um lugar cada dia maior no coração da sua esposa, que começa a apaixonar-se por ele.
Mas, com a chegada inesperada desse amor, Angel é invadida por sentimentos arrebatadores de medo e de desprezo por si mesma. E então ela foge, de volta para a escuridão, para longe do amor perseverante do seu marido, morrendo de medo da verdade que ela já não pode negar: a sua cura definitiva deve vir daquele que a ama mais até do que Michael... aquele que jamais vai abandoná-la.
Amor de redenção é um clássico atemporal, uma história transformadora sobre o amor incondicional, redentor e absoluto que está ao alcance de todos nós.




A Sair do Forno: Heartstopper: Volume 3 de Alice Oseman

 


Sai dia 4 de Novembro 

Charlie não achava que Nick pudesse gostar dele, mas agora são oficialmente namorados! Nick até teve coragem de se assumir à sua mãe.
Mas dar este passo não é algo que se faça apenas uma vez: há o irmão mais velho de Nick, uma viagem a Paris, sem mencionar todos os amigos e familiares... e a vida pode ser difícil, mesmo com alguém que te ama ao teu lado. À medida que os seus sentimentos vão crescendo, Charlie e Nick precisarão um do outro mais do que nunca.

Este é o terceiro volume de Heartstopper, a banda desenhada premiada (Goodreads Choice Awards) de Alice Oseman.


A Sair do forno: "O Segredo da Boticária" de Sarah Penner

 


Sai dia 2 de Novembro 

Escondida nas entranhas de Londres do século XVIII, uma botica secreta serve uma clientela pouco usual. Entre as mulheres londrinas, fala-se sobre uma mulher misteriosa chamada Nella que vende venenos bem disfarçados de remédios àquelas que precisem deles para os usar contra os homens que as maltratam. Contudo, o destino desta boticária fica comprometido quando a sua nova protegida, uma rapariga precoce de 12 anos, comete um erro fatal que terá consequências cujo eco se manterá durante séculos.

Na atualidade, uma aspirante a historiadora chamada Caroline Parcewell passa o seu décimo aniversário de casamento sozinha, enfrentando os seus próprios demónios. Então, encontrará uma pista para resolver os assassinatos misteriosos que fizeram Londres tremer há mais de duzentos anos. A sua vida misturar-se-á com a da boticária numa reviravolta surpreendente do destino. E nem todos sobreviverão.

O Segredo da Boticária é uma estreia subversiva e viciante, cheia de suspense, com personagens inesquecíveis e uma profundidade aguda. Cheia de segredos, vingança e de formas singulares como as duas mulheres podem salvar-se uma à outra, apesar da barreira do tempo.


A Sair do Forno: "Todo este tempo" de Rachael Lippincott e Mikki Daughtry

 


Também a dia 3 de Novembro 


Kyle e Kimberly sempre foram o par perfeito… até à noite do baile de finalistas. Kimberly termina tudo com Kyle, e o mundo dele desaba, literalmente. Têm um acidente de carro, Kimberly morre e Kyle, apesar de sobreviver, sofre de uma lesão cerebral. Não há mesmo ninguém que possa compreender o que é viver tudo isto.

Até ao dia em que surge Marley. Marley também está a lidar com uma perda que julga ser culpa sua. E, quando os seus caminhos se cruzam, Kyle vê em Marley tudo o que sente e não consegue dizer.

Kyle e Marley apoiam-se, tentam ultrapassar as suas perdas, e é então que o que sentem um pelo outro começa a mudar, a crescer e a ficar cada vez mais forte. Mas Kyle não consegue parar de pensar que, a qualquer momento, tudo pode desabar outra vez. E a verdade é que pode… e vai acontecer.




Chegou à Despensa : "Nós tínhamos de acontecer" de Gayle Forman

 


Gosto muito desta autora. Já li todos os livros dela em Portugal e portanto esta novidade da Presença não me podia escapar! 

Com os 20% dos momentos wook aproveitei e trouxe mais este YA cá para casa que vai ser lido brevemente. 

A Sair do Forno : Os Quatro Ventos de Kristin Hannah

 


Sai dia 4 de Novembro 

Texas, 1934. Milhões de pessoas enfrentam o desemprego e uma terrível seca assola o vasto território das Grandes Planícies dos Estados Unidos da América. Os agricultores lutam por manter e dar vida às suas terras e aos seus animais, mas as colheitas são escassas, a água é cada vez mais rara e tempestades de areia com vaga após vaga de pó ameaçam cobrir tudo debaixo do sol. Um dos períodos mais negros da Grande Depressão, eram os anos do Dust Bowl, quando uma faixa do território da América se transformou numa aterradora taça de pó - o retrato de Florence Owens Thompson e dois dos seus filhos haveria de ficar imortalizado na lente de Dorothea Lange numa fotografia, Migrant Mother, que hoje todos reconhecemos. É neste período incerto e terrível que Elsa Martinelli - como tantos dos seus conterrâneos - terá de proceder à mais angustiante das escolhas: ficar e lutar pelo que tem de seu, ou partir para Oeste, rumo à Califórnia, em busca de uma vida melhor para si e para a sua família. Tudo na sua propriedade está a morrer, incluindo o seu casamento; cada dia é uma batalha desesperada contra a mãe-natureza e uma luta para a sua sobrevivência e a dos seus filhos.

Os Quatro Ventos é uma narrativa preciosa, um romance a que não falta nada, que dá vida e voz, de forma absolutamente extraordinária, à época da Grande Depressão e àqueles que por ela passaram - uma realidade demasiado cruel que dividiu os Estados Unidos e rasgou o sonho americano, criando uma trincheira entre aqueles para quem tudo não é suficiente e aqueles que nada têm de seu. Um testemunho de esperança, resistência, amor e da força do ser humano perante a adversidade.

A Sair do Forno: "Ao Pôr do Sol" de Nora Roberts

 


Sai dia 4 de Novembro 


Uma família destroçada. Um regresso inesperado. Um segredo obscuro.


Bodine Longbow é uma mulher atarefada. Sendo a gestora do rancho da família no Montana, os seus dias precisam de mais horas - para a vida, para o trabalho, para os que lhe são mais queridos. E certamente não tem tempo para o amor, mesmo se ele for personificado na sua paixão de adolescência, Callen Skinner, que está de regresso ao rancho… e que há anos partiu o coração de Bodine. No entanto, a descoberta do cadáver de uma rapariga vai testar a confiança de Bodine, já que Callen se torna no principal suspeito. O homicídio traz de volta dolorosas recordações de Alice, a tia de Bodine, que reaparece inesperadamente vinte e cinco anos depois. A história perturbadora que ela tem para contar sobre o passado - e a ameaça que a persegue - vai testar os laços desta família e empurrar Bodine para um território sombrio e devastador, do qual poderá ser impossível regressar.

