Publicações

Origens: "A Indomável Miss Bridgerton" de Julia Quinn


Continuamos nas origens com as fotos do fotógrafo Lee Avison 

Lee Avison young regency woman holding summer parasol Women

A Sair do Forno: ''Deixo-te para não te perder'' de Taylor Jenkins Reid




Um romance deslumbrante sobre casamento, laços familiares e uma mulher singular. O casamento de Lauren e Ryan atinge o ponto de rutura e ambos tomam a decisão pouco convencional de se afastarem durante um ano, na esperança de que isso lhes permita apaixonarem-se de novo. Durante esta separação, cada um é livre de viver como entender, à exceção de nenhum estabelecer qualquer contacto com o outro.
Lauren inicia uma viagem de autodescoberta e depressa se apercebe de que tanto os seus familiares como os seus amigos têm ideias muito próprias sobre o significado do matrimónio. a perceção desse facto e os desafios decorrentes da separação de Ryan mudam a visão de Lauren sobre monogamia e casamento. E ela passa a interrogar-se: quando estamos ligados a alguém sem um compromisso de fidelidade e quando vivemos uma relação sem casamento - ou seja, quando já não há laços entre o amor e o desejo - a que damos nós valor? Pelo que estamos nós dispostos a lutar?
Um romance surpreendente sobre o que acontece quando o amor se dissipa. E sobre continuarmos apaixonados, lutarmos pelo amor, renunciarmos a ele ou entregarmo-nos com toda a nossa alma. É, sobretudo, a história de um casal preso a um velho arquétipo, mas à procura de um novo caminho rumo à felicidade.

Sai dia 2 de Agosto 

Chegou à Despensa: ''A list of cages'' de Robin Roe





Andava atrás deste livro...bem desde que ele saiu. Depois de ouvir inúmeras opiniões positivas e de depois de ver a edição, decidi que queria tê-lo na estante. O problema era encontrá-lo a um bom preço e em bom estado. Mas pronto, passado uns 18 meses já está cá em casa. Agora vamos lá a ver quando pego para ler. eheeh 

Doce do Momento: "Ego Maniac" de Vi Keeland


Aqui a Ne anda doente. Picou lhe o bicho do não-me-apetece-ler-nada e o bicho do não-tenho-tempo-para-nada.
Portanto já depois do meio do mês desisti de ler os 4 que tinha a meio e peguei neste para ver se me motiva.

Chegou à Despensa: "A Ilha dos Segredos" de Nadia Marks


Outro livrinho muito apetitoso com sabor a iogurte grego!
Passatempo em breve!


Chegou à Despensa: "O Homem Que Pensei Que Eras" de Leah Mercer


Chegou à Despensa do Algodão Doce para o Cérebro esta novidade da Planeta. Passatempo para breve!
Quem quer?


Chegou à Despensa: ''A minha avó pede desculpa'' de Fredrik Backman




Chegou um pouco tarde mas chegou! E como é personalizado até desculpo o atraso!

Obrigada Porto Editora (Maria João) e obrigada amiga Ne ^_^ 

Origens: "Um amante sem igual" de Julie Anne Long




As editoras gostam mesmo das fotos deste fotógrafo....

Lee Avison young edwardian woman wearing hat Women

Chegou à Despensa: ''A terra, o meu rabo e outras coisas grandes e redondas'' de Carolyn Mackler



Ora bem chegou cá a casa, vindo directamente da Wook e um pouco amassado na contracapa, este livro que foi publicado recentemente em Portugal.

O engraçado é que este livro é original de 2003. Sim, 2003, esse ano em que eu estava para aí no 6º ano. Agora tenho 27 anos...é um bocado louco pensar assim nas coisas mas espero gostar. 

Chegou à Despensa: "Flores de Fogo" de Stephanie Grünheidt


A autora Stephanie Grünheidt enviou-nos dois livrinhos para distribuir por vocês. 
Brevemente o passatempo!


