Compilações,

Compilações: "A Princesa Adormecida" ,"Audrey,Wait!" e "Two boys kissing"

maio 31, 2017 Mafi 0 Comments




Estes 3 livros não estavam planeados para Maio mas foram 3 leituras muito rápidas e diferentes entre si. Aqui ficam as minhas 3 mini opiniões.

34833085Começando pelo que li em primeiro lugar "Princesa Adormecida", que foi uma oferta da Ne no meu aniversário. Já tinha lido o "Cinderela Pop" quando saiu e tinha gostado apesar de o público alvo ser mais jovem do que a minha idade. Apesar de não ser nada fã do conto da Bela Adormecida da Disney, como tinha lido o livro anterior e tinha gostado, resolvi arriscar neste também.

Não sei bem o que se passou aqui com este livro mas na verdade não gostei muito dele e embora tenha apenas 170 páginas, a estória não me prendeu e achei tudo muito infantil. Não gostei da protagonista - Áurea - pois a mesma não tem algo essencial em qualquer livros de ficção: personalidade. Eu sei que isto é uma releitura da Bela Adormecida mas já li releituras melhores,este livro simplesmente é recheado de clichés  e muito previsível. Percebi logo que o Phil era o outro..! 
Não entretêm muito mas acredito que se tivesse lido isto com 13 anos tinha gostado mais. Mesmo assim, pela agilidade de como a estória é contada (através de recortes, diálogos rápidos e mensagens) leva 3 estrelinhas pequeninas.


1627267Em Março estreei-me com uma autora que já tinha ouvido falar muito bem mas que é desconhecida da maior parte dos leitores que não sigam o género young adult. Falo de Robin Benway e na altura o livro que li, "Emmy and Oliver" revelou-se muito mais que um simples romance young adult que eu esperava e que o título e até a capa do livro davam a entender.

Na semana passada, na minha viagem de avião para a Bélgica, abri este "Audrey,Wait!" no tablet e mergulhei de cabeça neste livrinho, tanto que li mais de 70% do mesmo só no voo. O livro tem uma premissa engraçada. Audrey é uma adolescente que acaba com o seu namorado Evan, vocalista de uma banda. E ele acaba por escrever uma canção sobre ela e o término do namoro. A canção torna-se viral e ela fica famosa por isso. A premissa é isto mas o livro acaba por ter uma mensagem importante. Hoje em dia, há modas tão virais e tão passageiras que passado uns meses ninguém se lembra delas. Diria que este livro, lançado em 2008, é bastante actual. A Audrey consegue manter-se sempre fiel ao que é e não se deixa deslumbrar por todo o aparato à sua volta. (ou tenta vá). Para toda a gente ela é a Audrey da canção famosa, mas como ela diz, ela é simplesmente uma rapariga normal com um part-time numa gelataria e doida por música. 
É um livro leve com um romance fofinho e que mostra bem que de um momento para o outro a nossa vida pode mudar, tanto para melhor como para pior.

Para quem gosta de música vai certamente adorar este livro, fala de algumas bandas que eu acho que são fictícias. Gostei menos deste do que do "Emmy and Oliver" e achei a escrita simples demais. É bom ver que a autora evoluiu tanto na escrita como na construção de enredos e personagens. Leva 3 estrelas e meia.

Por fim "Two boys kissing" era um livro que eu já queria ler também há muito tempo e segundo o Goodreads adicionei-o em 2013, portanto há 4 anos. 
17456790Tem uma capa muito forte e duvido que alguma vez seja publicado cá, embora existam 3 livros deste autor em Portugal. O David Levithan é homossexual assumido e quase todos os seus livros têm alguma personagem gay. 

Também é um livro curto, o meu ebook nem chegava às 200 páginas. Estranhei a escrita mas depressa entranhei. Narrado na 3ª pessoal, o livro centra-se em Harry e Craig, dois rapazes que querem bater o recorde do maior beijo do mundo, o que implica uma maratona de 32 horas, sempre a beijarem-se sem dormir ou ir à casa de banho. 
Adorei a premissa da estoria e depois de ler a nota do autor, ficamos a saber que o livro é inspirado em factos reais, ou seja este evento aconteceu mesmo. Não sabia. 

Para além deste casal, o livro centra-se em outras personagens masculinas, todos adolescentes homossexuais, uns já assumidos e outros ainda por se assumir. Este acontecimento irá juntar todas as personagens e irá questionar os direitos desta comunidade e os poucos benefícios que têm em relação à sociedade.
Embora não goste muito de livros narrados na 3ª pessoa - pois sinto que não me consigo conectar tanto com as personagens - gostei imenso de como o livro foi construído, alternando entre vários casais e personagens mas sempre com o foco no Harry e no Craig. Gostei muito de como o evento foi explicado e todas as regras que eram necessárias para que fosse válido para o Guiness. 
Contudo, achei o final fraquinho e acho que merecia mais umas páginas mas ainda assim, é um livro que aconselho MUITO, para abrir olhos e mentes ou simplesmente para recordar que o amor não escolhe nada e todos temos direitos a viver em dignidade. 
Dou 4 estrelas.

0 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!