, , ,

Opinião Contemporânea: "Amor por Encomenda" de Catherine MacKenzie

novembro 15, 2018 Inês Santos 0 Comments


Amor por Encomenda foi um dos últimos livros a ler e dos que me foram emprestados. Engraçado como parece que certos livros nos caem no colo para os ler como se o destino já tivesse tudo definido.
Este foi o caso.
Curiosamente nesta semana espreitei o novo programa da SIC dos Casamentos à Primeira Vista e por isso enquanto li este romance de Catherine MacKenzie fui sempre correlacionando certos pontos e achar alguma piada a esses pontos em comum. Aqui a experiência corre muito melhor, mas aqui quem paga são os noivos e não é pouco. Sinceramente o que me fez não gostar tanto do livro como esperava foi a falta de conexão que senti entre os dois protagonistas e por isso tinha que referir isto em primeiro. Gostei dos dois em separado, dos respectivos amigos e familiares, mas juntos achei que era tudo demasiado forçado.
Adorei rever o México (onde fui de lua-de-mel) aqui, com pequenos pormenores que me deixaram saudades e até o meu guia tinha um nome semelhante ao deste.
As cenas que mais gostei foram as primeiras, onde Anne conhece e desconhece muitos homens muito semelhantes. E também das últimas cenas, quando tudo se revela e a autora ainda nos consegue surpreender um bocadinho.
Aqui, apesar de ser um casal de desconhecidos, retrata-se muito bem alguns dramas porque passamos quando nos casamos, e, principalmente, quando vamos morar juntos. Estas cenas foram bastante realistas, o que me fizeram relembrar velhos tempos e por isso criou alguma empatia com certas situações e por isso com os personagens.
A escrita é ligeira, com muitos diálogos e descrições q.b. Os cenários são variados tal como os personagens.
Mas de resto é um romance contemporâneo muito normal, sem nada de espectacular ou memorável, apenas a sua história um pouco original, mas que devido a coincidências acabou por perder até nesse ponto.
Um livro para ler quando nada nos apetece.

Anne Blythe tem razões para sorrir: acaba de receber uma aliciante proposta para publicar o seu primeiro livro. Mas no que toca a relações amorosas, a situação é muito pouco animadora. Após mais um relacionamento falhado, Anne encontra na rua um cartão de uma empresa que ela julga ser de promoção de encontros românticos. Interpretando-o como um sinal, acaba por guardá-lo.
Farta de ver as pessoas à sua volta felizes no amor, Anne decide, num impulso, experimentar a empresa que a poderá ajudar a encontrar, finalmente, o homem da sua vida. Mas esta empresa não é bem o que parecia.
Trata-se afinal de um sofisticado — e caro — serviço que proporciona aos seus clientes um casamento arranjado, com tudo incluído. Anne começa por rejeitar a ideia, mas quanto mais pensa no assunto mais entusiasmada fica. Se os casamentos arranjados resultam para milhões de mulheres em todo o mundo, porque não haveria de resultar com ela? Além disso, o serviço afirma que só fracassou em 5 por cento dos casos.
Meses depois, Anne encontra-se num resort mexicano pronta para casar com Jack, o seu «par perfeito». E tudo parece correr bem. Mas será possível encomendar o amor verdadeiro?

0 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!