A Sair do Forno: "Inofensivas, Como Tu" de Rowan Hisayo Buchanan


Parece-me um romance com muito mais do que parece à primeira vista. 
Brevemente.
O romance começa quando Yuki tem dezasseis anos e o seu pai é enviado de volta ao Japão. Embora ela e a sua família vivam como forasteiros em Nova Iorque, Yuki opta por ficar, intoxicada pela sua amizade com a linda e aspirante a modelo Odile, a energia da cidade e o seu desejo de se tornar uma artista. Mas quando se envolve com um homem mais velho e o relacionamento se torna destrutivo, a vida de Yuki é desanimada. 
Inofensivas, Como Tu é um romance de suspense sobre as complexidades da identidade, arte, amizades de adolescentes e laços familiares que pede - e finalmente responde - como uma mãe abandona seu filho?

A Sair do Forno: "O Corpo Dela e Outras Partes" de Carmen Maria Machado


Com um nome português mas estrangeira, aqui está mais uma estreia.  


Um livro-sensação sobre a condição feminina.
Uma mulher recusa deixar o marido tirar-lhe o misterioso laço verde que ela traz ao pescoço, é um pedaço sagrado, inviolável, de si e ninguém pode tocar-lhe. Outra mulher, isolada numa ilha enquanto uma praga aniquiladora se espalha pela Terra, lista os seus encontros sexuais ao longo da vida, tentando identificar aquele que a condenou. Há ainda uma outra epidemia que torna invisíveis algumas mulheres (sobretudo as jovens e bonitas), que depois reaparecem numa loja de vestidos num centro comercial, assombrando a empregada de balcão.

Sai dia 17 de Julho  

A Sair do Forno: ''Noiva até sexta'' de Catherine Bybee





Vem aí mais um livrinho desta saga maravilhosaaaa

Gwen Harrison é a bela filha de um duque britânico que se muda para os Estados Unidos para gerir o negócio de casamentos da cunhada. Mas não tarda a apaixonar-se por Neil MacBain, um ex-fuzileiro que fará tudo para proteger a mulher que ama.
Neil MacBain é um ex-fuzileiro que não tem como negar o efeito que Gwen, uma belíssima aristocrata, exerce na sua alma perturbada e no seu corpo musculado. Mas claro que Gwen está muito além do seu alcance. Até que uma ameaça do passado de Neil regressa e Gwen é apanhada no meio do fogo cruzado. Agora, para a manter em segurança, ele vai arriscar tudo: a carreira, a vida… e o coração.

Sai dia 3 de Agosto  

Opinião Suspense: ''Tenho de Saber'' de Karen Cleveland



Este ano a Planeta tem apostado não só em novas autoras, como também em novos géneros de thrillers, tanto psicológicos como de espionagem como é o caso deste. 
Nada a ver com a história mas os kits que têm acompanhado estes policiais, com adereços e informações relacionadas com o livro, só aguçam ainda mais o apetite em lê-los. 

Digo-vos já que se não tivesse começado a ler este livro em vésperas de uma viagem, tinha de certeza lido-o num dia, pois é viciante. 
40036428
Não foram muitas as obras de espionagem que já me passaram pelas mãos e talvez por isso, por ser ainda um género novidade, gostei tanto. 
Temos Vivian Miller, que é uma agente que trabalha na CIA e tem como principal tarefa desvendar e desmantelar células de inimigos russos que estão dentro de território americano. Ora tudo muda, quando um dia consegue aceder ao computador de um agente russo e descobre uma fotografia do seu marido como um potencial espião russo passando-se por um cidadão americano comum. 
Embora a sinopse spoile um bocadinho o início do livro, penso que também ajude a ganhar curiosidade em ler o livro. 

A autora trabalhou na CIA portanto penso que o que está escrito no livro é nada mais do que a realidade de trabalhar numa agência secreta com protocolos e procedimentos regidos pelo sigilo. A escrita é muito simples e com base nos diálogos, portanto lê-se muito bem e a autora consegue ter sempre uma ponte entre o fim de um capítulo e início de outro que nos deixa sempre com vontade de ''tenho de saber mais''. 

Tal como a nossa protagonista, ficamos com muitas dúvidas se Matt - o marido - está a mentir ou a dizer a verdade. O final revela um pouco mais da personalidade de Matt e também de outra personagem que para mim, nunca me enganou e que desconfiei desde sempre. 

O ponto forte do livro é a autora escrever com conhecimento e também por a Vivian ser um espelho da autora (quase de certeza). Eu nem conheço a autora, mas pela forma como o livro está escrito, não duvidaria que temos alguma personalidade de Karen Cleveland em Vivian Miller. 