A Sair do forno: "Lendário" de Stephanie Garber

 


Sai dia 3 de Novembro 

Já tínhamos anunciado no instagram mas fica aqui também em destaque no blog.

Vai sair pela Editorial Presença, apesar da distância da publicação deste segundo volume (3 anos depois do primeiro) a editora está com fé em apostar novamente nesta trilogia, portanto vamos todos reler o primeiro para ler o segundo!!


Não conhecem o primeiro? Fiquem com a opinião da Ne: Opinião Caraval


Um coração para proteger. Uma dívida para pagar. Um jogo para vencer.


O Caraval deste ano foi concluído. Tella está sã e salva, para alívio de Scarlett, a sua irmã mais velha. Mas Tella tem segredos que não lhe pode contar, como aquilo que prometeu em troca dos convites das irmãs para o Caraval. Segredos sobre a pessoa a quem fez essas promessas. E segre­dos sobre Julian, o jogador de Caraval que conquistou o coração de Scarlett.


Mesmo com medo de revelar a verdade a quem mais a ama, Tella decide seguir com a trupe de Caraval para Valenda, a capital do Império, para encontrar o misterioso correspondente a quem tem de cumprir o que pro­meteu. Só que, nas noites que antecedem o Dia de Elantine - uma junção de baile de máscaras, jubileu e ilusão -, não se pode confiar em… ninguém.


Bem-vindos ao Caraval. O jogo ainda agora começou.

A Sair do Forno: Uma Cidade nas Nuvens de Anthony Doerr

 


Sai dia 3 de Novembro 

Constantinopla, século XV. Idaho, século XXI. Argos, uma nave interestelar, no futuro. Um romance sobre crianças a caminho da idade adulta, em mundos de perigo, que encontram resiliência, esperança e - um livro.

Anna, uma órfã de 13 anos, vive dentro das muralhas de Constantinopla, numa casa de mulheres que bordam vestes paroquiais. Alegre, insaciável e curiosa, Anna aprende a ler e encontra um livro, a história de Éton, cujo maior desejo é tornar-se um pássaro e voar para um paraíso utópico no céu.

É este livro que Anna lê à sua irmã doente, enquanto as muralhas do único sítio que conheceu na vida são bombardeadas na queda de Constantinopla. Fora das muralhas está Omeir, um rapaz de aldeia, a muitos quilómetros de casa, recrutado para o exército invasor, juntamente com os seus adorados bois. Os caminhos de Anna e Omeir estão prestes a cruzar-se.

Quinhentos anos mais tarde, numa biblioteca do Idaho, Zeno, um octogenário que aprendeu grego quando foi prisioneiro de guerra, dirige cinco crianças numa encenação da história de Éton, que foi preservada, contra todas as expectativas, até aos dias de hoje. Entre as estantes da biblioteca está uma bomba, ali deixada por Seymour, um adolescente problemático e idealista. E, num futuro não muito distante, na nave interestelar Argos, Konstance está sozinha num compartimento, a escrever a história de Éton, que o seu pai lhe contou. Konstance nunca esteve na Terra.

Este é um livro em que os vários tempos e lugares refletem a nossa enorme ligação - entre nós mesmos, com outras espécies, e com os que vieram antes de nós e aqueles que habitarão o mundo depois de já não estarmos aqui.

Dedicado aos «bibliotecários de outrora, de agora e dos anos por vir», Uma Cidade nas Nuvens relembra-nos o valor do ato primordial do amor: cuidar - dos livros, da Terra, do coração humano.

A Sair do Forno: "Inês de Castro de Isabel Stilwell

 


Sai dia 26 de Outubro 


A história de Inês de Castro como nunca ninguém a contou.


Inês de Castro tremia na sua presença. Afonso IV era o rei que levara à morte o meio-irmão, Afonso Sanches, o seu adorado tio que a havia recebido como uma filha. O homem que tirara tudo à sua família. O homem que a expulsara sem dó nem piedade da corte para a afastar do seu único filho, acusando-a de ser uma perigosa espia. O homem que humilhava o seu Pedro que, tropeçando nas palavras, não conseguia impor-se ao pai e afirmar o amor por ela. O homem que nascera sob a estrela de Algol, como a avisara repetidas vezes a sua querida Zulema. Algol, a estrela do demónio...


Quando Inês ouviu o galope dos cavalos e viu o estandarte real caiu de joelhos e implorou, olhando os sete anéis de Afonso IV que a hipnotizavam. Mas o seu destino estava traçado. Mais uma vez Pedro lhe falhara, cobarde, frágil, não estava ali para a defender, para gritar que ela era sua mulher, casados perante Deus, mãe dos seus filhos legítimos ….


Isabel Stilwell, autora best-seller de romances históricos, traz-nos Inês de Castro, protagonista da maior história de amor de Portugal. Imortalizada nos espantosos túmulos de Alcobaça, contada em livros, quadros e lendas.


Entre Portugal e Castela, entre intrigas, traições e casamentos reais, Isabel Stilwell traça, ao som do alaúde, o seu retrato de Inês de Castro, uma ágil espia que moveu as peças no tabuleiro do poder, amante apaixonada que enfeitiçava com os seus olhos verdes e, por fim, rainha de Portugal. Uma história que ficou para sempre gravada em pedra.

Opinião da Ne : "Cavalheiro Número Nove" de Penelope Ward


Típica história de 3 amigos de infância, que se gostam secretamente mas não querem estragar a amizade.

