, , ,

Opinião da Ne: "Corte de Chamas Prateadas" de Sarah J. Maas

julho 20, 2021 Inês Santos 0 Comments

COM SPOILERS

Apesar de estar a adorar a saga e tudo que a torna tão espectacular começo a não gostar do que a autora faz com as personagens. Quando quer que elas sejam boas ou más consoante precisa delas.

Aqui temos Eris assim. Jurian assim. Mas notei principalmente Nestha, que no primeiro livro era má, no segundo má, no terceiro boa, e agora no quarto voltou a má assim de repente. E aquela auto-penalização dela sempre com os mesmos assuntos também se torna repetitivo. Pelo menos lembro-me que com Feyre esta questão psicológica foi mais branda. e apesar de ter traumas não eram "relembrados" tantas vezes.

Talvez seja por ser tão protectora de Cassian e por achar que aqueles traumas fazem dela apenas egocêntrica. Pegar no que ela não fez no primeiro para agora ser uma desculpa para ter traumas não acho que tenha resultado muito bem. Pelo menos para mim. A questão do poder dela ter demorado a ser desvendado também aborreceu um pouco e esgotou a curiosidade.

Não estava à espera da primeira cena de Cassian e Nestha terminar naquela forma, mas a autora usou-a bem para voltar a anular tudo o que Nestha tinha conquistado. 

Gostei bastante das cenas entre as 3 novas amigas, tal como dos seus treinos e finalmente tivemos um Rito de Sangue, apesar de ter sido falsificado. As cenas de poder que mais gostei de Nestha foi mesmo quando ela explodiu e a final. Ai dela que não fizesse tal coisa! Sinceramente estava à espera que Feyre alterasse o próprio corpo, mas assim também foi bem porque ficou tudo perdoado. O facto de Nestha ter alterado o próprio corpo também foi algo dissimulado e forçado, para não dizer oportunista da parte da autora.

Notei bastante a ausência das personagens Jurian, Julien e Vass (?). Tiveram tão presentes no terceiro volume e aqui desaparecem. Quase foi uma nova história ou um spin-off.

Esta vilã também foi algo ausente e quem se manteve mais presente foi Eris. De resto, o livro baseou-se muito na relação amorosa e sexual de Cassian e Nestha e em todos os dramas emocionais que eles carregam. Acrescentou-lhe as cenas dos treinos, como se a guerra estivesse à espera que elas trabalhassem e treinassem. Pessoalmente não me encantei com este casal. Ainda estou apaixonada pela Feyre e pelo Rhysand, e dificilmente os vão suplantar.

Os extras quase que me escapavam, mas também não adiantaram muito. O de Azriel mantém-nos na dúvida e mostrou-nos um lado dele que não estava à espera mas que não me agradou muito, sinceramente. Sou equipa Gwen claro! Valquírias para sempre! 

Entretanto não resisti a ir reler os últimos capítulos do primeiro livro porque senti muita falta do casal Feyre e Rhys. Adorava que a autora escrevesse um livro com o POV de Rhys desde o início. Sei que já deu uns bónus, mas não me chegou. Também espero que os próximos não demorem muito, apesar de já ter decidido reler os três primeiros para ver se me escapou alguma coisa e porque agora vou ler tudo com outros olhos.

Nestha Archeron sempre foi orgulhosa, irritável e lenta em perdoar. Ter sido Feita pelo Caldeirão não tornou sua personalidade mais doce. Mas o que poucos sabem é que, por trás da fachada de força, Nestha carrega uma dor que a está corroendo: o arrependimento por não ter feito nada para ajudar a família quando caíram na pobreza e por não ter sido capaz de salvar o pai...Desde que foi forçada a entrar no Caldeirão e se tornar Grã-Feérica contra sua vontade, ela lutou para encontrar um lugar para si mesma dentro do mundo estranho e mortal que habita. No entanto, ela não consegue superar os horrores da guerra com Hybern e tudo o que perdeu nela.

A única pessoa que a incendeia, mais do que qualquer outra, é Cassian, o guerreiro com cicatrizes de batalha cuja posição na Corte Nocturna de Rhysand e Feyre o mantém constantemente na órbita de Nestha. Mas seu temperamento não é a única coisa que Cassian inflama. O fogo entre eles é inegável, e fica ainda mais quente quando são forçados a ficarem próximos um do outro.Como se não bastasse, a possibilidade de uma nova guerra desponta no horizonte e, enquanto isso, as traiçoeiras rainhas humanas que retornaram ao continente durante a última guerra forjaram uma perigosa nova aliança, ameaçando a frágil paz que se instalou nos reinos... E a chave para detê-los pode depender de Cassian e Nestha enfrentarem seu passado assustador.

Contra o pano de fundo arrebatador de um mundo devastado pela guerra e atormentado pela incerteza, Nestha e Cassian percebem que apenas juntos podem triunfar, e lutam contra monstros por dentro e por fora enquanto buscam aceitação – e cura – nos braços um do outro.

0 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!