Embora seja um livro de espionagem passa muito a mensagem de ir até ao fim do mundo pela nossa família, por aquilo que acreditamos, por aqueles que amamos. Mesmo que seja ir contra o que jurámos defender anteriormente. É um bom thriller para quem quer iniciar-se dentro deste género e por isso recomendo! 


Vivian Miller (Viv) é uma dedicada analista de contraespionagem que tem por missão descobrir os chefes das células de agentes «adormecidos» a operar nos Estados Unidos. Prestes a alcançar uma promoção de que muito necessita, criou um sistema para identificar os agentes russos que levam uma existência aparentemente normal à vista de toda a gente.
A vida de Viv parece perfeita. Tem um excelente trabalho na CIA e um marido amoroso, Matt. Na CIA cria algoritmos para identificar e desmantelar as organizações russas que se tentam infiltrar no país. Um dos algoritmos permite-lhe encontrar um homem de nome Yury, que a CIA acredita ser um manipulador. Através dele esperam encontrar os cinco agentes que controla. Viv entra no computador de Yury e, fica surpreendida por não encontrar documentos encriptados, como pensava e em vez disso encontra uma pasta de nome Amigos com grande facilidade.
Viv fica em êxtase, pensando que por fim encontrou os cinco agentes. Mas de súbito enquanto olha para as fotografias que a pasta contém, o coração cai-lhe aos pés quando vê uma fotografia do seu marido Matt. Decide interrogá-lo antes de reportar a descoberta à chefia, mas pensa que deve ser um erro a fotografia do marido naquela pasta. Quando o confronta, ele choca-a ao assumir que trabalha para a Rússia há vinte e dois anos.
Vivian jurou defender o seu país contra todos os inimigos, tanto externos como internos. Mas agora deparam-se-lhe escolhas impossíveis. Dilacerada entre a lealdade e a denúncia, a fidelidade e a traição, o amor e a suspeita, em quem poderá confiar?

 

Origens: ''Catarina de Bragança'' de Sarah-Beth Watkins


Lee Avison HISTORICAL WOMAN HOLDING FLOWER Women


Só muda mesmo a cor do fundo. 

Passatempo "(In) Constante" de José Vieira

Vida. Constante ou inconstante. E amor ou odio. Caminhar ou parar. Assumir ou questionar. Viver ou morrer. (In)Constante, conjunto de poemas, versa sobre todas as sensac?es e inquietac?es da magnificencia que e a vida. Viver!
O blog Algodão Doce para o Cérebro e o autor José Vieira vêm por este meio oferecer o ebook do livro em assunto a um sortudo ou sortuda. Para isso basta enviarem um email com os vossos dados para o nosso email: algodaodoceparaocerebroblog@gmail.com até dia 25 de Julho.

Boa sorte e boas leituras!!!

Origens: "A Rainha Subjugada" de Phillippa Gregory



34664016Lee Avison TUDOR WOMAN HOLDING FLOWER INDOORS Women



Mais uma origem da ''Tia Filipa'' aqui no blog ;) 

Chegou à Despensa: "Se Eu Tivesse um Duque" de Lenora Bell


Chegou mais uma prendinha para vocês!
Obrigada Editorial Planeta.


Chegou à Despensa: ''Para onde vão os guarda-chuvas'' de Afonso Cruz


E aqui está a última compra da feira do livro. Sim, feira do livro. Essa mesmo que acabou há 3 semanas e eu ainda não tinha conseguido mostrar aqui a última aquisição. 

No ano passado li duas obras deste autora que adorei mas foram 2 contos por isso estou curiosa para ler um livro completo dele. 
Este livro só compensa mesmo comprar na feira em livro do dia (paguei 11 euros e picos). Durante o resto do ano nunca o vi mais barato do que 16€. Tendo em conta que já saiu em 2013 é um bocado ridículo.



A Entrar no Forno: ''I have lost my way'' de Gayle Forman


36470842


A autora Gayle Forman anunciou um novo livro e como já vem ser hábito de todas as outras obras da autora, o mesmo também terá versão portuguesa cá pela Editorial Presença.

Depois do romance adulto que lançou no ano passado a autora volta ao young adult, género que a popularizou.