O romance demorou a chegar e mesmo a parte da atracção não a notei muito. Porque ou dizem que o corpo reage ou então só falam noutros ex. Parece que não se decidem. 
Quando li a sinopse portuguesa adorei-a por imaginar que Lord seria o cavalheiro número nove, mas enganem-se. Acho que o que imaginei teria sido uma história muito mais engraçada. E acabei por ter ainda mais razão à medida que lia e chegava ao final.
Já agora alguém me explique para que foi a história do acompanhante de luxo?? Para enganar o pessoal? Esqueçam! Não tem nada a ver. A história podia perfeitamente acontecer sem essa parte. Ele podia ter ido viver com ela e com o dia-a-dia a coisa acontecer, mas não. Além disso, eles acabam por se relacionar de maneira muito fria, tipo dia e hora marcados. Ou seja, tudo o que a autora consegue ao descrever a relação deles, física e emocionalmente, perde nestas pequenas coisas e no quotidiano que, a meu ver, se fosse a Vi Keeland teria pegado nesta história e torná-la divertida, sexy e adorável.
O que mais gostei foi a reviravolta que aconteceu no último terço do livro. Quando o entusiasmo estava a diminuir: por ter acrescentado um segredo a meio do livro (???) e por a história estar a parecer já estar no final; lá acontece esta reviravolta que faz o leitor sentir ali uma breve bradicardia ou taquicardia dependendo de como reagem ao choque.
O que concluí foi que a autora tem os mesmos gostos masculinos que eu e não invejo a sorte de Amber. Ou invejo. Depende também de como reagimos a estes personagens.
Também cheguei à conclusão que Esta autora sozinha não me consegue deslumbrar como a colega ou como quando escreve com ela. Sim tem os seus personagens sexys, mas não consegue transparecer a tensão sexual, o humor inicial, e os finais clichés que encontro nos seus outros livros. Penso que Penelope Ward é mais drama e menos erótico.
Quando o Channing me perguntou se podia ficar alguns meses em minha casa, enquanto estava em Boston em trabalho, não fui capaz de lhe dizer que não. Só não esperava sentir-me tão atraída por ele, sobretudo depois de o Rory me ter abandonado tão recentemente. Apesar de nos conhecermos há muito tempo, eu não podia envolver-me com o Channing. Afinal, ele era o melhor amigo do Rory.
Quando uma amiga me sugeriu que contratasse um acompanhante, de modo a resolver as minhas carências, a ideia não me pareceu nada má. Foi assim que conheci o Cavalheiro Número Nove. Nos e-mails que trocámos, senti-me à vontade para lhe confessar a atração que sentia pelo meu companheiro de casa, e disse-lhe que uma noite de sexo sem compromisso seria a melhor solução para esquecer esse sentimento que nunca poderia ser concretizado.
Contudo, à chegada ao bar do hotel onde tínhamos combinado encontrar-nos, quem estava à minha espera não era o Cavalheiro Número Nove, mas sim… o Channing! E tinha uma proposta que eu dificilmente conseguiria recusar.

Resumo do Mês... Setembro

Outubro já vai quase a meio mas aqui a Ne e a Mafi são mulheres ocupadérrimas!!! Por isso só agora conseguimos partilhar com vocês as leituras do mês passado.

Queremos saber as vossas e se já leram algumas das nossas.

Mafi

Setembro foi o primeiro mês de (espero eu) muitos meses corridos. A partir de agora tenho dois empregos e passo o dia todo fora de casa! Vou conseguindo ler um pouco aqui e ali e ainda assim consegui chegar as 6 leituras. 

1. Only most devastated de Sophie Gonzalez (3/5)

2. Rapariga A de Abigail Dean (1/5) - DNF. Desisti aos 60%, detestei. 

3. Twice Shy de Sarah Hogle (4/5)

4. Indivisible de Daniel Aleman (4/5) 

5. Noiva à Experiência de Helen Hoang (4/5)

6. Arrepio de Allie Reynolds (3/5)

Ne

1. A Noiva Errada de Mary Simses (1/5) - DNF. Nada do que estava à espera

2. The Invitation de Vi Keeland (5/5) - adorei tudo, desde a história, personagens, romance perfeito

3. A Ferver de Jennifer Blackwood (4/5) - achei o fim morno, mas aquele Jack...

4. Em Chamas de Jennifer Blackwood (4/5) - o mesmo do anterior

5. A Grande Revelação de Julia Quinn (4/5) - adoro a Pen e o Colin! Releitura.

6. Mr. President de Katy Evans (3/5) - engraçado se não fosse tão repetitivo

7. Cavalheiro Número Nove de Penelope Ward (3/5) - sinopse enganadora e a história foi muito diferente do que imaginei mas deu para entreter

8. Herdeiro Rebelde de Vi Keeland (4/5) - parece uma versão do primeiro da saga de Rosemary Beach de Abbi Glines

9. Desejo de Tracy Wolff (3/5) - foi difícil classificar este romance

Este mês começou bem, mas depois tive uma quebra no entusiasmo. Foi muito menos abundante em leituras "terminadas" (porque começadas e metidas em pausa foram mais umas quantas). Gostei bastante dos bombeiros e do The Invitation. Penso que foram os que me marcaram mais este mês. Espero que Outubro melhore. Vou tentar ler mais físicos e menos ebooks, apesar de ter ali uns bem interessantes a chamarem-me.

Opinião da Ne: "Uma Magia Mais Escura (Shades of Magic #1)" de V.E. Schwab

 

Chegou finalmente o dia em que escrevo esta opinião deste livro já lido em Agosto. A Lóide já me tinha falado nesta trilogia fantástica em Abril, e foi nesse mês que ela foi incluída na pasta dos To-Read do Goodreads. Entretanto tratei de comprar o livro em segunda mão e ali ficou até ser o livro do mês do Clube de Leitura Mais Que Ler. Mas infelizmente não era a altura para o ler, porque o entusiasmo já tinha passado e ainda não tinha voltado. Por isso quando lhe peguei e o li por metas foi de uma forma muito zen, sem grandes ondas e sem grande êxtase. Acho mesmo que se tivesse lido este livro noutra altura, com as expectativas em altas por uma fanart ou até outra conversa com a minha querida Lóide, teria começado a leitura de forma mais animada. Mas não foi o que aconteceu e por isso acabei por não adorar este primeiro livro de uma trilogia.

Gostei de Kell claro. É sem dúvida um óptimo protagonista que tem um coração de ouro e sofre na mão de muitos e de maneiras diferentes. É o nosso herói. Também gostei de Lila claro - ela complementa Kell de várias maneiras e tenho pena dela não te rum papel ainda mais evidenciado. Penso que no segundo livro é o que autora vai fazer. Gostei de Rhy (não só por me fazer lembrar o outro Rhys) pela sua ligação com Kell e funcionar como a sua âncora. Espero também que tenha um papel mais importante, sem ser de vítima, nos livros posteriores. Em relação de Holland, ainda hoje não consigo decidir se gostei dele. Ele não é o vilão principal e por isso acaba por ser vilão secundário e vítima. Esta dualidade coloca-o ali numa zona muito cinzenta. Sei que a história dele não termina neste volume, mas não sei se isso é algo bom, visto que ou a autora cria algo mesmo muito surpreendente ou então vai estar apenas a esticar a história de um personagem que não tem muito mais para dar.

Esperava um romance entre Lila e Rhy, o que ainda não está fora de hipótese, mas Schwab deu-nos algo menos entusiasmante e menos... menos.

Apesar da minha ressaca de fantasia aquando esta leitura, adorei os mundos e as diferentes Londres que a autora criou. Penso que e mesmo o ponto forte deste livro (trilogia?) e sem dúvida o mais original. Acredito que hajam autores que criam mundos tão complexos como estes, mas ultimamente tenho me mantido nos contemporâneos, ou então as fantasias que leio não têm mundos assim tão originais. Mas infelizmente achei que a autora falhou um pouco porque mesmo Kell andar a saltar os mundos e haver sempre ali uma descrição destes, achei tudo muito confuso e não consegui perceber certas transições ou até cenários. No final já estava mais confortável, mas passei o livro todo a fazer um esforço para ler e reler certas partes. Os reinados foram talvez o mais complicado e o final para mim foi o mais rebuscado. Achei que foi resolvido de forma muito rápida depois de Kell andar ali um livro inteiro a lutar contra certas personagens e regimes.

