31 de maio de 2015

Primeiras Impressões: "A Selecção" de Kiera Cass




Aqui está ele. Como viram no Doce do Momento mal ele chegou peguei nele e pronto já não o larguei. De qualquer forma isto já é entrar nas segundas impressões e aqui só há lugar para as primeiras.
O facto de trazer o próprio marcador é um ponto positivo, a fitinha é secundária, sinceramente. A capa é igual às outras o que também é bom, já que quando tentam ser originais às vezes estragam. Além disso a modelo é ruiva e portanto semelhante à personagem - bom a dobrar.
Negativo é só mesmo a espessura do papel. Nossa, não tinham mais grosso?
Para trinta e cinco raparigas, A Seleção é a oportunidade de uma vida. É a possibilidade de escaparem de um destino que lhes está traçado desde o nascimento, de se perderem num mundo de vestidos cintilantes e joias de valor inestimável e de viverem num palácio e competirem pelo coração do belo Príncipe Maxon.
No entanto, para America Singer, ser selecionada é um pesadelo. Terá de virar as costas ao seu amor secreto por Aspen, que pertence a uma casta abaixo da sua, deixar a sua família para entrar numa competição feroz por uma coroa que não deseja, e viver num palácio constantemente ameaçado pelos ataques violentos dos rebeldes. Mas é então que America conhece o Príncipe Maxon. Pouco a pouco, começa a questionar todos os planos que definiu para si mesma e percebe que a vida com que sempre sonhou pode não ter comparação com o futuro que nunca imaginou.

1 comentário:

  1. Por acaso também gosto que as páginas dos livros sejam finas :)

    Isa,
    http://isamirtilo.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!