O título original do livro é ''I Have lost my way'' e podem ver a capa original acima. Fiquem com um resumo da história abaixo:

 A história gira à volta de três adolescentes — Freya, que perde a voz quando está no processo de produziro o seu primeiro album), Harun, que quer escapar de todos que gostam dele, e Nathaniel, recém chegado à cidade de Nova Iorque – que sacrificaram e perderam muito nas suas vidas. Um acidente em Central Park irá determinar o destino dos três jovens à medida que vão percebendo que poderão ajudar-se uns aos outros. 

Chegou à Despensa: "O Homem Que Não Ligou" de Rosie Walsh


Outro da wishlist comprado. Isto de ir trocar livros ao Continente é fantástico, troquei um por dois e nem paguei nada (descontei um pouco do cartão).
Dá vontade de ir lá buscar mais.

Origens: ''Se eu tivesse um duque'' de Lenora Bell




Young fashion model with perfect skin and make up, white background, curly hair. Beautiful bride perfect style. Wedding hairstyle make-up luxury wedding dress and bride's bouquet.40487549


Muito diferentes mas sem dúvida a mesma imagem ;) 

Chegou à Despensa: "A Boa Filha" de Karin Slaughter


Levamos um e trocamos por dois. Eheh isto é quase patológico.
Não resisti a este tão falado, principalmente porque mesmo com aquele tamanho custa o mesmo que o outro que tem metade das páginas.

Compilações: 'Alex, Approximately'' e '' The Sky is everywhere''


Mais dois livrinhos unidos aqui no compilações. Um que já queria ler há imenso tempo (quase 7 anos), outro que só descobri o ano passado. Uma autora estreante e outra repetente. Um livro leve e outro mais pesado. 


34927042''Alex, Approximately'' foi o primeiro livro que li da autora Jenn Bennett. Não está publicado cá mas descobri que já saiu no Brasil. Foi uma boa estreia. É o típico romance young adult de verão, que deixa o coração aconchegado mas que se calhar daqui a uns meses ou mesmo um ano, já não nos vamos lembrar de grande coisa do livro. 
Para quem gosta de cinema vai adorar todas as referências a filmes mais antigos. 
O livro foca-e em Bailey que vai passar uma temporada com o pai numa cidade costeira que só por coincidência é a mesma cidade onde vive Alex, o seu grande amigo online que ela não conhece. Arranja um emprego de verão num museu e lá conhece Grace que torna-se sua amiga e Porter, um rapaz que ela não suporta. Ao mesmo tempo que tenta descobrir a localização de Alex na esperança de o encontrar, começa a também descobrir que Porter afinal até é um rapaz mais interessante do que ela pensava. Eu gostei do livro mas o facto de ele ser 90% previsível (aliás a sinopse spoila o livro) se calhar estragou um pouco a leitura do livro mas como pelo meio tem algumas mensagens importantes e as personagens até lidam com os seus problemas e traumas e há um certo desenvolvimento, o facto de ser previsível até é algo desculpável. Tenho pelo menos mais um ebook desta autora que lerei quando quiser algo mais descontraído. 
Classic movie fan Bailey “Mink” Rydell has spent months crushing on a witty film geek she only knows online as Alex. Two coasts separate the teens until Bailey moves in with her dad, who lives in the same California surfing town as her online crush.
Faced with doubts (what if he’s a creep in real life—or worse?), Bailey doesn’t tell Alex she’s moved to his hometown. Or that she’s landed a job at the local tourist-trap museum. Or that she’s being heckled daily by the irritatingly hot museum security guard, Porter Roth—a.k.a. her new archnemesis. But life is a whole lot messier than the movies, especially when Bailey discovers that tricky fine line between hate, love, and whatever it is she’s starting to feel for Porter.
And as the summer months go by, Bailey must choose whether to cling to a dreamy online fantasy in Alex or take a risk on an imperfect reality with Porter. The choice is both simpler and more complicated than she realizes, because Porter Roth is hiding a secret of his own: Porter is Alex…Approximately. 