"- Todos os corpos no meu chão confiavam em alguém. Agora, passo por cima deles quando vou beber chá."

A atracção pela pedra só me fez lembrar o "my precious" d'O Senhor do Anéis, e como não sou grande fã desta saga não achei muita graça.

Ainda não sei se vou me manter apenas por este primeiro livro, visto que ele até tem um final, ficando com aquela sensação de história encerrada e resolvida. O que trarão os dois seguintes não faço a mínima, nem pelas sinopses. Talvez um dia releia este e continue, mas ainda deve demorar uns bons meses, ou até anos.

Kell é um dos últimos viajantes, magos com a capacidade rara e muito desejada de viajar entre universos paralelos, ligados através de uma cidade mágica.
Existe a Londres Cinzenta, suja e aborrecida, desprovida de qualquer magia e regida por um rei louco: George III.
Existe a Londres Vermelha, onde a vida e a magia são veneradas e onde Kell cresceu com Rhy Maresh, o herdeiro irreverente de um império próspero.
Existe a Londres Branca, um lugar onde as pessoas lutam para controlar a magia e a magia contra-ataca, consumindo a cidade até aos ossos.
Outrora, existiu a Londres Negra. Mas já ninguém fala dela.
Kell é oficialmente o viajante da Londres Vermelha, embaixador do império Maresh, guardião da correspondência mensal entre as realezas de cada Londres. Não oficialmente, é um contrabandista, servindo as pessoas dispostas a pagar pelo mais pequeno vislumbre de um mundo que nunca verão. É um passatempo difícil, cujas consequências perigosas Kell sofrerá em primeira mão.
Fugitivo na Londres Cinzenta, conhece Delilah Bard, uma fora da lei com aspirações grandiosas.
Primeiro, rouba-o, depois, salva-o de um inimigo mortífero e, por fim, obriga-o a levá-la para outro mundo à procura de uma verdadeira aventura.
Mas uma magia perigosa cresce e a traição está em todas as esquinas. Para salvar todos os mundos, têm, antes de mais, de sobreviver.

Opinião da Ne: "Amor e Gelato (Love & Gelato #1)" de Jenna Evans Welch

 

Amor e Gelato é tudo o que me prometeram: um romance leve e fofo.

Como li numa leitura conjunta mensal, este foi dividido em quatro metas, mas acabei por ler duas seguidas porque deixei a primeira para último, e ainda bem. Se conseguisse adivinhar quanto tempo iria demorar a ler uma meta e se iria a tempo da discussão, faria sempre assim. Ora, a primeira meta achei-a muito calma, sem grandes acontecimentos e com uma personagem principal muito faladora. Definitivamente posso usar o termo da "palha".

Na segunda meta, quando Lina finalmente começa a ler o diário da mãe, as coisas começam a ter mais acção e a ficar mais interessantes.

Na primeira discussão alguém lançou uma teoria que depois acabou por me fazer ler as restantes paginas com uma atenção redobrada. 

Curiosamente acabei por gostar da mãe de Lina do diário mais que a própria Lina. Também gostei dos amigos que conhece em Itália. Aquela ânsia dela de se ir embora mal chegou, apesar de compreensível acaba por ser uma temática demasiado referida. Também gostei muito da contribuição de Addie do outro lado do FaceTime.

Howard é um fofo e gostamos dele logo desde a primeira página em que aparece. Ren é outro fofo e Thomas então... Estava a torcer por este último, porque com Ren achei muito à base da amizade. Não acaba por ser um triângulo amoroso, mas esteve lá quase, o que tornou tudo mais interessante.

No essencial, este romance é um romance para viajarmos por Itália. Dá-nos uma vontade imensa de lá e acompanhar as personagens ao longo dos dias e passeios. Está cheio de clichés e o romance é óbvio e já sabemos onde vai parar, mas não deixamos de sofrer com Lina nas cenas finais. Também achei que a autora conseguiu retratar bem o luto, não o tornando demasiado lúgubre para um romance como este.

A seguir a este temos o Amor & Sorte, que já tenho para ler mas ainda não senti aquela urgência de lhe pegar, e o Amor & Azeitonas. Vão ser romances para quando estiver de ressaca literária e não souber o que apetece ler.

Lina foi passar o verão na Toscânia para cumprir o desejo da mãe - conhecer o seu pai, que desapareceu à 16 anos. Mas a descoberta do diário da vida da sua mãe em Itália vai mudar tudo.
Vai conhecer um mundo mágico de amores proibidos e um segredo que vai transformar tudo o que ela julgava saber sobre a sua mãe, o seu pai, e até ela própria.

Opinião da Ne: "Obsessão (Este Homem #2)" de Jodi Ellen Malpas

 

- cuidado spoilers -

Apesar de não ter ficado fã do casal no primeiro livro, decidi prosseguir com a leitura da saga por mera curiosidade.

Vamos notando algumas alterações positivas em Jesse mas também negativas em Ava. Por exemplo, no caso de Ava a maneira como ela se comporta quando está furiosa em que esperneia e grita de forma histérica mostra-nos que afinal ela não é aquela protagonista calma e acaba por ser tão louca como o namorado. Outro pormenor que notei mais vezes foi a maneira como ela faz chantagem com Clive, o concierge do Lusso, em que ele é apenas um funcionário e já idoso, e apesar de ter algumas saídas que me poriam fora de mim, não deixa de ser um inocente no meio desta gente maluca. Por isso quando ela arranca fios, ou faz chantagem com ele, denigre a minha opinião dela e baixa bastante na minha consideração.

Continua a irritar-me os segredos que toda a gente sabe e ninguém conta. A ida de Ava ao salão aberto foi algo repentino e um pouco fora de contexto a meu ver. Estavam ali na festa e de repente decidem ir? Então mas o assunto não era assim tão proibido e secreto? E depois vão, vêem umas coisas e saem? Só isto?

E a questão das compras? Exagero máximo! Tal como todos os avisos e toda a gente a "querer separá-los". Outro loop, super repetitivo. Tal como o assunto do alcoolismo dele. Uma pessoa fica a pensar se é verdade ou não. Se estão a exagerar ou não.

Em relação ao casal Sam e Kate: continuo a gostar de Sam, mas Kate parece me ser uma péssima amiga. Além de se ter vendido por uma carrinha, continua a manter tudo secreto da melhor amiga e entrega-a sempre ao louco do namorado. Qual é a necessidade?

As cenas de sexo continuam a ser muito semelhantes, muito rápidas, sempre com o "ao mesmo tempo" no final. Volto a perguntar-me: desde quando é que a mulher e até o homem precisam de só ter um orgasmo de cada vez? Dá para ter vários, sabem? Portanto aqui acho muito pouco realista.

Ava continua a lutar muito pouco pelo controlo de Jesse. E apesar de querer vê-la como uma mulher apaixonada que se sente confusa com a sua independência e ceder um pouco ao namorado controlador, cada vez tenho mais a certeza que está a ser tudo muito rápido (nem um mês passou e nem um mês passaram na integra juntos - o que é referido várias vezes) e ela cedeu tudo por ele e ele nada por ela (e não, o álcool e as orgias não contam porque supostamente ele já tinha deixado).

A disparidade entre o que ele permite a ela e a si próprio é muito distante -  mais um pormenor que me irritou o livro todo. Definitivamente este tipo de relação tóxica não me torna minimamente empática com as personagens e por isso torna-se uma leitura muito confusa em termos de sentimentos e de escolhas, principalmente se paro ou continuo. O engraçado é que continuo a ler, mas sinceramente não sei se vai ser o suficiente para ir ao terceiro.

A questão da contracepção é outra. Fui ler as sinopses seguintes e não há nenhuma pista, mas tenho aqui um feeling que vai acontecer algo muito óbvio.

Jesse Ward afogou-a com a intensidade e surpreendeu-a com a paixão, mas manteve-a à margem dos seus segredos obscuros e coração partido.
Deixá-lo era a única maneira que Ava O’Shea teria para se libertar do romance demasiado conturbado. Mas também devia ter desconfiado que era impossível fugir dele.
Agora Jesse voltou à sua vida, determinado a recordá-la dos prazeres sensuais que partilharam. Ava está também decidida a descobrir a verdade oculta na frieza deste homem.
Isso significa envolver-se de outra forma com o Senhor do Solar.
E é isso mesmo que ele quer dela…

A Sair do Forno: "Os Que Ficaram para Trás" de Monica Hesse

 


Sai dia 8 de Novembro

A autora de A Rapariga do Casaco Azul brinda-nos com uma história misteriosa e intensa, que nos leva numa viagem pelos traumas e lutas dos sobreviventes do Holocausto.

Aos 15 anos, Zofia Lederman viu a família seguir pela fila da esquerda no campo de concentração de Auschwitz-Birkenau, em direção às câmaras de gás. Só ela e o irmão mais novo, Abek, sobreviveram, ao serem encaminhados para a fila da direita.

Três anos depois, o fim da guerra é declarado e Zofia está determinada a seguir a única pista que a pode levar até ao irmão.Vagueando pelos destroços de uma Europa arrasada, ela atravessa a fronteira da Polónia até um campo de refugiados em Munique, onde conhece outros sobreviventes que lhe mostram como construir um novo futuro.

Contudo, Zofia não quer esquecer o passado. Ela precisa de reencontrar o irmão e cumprir a promessa que lhe fez quando foram separados: De Abek a Zofia. De A a Z. Quando te encontrar novamente, preenchemos o nosso abecedário. Prometo que vou encontrar-te.

Mas quanto mais Zofia procura, mais dura se torna a jornada. E a pouca esperança que lhe resta está prestes a desvanecer...

A Sair do Forno: "Herdeira em Seda Vermelha" de Madeline Hunter

 


Sai 28 de Outubro 

A misteriosa herança de um duque traz fortuna — e paixão — a três jovens mulheres…

Rosamund viu a sua vida mudar da noite para o dia. Numa reviravolta do destino, passou de comerciante a herdeira — e a coproprietária de um novo negócio. O único problema é o seu arrogante e escandalosamente atraente sócio, que não vê com bons olhos esta parceria igualitária. Kevin fica chocado quando descobre que o falecido tio deixou em testamento metade da sua empresa a uma estranha — uma sedutora que só pode atrapalhar os seus planos. A lógica sugere que um casamento de conveniência é a solução mais adequada, que dará a ambos o que pretendem: o controlo da empresa e um estatuto respeitável na sociedade.


No entanto, quando Kevin dá início ao seu plano de sedução, rapidamente se apercebe de que o coração não segue a razão, e de que para vencer terá de ultrapassar a resistência a uma ligação tão pessoal…

A Sair do Forno: "O Mundo de Nora Roberts" de Ava Miles

 


Sai dia 28 de Outubro 

Meredith Hale tem expectativas irrealistas em relação ao amor e ao casamento - e, segundo o ex-marido, a culpa é de Nora Roberts. Com os seus sonhos de «felizes para sempre» completamente destruídos, Meredith regressa a Dare Valley determinada a provar que o ex-marido está errado. Tanner McBride acabou de regressar de um cenário de guerra, mas o que encontra em Nova Iorque não é muito diferente. A sua missão seguinte implica partir o coração de Meredith para evitar que ela revele informações que comprometam a candidatura do ex-marido ao Senado. Ela tem de ser travada, custe o que custar.


Quando ambos se conhecem, a atração é imediata. Contudo, os segredos têm um preço e, ao trabalhar lado a lado com Tanner para desvendar a verdade sobre um crime, Meredith irá descobrir que o mundo à Nora Roberts que começou a construir… poderá estar perto de ser destruído.

Na Fila: Outubro

 Aproximamos-nos do final do ano e vamos ver o que queremos ler em Outubro. 


Mafi


Com dois trabalhos vai ser impossível ler muito mas mesmo assim vou tentar já que Setembro não foi mau. Quero muito ler os livros de romance que estão a fazer furor no tiktok especialmente o "People we meet on vacation" e o "The Love Hypothesis"! 





Ne



A Sair do Forno: "Vencedores" de Danielle Steel

 


Sai dia 21 de Outubro 

Lily Thomas, uma prometedora aspirante a campeã de esqui que treina para os Jogos Olímpicos, perde as esperanças quando sofre um trágico acidente. Bill, o pai de Lily, vê os seus sonhos caídos por terra. Joe, um gestor financeiro, enfrenta uma carreira destruída às mãos de um sócio desonesto. Carole, uma sobrevivente de um cancro da mama, está marcada pelo sofrimento vivido. Teddy, com uma lesão da medula espinal pior do que a de Lily, sonha com a universidade e em tornar-se um artista.

Num romance comovedor e pleno de emoção, a partir das cinzas das suas vidas várias pessoas lutam para alterar o curso do destino e recusam aceitar a derrota, por mais insuperáveis que se apresentem os desafios. Vencedores não é apenas um romance sobre sobrevivência e perseverança, é sobre a coragem de não baixar os braços, a descoberta da força interior que nos permite resistir, o triunfo perante as dificuldades da vida. Quando tudo parece perdido, na verdade, a batalha está apenas a começar.