Há dois anos li ''Eu dou-te o Sol'' da autora Jandy Nelson, publicado pela Presença. Foi um livro que gostei muito embora fosse um livro um pouco pesado, muito diferente do livro que falei acima. Já nessa altura conhecia o primeiro livro que a autora tinha lançado o ''The Sky is everywhere'' mas como o seu segundo romance teve mais sucesso, a Presença nunca chegou a editar cá o primeiro. Portanto passado quase 7 anos li finalmente o livro ''The Sky is everyhere''
23168945Este livro é um livro que lida com o luto. Não há grande história e o livro centra-se mais nos sentimentos das personagens e na superação do luto e portanto embora seja um livro mais pesado foi um livro que gostei. Temos Lennie que está a passar uma fase difícil. Foi abandonada pela mãe, nunca sabendo o paradeiro desta e agora a irmã também morreu, deixando Lennie num vazio sem fim. Embora tenha a ajudar da avó e do seu tio, Lennie não consegue ultrapassar esta morte recente. Tudo piora quando começa a falar com Toby, o namorado da irmã e começa a ter sentimentos por ele. Ao mesmo tempo conhece Joe, o novo integrante da banda da escola, que deixa Lennie muito confusa por ele parecer gostar dela. 
Gostei muito mais da relação da Lennie com o Joe. Primeiro porque entre eles não havia qualquer passado e começou por uma simples amizade. A relação da Lennie com  Toby não era correcta mas também não era incorrecta porque estavam os dois a sofrer e meio que viam um no outro um apoio. 
Para além do triângulo amoroso tenho de destacar a avó, adorei a personagem e os conselhos que ela dava e adorei a parte em que a Lennie apercebe-se que não é ela a única sofrer com a morte da irmã e que a avó para além de ter perdido uma filha que a deixou com as netas, também tinha perdido uma neta. Por vezes temos de parar e pensar que os outros que nos rodeiam também estão a passar pelo mesmo e se calhar também precisam de ajuda e apoio. 
De resto, o livro não tem muito mais história para contar. É daqueles livros que foca-se muito mais no desenvolvimento das personagens do que numa história e embora eu goste de livros assim, achei este livro semelhante ao outro da autora e gostava de ler algo mais leve e diferente dela. Infelizmente não saiu mais nenhum livro desde 2015 pelo que me resta esperar por um novo lançamento. 


Adrift after her sister Bailey's sudden death, Lennie finds herself torn between quiet, seductive Toby—Bailey's boyfriend who shares her grief—and Joe, the new boy in town who bursts with life and musical genius. Each offers Lennie something she desperately needs... though she knows if the two of them collide her whole world will explode.
Join Lennie on this heartbreaking and hilarious journey of profound sorrow and mad love, as she makes colossal mistakes and colossal discoveries, as she traipses through band rooms and forest bedrooms and ultimately right into your heart.
As much a celebration of love as a poignant portrait of loss, Lennie's struggle to sort her own melody out of the noise around her is always honest, often uproarious, and absolutely unforgettable.

 

Doce do Momento: ''Eliza and her Monsters'' de Francesca Zappia


3193194140693507

Com a edição portuguesa já nas livrarias, já não tenho nenhuma desculpa para não pegar neste livro agora! 

Comecei a ler ontem e já passei a página 200 mas como amanhã parto em viagem, vai por agora ficar à minha espera até segunda.
Só vos digo é que a edição em inglês tem a letra super pequena e isso desmotiva um pouco em pegar no livro. Mas estou a gostar bastante. 


Na net, ela é mundialmente famosa.
Cá fora, ninguém sabe o seu nome.
No mundo real, ela é Eliza, uma miúda solitária, invisível e sem amigos. Online, ela é LadyConstellation, a famosa e anónima criadora de Monstrous Sea, um dos webcomics mais populares do mundo. Wallace é novo na escola. É um rapaz estranho, misterioso e que raramente fala. Mas na Internet ele é Rainmaker, o escritor da fanfiction de Monstrous Sea mais lida nos fóruns da série, e é seguido por mais de um milhão de fãs.
Os caminhos de Eliza e Wallace cruzam-se inesperadamente e, quando percebem que têm a mesma paixão por Monstrous Sea e a mesma forma de ver o mundo, surge uma relação improvável que vai alterar as suas vidas para sempre. No entanto, ambos julgam que o outro é apenas um fã comum de Monstrous Sea. Ela não sabe que ele é o seu maior fã, e ele não sabe que ela é a própria autora.
Um livro esplendoroso sobre a vida online e offline!