A Sair do Forno: "Daisy Jones & The Six" de Taylor Jenkins Reid

 


Finalmente em Portugal 😍😍😍😍
Sai dia 8 de Novembro!! 
Da mesma autora de Os Sete Maridos de Evelyn Hugo

Toda a gente conhece os icónicos Daisy Jones & The Six, mas nuncaninguém soube o que levou à sua separação no auge da popularidade…
Até agora.

Durante a adolescência, no final da década de 1960, Daisy Jones descobre a noite de Los Angeles: os bares, as estrelas de rock, o sexo e as drogas. Mas o que ela quer realmente é escrever as suas próprias canções. Com uma voz rouca, uma beleza distintiva e uma atitude confiante, Daisy está no caminho certo para o sucesso.

Os The Six, a banda dos irmãos Billy e Graham Dunne, começam também a ganhar alguma notoriedade, mas o ritmo da vida na estrada, as groupies e o álcool levam a que Billy comece a descarrilar, tanto em palco como na sua vida pessoal.

Os caminhos de Daisy e Billy cruzam-se quando o produtor musical da banda decide juntar as duas vozes num dueto, que resulta num êxito estrondoso. A partir daí, os Daisy Jones & The Six começam a tocar em todos os gira-discos, os seus concertos esgotam os recintos e a banda torna-se uma verdadeira lenda. Esta é a história dos primeiros tempos e das noites loucas, mas todos os membros da banda recordam o que aconteceu de maneira diferente. Porque nem sempre é fácil perceber onde acaba a música e começam os sentimentos.

A Sair do Forno: O Primeiro Amor de Dom Carlos de Maria João Fialho Gouveia

 


Sai dia 21 de Outubro 

Carlos e Amapola conhecem-se em Cascais, durante o verão de 1879. Ela tem uma casa de férias no Monte Estoril, ele instala-se, como habitualmente, na Cidadela daquela vila. Amapola de la Gran Torre Caminha de Castro é uma fidalga luso-galega, de apregoadas grandes origens, mas estatuto mediano. Dom Carlos é o primogénito de Dom Luís I e de Dona Maria Pia e, como tal, o herdeiro do trono, futuro rei de Portugal. É esta a distância que os separa.

Une-os, porém, o mesmo apego à arte e à cultura, nomeadamente à pintura, a que ambos gostam de entregar-se. E, sobretudo, enlaça-os uma paixão avassaladora, que os obriga a fugir juntos e a enfrentar as amargas consequências do seu desvaire. Uma azeda discussão vem interromper o seu idílio - a distância, afinal, não é apenas de estatuto, mas também de valores -, a que logo se junta o inesperado noivado de Dom Carlos com uma princesa estrangeira.

Apesar de desolada e de coração partido, Amapola é levada a desposar um antigo pretendente, e a vida do príncipe real e da fidalga luso-galega segue, aparentemente, em paralelo, sem pontos de contacto. Mas estará o seu grande amor esquecido? Conseguirão eles resistir à atração que os ata um ao outro?

A Sair do Forno: A Casa das Borboletas de Katrine Engberg

 


Sai dia 21 de Outubro 

Os hospitais devem ser locais de cura. Mas na unidade de tratamento coronário de um dos principais centros médicos de Copenhaga, uma enfermeira enche uma seringa com uma overdose de um medicamento para o coração e entra furtivamente no quarto de um paciente mais velho.

Seis dias antes, um rapaz que distribuía jornais no centro de Copenhaga depara-se com uma descoberta macabra: o corpo nu de uma mulher morta, deitado numa fonte com os braços marcados com pequenas incisões. Claramente, este não é um assassinato comum.

À medida que a investigação se desenrola por caminhos turvos, vai-se revelando a ambição e ganância que grassam sob a égide das instituições de cuidados de saúde.

A Sair do Forno :Gente Feita de Terra de Carla M. Soares

 


Sai dia 21 de Outubro 


Gente Feita de Terra conta a história de duas mulheres, mãe e filha, dos anos 60 até ao início do século XXI.

A mãe parte jovem de um Alentejo sem futuro, perseguindo um amor na Angola colonial portuguesa, que de princípio a recebe como lhe pertencesse, para depois a expulsar, como a todos, em desespero, mostrando-lhe que a pertença não passara de ilusão.


A filha é uma jovem viúva que habita a Lisboa suburbana do nosso século, rápida e desenraizada, e que na história da mãe tenta perceber a que lugar pertence.

Gente Feita de Terra transforma, num estilo clássico e bem elaborado, as histórias recentes de Portugal e Angola, com as suas violentas atribulações, em sentimentos, sensações, sentidos de uma grande riqueza. Serão os lugares o que as pessoas deles fazem, ou serão as pessoas o resultado dos lugares?

A Sair do Forno: "Naquele Dia 365 Dias - Volume II" de Blanka Lipinska

 


Sai dia 2 de Novembro 

Uma história de erotismo, luxo desmedido e lutas de poder que nunca nos esqueceremos. A relação entre Massimo e Laura torna-se cada dia mais apaixonada e sensual. A vida de ambos parece um conto de fadas, não há sonho que não se cumpra, em palacetes à beira-mar, paisagens deslumbrantes atravessadas por iates e carros tão velozes quanto extravagantes.


Mas à medida que o amor começa a afirmar-se, Laura Biel sente-se cada vez mais amarrada aos sórdidos códigos da máfia. Embora estejam os dois mais próximos do que nunca, novos perigos ameaçam deitar tudo por terra. Até que - Naquele Dia - ela descobre que viver à sombra do homem mais perigoso da Sicília tem um lado profundamente negro.


Num mundo implacável, onde não há limites nem piedade, um dia, e um dia apenas, pode deitar tudo a perder.

A Sair do Forno: "O Juramento do Dragão" de Sherrilyn Kenyon

 


A Sair dia 21 de Outubro 

Ele odeia a Humanidade. Ela detesta dragões. Juntos poderão ser a salvação de que o mundo necessita Não há nada que Falcyn mais odeie do que os homens - especialmente os gregos. Numa guerra de que nunca quis fazer parte, eles destruíram tudo o que era importante para o dragão. Agora, ele vive afastado do mundo, ansiando pela extinção da raça humana. Medeia foi condenada à morte pelo seu avô, o deus Apolo, mas está muito longe de se render ao seu destino.


Com o seu povo ameaçado, e com uma nova praga preparada para o destruir, Medeia sabe que só existe uma arma capaz de deter o deus grego e o seu exército de demónios. O único problema é que essa arma está na posse do perigoso Falcyn. Medeia e Falcyn são polos oposto que se atraem, numa relação que se torna mais forte e intensa a cada dia que passa. Os seus inimigos são astutos e implacáveis, mas os dois juntos são invencíveis. Quando uma jogada mal calculada de Apolo coloca o futuro em risco, Medeia tem de encontrar uma forma de controlar Falcyn... Mas como se trava um dragão que apenas quer a destruição?

A Sair do Forno: Três Irmãs de Heather Morris

 


Sai dia 20 de Outubro 

Prometeram nunca se separar.

Entre elas, nasceu um laço inquebrável.

E uma força tremenda para sobreviver.


Contra todas as probabilidades, três irmãs eslovenas sobreviveram a vários anos no mais conhecido campo de morte da Alemanha nazi: Auschwitz.

Livia, Magda e Cibi aguentaram tudo juntas: quase morreram de fome e trabalhos forçados e sofreram todos os requintes de malvadez dos guardas de um dos mais horríveis sítios de que há memória.


Mas, agora, os Aliados aproximam-se e as três irmãs têm de enfrentar uma última provação: a marcha da morte - sim, os nazis querem tentar apagar todas e quaisquer provas da existência de prisioneiros em Auschwitz. Por sorte do destino, Livia, Magda e Cibi conseguem escapar à formação da marcha e escondem-se na floresta durante vários dias, até serem salvas.


E é aqui que esta história realmente começa. Dali, as três irmãs viajam para Israel, a sua nova casa, mas a luta pela liberdade ganha então novas formas. Livia, Magda e Cibi têm de enfrentar os fantasmas do seu passado - além dos segredos que esconderam umas das outras - para encontrar a paz e a felicidade verdadeiras.


Inspirado numa história real, e com episódios que se entrelaçam com os de lale, gita e cilka, Três Irmãs vai tocar o espírito e o coração dos leitores - e neles ficará, como história sobre o que é a verdadeira coragem, para sempre.

A Sair do Forno: O Último Beijo de Mary Higgins Clark

 


Sai dia 21 de Outubro 

A jornalista de investigação Gina Kane acaba de receber um email de «CRyan», no qual a misteriosa emissária descreve a sua «experiência terrível» enquanto trabalhadora da REL, uma importante estação de televisão de carácter noticioso - e Gina sabe que tem de investigar aquela história. Contudo, após Ryan cortar subitamente a comunicação Gina fica chocada ao descobrir que aquela mulher, tão jovem, morreu tragicamente num acidente em alto-mar durante as férias.

Enquanto isso, Michael Carter, assessor jurídico da REL, dá por si numa posição delicada quando várias trabalhadoras da estação decidem vir a público denunciar casos de assédio sexual. Carter decide propor ao CEO da estação um plano para persuadir as vítimas a aceitarem um acordo extrajudicial em troca do seu silêncio. Uma estratégia perigosa, mas que poderá trazer-lhe uma grande compensação financeira.

À medida que surgem mais acusações, as iniciativas de Carter para impedir que a história chegue às primeiras páginas dos jornais encontram rival à altura na determinação de Gina Kane para descobrir a verdade. Terá a morte de Ryan sido um acidente? Quando outra das mulheres aparece morta, Gina tem a certeza de que alguém - ou talvez várias pessoas - não hesitarão em recorrer aos planos mais perversos para impedir que a verdade venha ao de cima.

A Sair do Forno: Aquorea - Inspira de M. G. Ferrey

 


Segunda edição desta fantasia! 
 A reedição sai dia 12 de Outubro 


Uma adolescente comum. Um guerreiro subaquático. Uma ligação mágica que eles não querem permitir... e a que nem querem resistir.

No dia do funeral do avô, Arabela Rosialt afoga-se e, quando acorda, reencontra-o. A sua vida sofre uma reviravolta avassaladora ao descobrir que está em Aquorea: uma exótica e milenar comunidade que prosperou milhares de metros abaixo do nível do mar.


Kai, um rapaz de inescrutáveis olhos azuis, com um comportamento enlouquecedor, umas vezes frio e sisudo, outras vezes arrebatador, atrai-a e repele-a em simultâneo. Deixando-a louca de raiva... e de desejo.


Apesar das saudades infindáveis da sua família, Ara sente-se irresistivelmente atraída pelas novas amizades, a vida agitada e a existência daquela comunidade excêntrica, mas extremamente calorosa.


Tudo parece perfeito, até que alguns habitantes de Aquorea começam a morrer. Quando ela percebe que, afinal, o seu mergulho não foi coincidência e que dela depende a salvação ou condenação daquele mundo, terá de enfrentar a decisão mais difícil da sua vida.


Colocando as suas diferenças de lado, ambos tentarão perceber quem está por detrás dos assassinatos e daquela misteriosa conspiração.

A Sair do Forno: "Os nossos pecados" de J. Kenner

 


A pecar dia 11 de Outubro 

O que deixámos no passado pode tornar-se arrasador no presente

Durante anos, Eliza Tucker tentou não pensar nas escaldantes semanas passadas com Quincy Radcliffe em Londres. Aquele homem tão charmoso e sedutor levara-a a entregar-se a ele de corpo e alma, deixando-a completamente de rastos quando a abandonou sem qualquer explicação.

Quincy é agora um operacional na recém-criada Agência de Segurança Stark, e há muito que deixou a vida de agente secreto que anos antes o tinha obrigado a partir o coração da mulher que venerava. Mas quis o destino que os seus caminhos voltassem a cruzar-se de uma forma inesperada e muito sensual.

Quando descobre que o desaparecimento da sua irmã pode estar ligado ao caso que Quincy está a investigar, Eliza percebe que ele é a única pessoa que pode ajudá-la a encontrar Emma. Para recuperar a irmã, Eliza está disposta a fazer o que for preciso, desde que isso não signifique voltar a apaixonar-se por ele. Quincy sabe que só tem duas hipóteses: ou lhe vira as costas ou arrisca-se a revelar os seus segredos mais sombrios à única mulher capaz de reabrir as suas feridas antigas.

A Sair do Forno: A Vida Livresca de Nina Hill de Abbi Waxman

 


Sai dia 11 de Outubro! 

A vida de Nina Hill dava um livro. Mas está na hora de ela virar a página.


Nina Hill tem uma vida confortável: trabalha numa livraria, participa em concursos de cultura geral com uma equipa fantástica, tem uma agenda muito organizada onde anota tudo o que é importante e partilha a casa com o seu gato Phil. Filha única de uma conceituada fotógrafa que se tornou uma mãe ausente devido às constantes viagens, é nos livros que devora a toda a hora que Nina encontra o seu refúgio e os seus momentos de verdadeira felicidade.


Quando recebe a notícia da morte do pai, de quem nunca soube nada, Nina fica em choque. De um momento para o outro, o seu núcleo familiar passa a incluir um irmão, três irmãs e vários sobrinhos e sobrinhas, todos a viverem perto! E pior… Esta horda de desconhecidos parece estar cheia de vontade de conviver com ela, o que vai totalmente contra as suas tendências antissociais.


Como se essa não fosse já uma mudança suficiente na sua rotina, Nina vê-se também perante a presença cada vez mais constante de Tom, o seu maior adversário nas noites de quiz, que afinal até é um homem querido, divertido e profundamente interessado em conhecê-la melhor.


Será ela capaz de sair da sua zona de conforto e trocar a ficção pela vida real?

A Sair do Forno: "A Mulher da Estrela Azul" de Pam Jenoff

 


Sai dia 12 de Outubro 


1942.


Sadie Gault tem dezoito anos e vive com os pais no gueto de Cracóvia. No dia em que os nazis destroem o gueto, Sadie, o seu pai e a sua mãe grávida veem-se obrigados a refugiar-se nos perigosos túneis do esgoto. Um dia, ao espreitar por uma grelha, Sadie vê uma rapariga da sua idade a comprar flores.


Ella Stepanek é uma polaca cuja vida relativamente acomodada se deve ao facto de a sua madrasta ser colaboradora dos alemães. Enquanto anda às compras num mercado, apercebe-se de um movimento debaixo da grelha do esgoto e descobre que se trata de uma rapariga escondida.


Ella começa a ajudar Sadie e ambas se tornam amigas, mas à medida que os perigos da guerra se agravam cada vez mais, as suas vidas estão destinadas a colidir e a pô-las à prova face a um destino avassalador. A Mulher da Estrela Azul é um testemunho sobre o poder da amizade e a extraordinária força da vontade humana de sobreviver.

A Sair do Forno: "O Falcão" de Sveva Casati Modignani

 


Sai dia 7 de Outubro 

Giulietta Brenna é uma mulher brilhante, com uma vida cheia e rodeada de afetos, que a ajudam a preencher o vazio deixado pela morte do marido mas não a impedem de viver com um espinho cravado no coração há mais de quarenta anos: o seu primeiro grande amor, o homem que a traiu e humilhou de forma imperdoável.
Ela tem feito tudo para esquecer, mas o rosto dele está em todos os jornais e revistas que falam dos seus sucessos empresariais. Na tentativa de se livrar daquelas memórias de uma vez por todas, Giulietta queima as fotos e cartas que testemunham o seu amor de juventude. Porque, aos sessenta anos, ela quer recomeçar.
Rocco Di Falco tem origens muito humildes. Nascido na Sicília, chegou a Milão na década de 1950. Um acontecimento traumático magoou-o profundamente, e o trabalho passou a ser a sua razão de viver. A intuição e a desenvoltura fizeram dele um dos homens mais ricos e importantes do mundo. No entanto, por mais voraz e brilhante que seja nos negócios, a sua vida é um desastre a nível sentimental. A verdade é que ele nunca deixou de amar Giulietta, a mulher que vergonhosamente traiu. E agora é hora de a reconquistar.
Uma história intensa e emocionante, num turbilhão de reviravoltas que agarrará os leitores da primeira à última página.

Opinião da Ne: "Mr. President (White House #1) de Katy Evans

 

A lista de livros a ler é interminável. A lista de livros a meio é longa demais. Mas mesmo assim vou pegar num ebook só porque sim. Este foi um desses casos de leitura por impulso, mesmo com a culpa e os "olhares" acusadores de todos os outros em espera.

Não sei o que me chamou neste ebook, talvez a sua sinopse que transmite bem o que vamos ler. Mas preparem-se porque a premissa é boa, mas acho que a autora falhou quase redondamente. Vejamos:

Apesar de intercalar os POVs entre protagonistas, nota-se que os de Charlotte são mais constantes e dominantes. A questão é que Charlotte tem uma paixão avassaladora por Hamilton e em todos estes capítulo ela tem que incluir umas quantas frases a dizer o quanto ele é bom, o quanto ele é sexy, o quando não lhe consegue resistir, etc. Não vou dizer que é cansativo, mas chegamos a um ponto que só apetece dizer "ok, já percebemos que ele é isso tudo e que tu o amas de paixão".

Há assim dois loops ao mesmo tempo, o da paixão dela por ele e o do amor proibido por não puderem ficar juntos. 

Num momento diz que o ama com todo o coração, depois vem uma virgula e fala da carreira dele. Há alturas que até me comecei a rir porque acaba por ser sempre o mesmo e já estamos à espera. Do género: espera, espera... cá está ela a babar-se.

De qualquer forma, a escritora conseguiu descrever muito bem todo o sentimento em volta deles, desta tensão sexual e depois do sexo em si. Não são cenas muito pormenorizadas, mas são suficientes para quem gosta de romances com cenas mais picantes mas sem ser muito erótico. Aqui o que predomina é sem dúvida a angústia da não-relação deles, que é intensa e constante e que atinge o pico no final do livro.

Não gostei muito da relação dela com os pais. Imagino-os muito fúteis e sem consideração pelos sentimentos dela. De qualquer forma, o papel deles é muito vago no meio destas páginas.

Ao longo do livro, estamos sempre à espera que tudo vá descambar. Por isso quando acontece acaba por não ser surpresa. De qualquer forma, não foi uma reviravolta propriamente dita. A meu ver, podia ter corrido muito pior.

Ainda há um segundo livro, por isso não esperem um final. O que me deixou um pouco desiludida porque gostei da história mas não acho que seja assunto para dois livros já que não passa da atracção de duas pessoas que não podem estar juntas por causa do trabalho dele. Mas gostei da tensão sexual e dessa parte "proibida" e apesar de torcer para que tudo se resolva (que a meu ver tem solução fácil, mas assim Katy Evans não teria história) não devo ler o próximo. São fofos, mas nem tanto. De qualquer forma, continuo a querer um Hamilton destes para mim.

He's won the hearts of millions. But is he willing to lose his?
I met the president’s son when we were both young. Matthew Hamilton was handsome, polished, and intelligent. I’d never met a guy like him.
He promised me that he’d never run for president. I promised that if he did, I’d be by his side.
Three terms later, an invitation to join Matthew Hamilton’s campaign is the most exhilarating opportunity I’ve ever experienced. I'm determined to make a difference; he is determined to win.
Focused on his goal, Matt is steadfast, ruthless, and disarming. All eyes are on him and his popularity is surging. But soon, the next possible president of the United States is possessing me in more ways than one—and despite the risks, I'm helpless to resist.
We're stealing touches, stealing moments, and stealing away at night. But our chemical connection is quickly becoming dangerously combustive, putting not only my heart, but Matt's chance at the presidency on the line.
Winning will take everything. Walking away will be the hardest thing of all.