Opinião da Mafi,

Opinião Contemporânea: : "Diz-me quem sou" de Sophie Kinsella

janeiro 26, 2016 Mafi 2 Comments



Este mês já tinha decidido que ia ler um livro da Sophie Kinsella, que é uma autora que sigo com regularidade mas que ainda assim me faltavam alguns livros para ler, nomeadamente da série "Louca por compras".

28478070Entretanto a Quinta Essência anunciou o lançamento do "Diz-me quem sou" para Janeiro e eu não me lembrando de nada da estória achei por bem (re)ler este livro de modo a trazer-vos uma opinião. 

Já tinha lido este livro em 2011 mas como não me lembrava de quase nada, pode-se dizer que foi quase uma leitura pela primeira vez. 

A sinopse lança basicamente a premissa do livro, temos a Lexi que numa noite de farra com as amigas, cai ao tentar apanhar um táxi. Na manhã seguinte, acorda numa cama de hospital, sem saber bem onde foi parar e porque é que as suas unhas estão perfeitas, os seus dentes arranjados e tem uma mala de uma marca cara. Depressa descobre com muita confusão da sua parte que está no ano de 2007, embora a última coisa que se lembre é a tal festa com as amigas que aconteceu em...2004!

A partir daqui está lançado o mote para um livro hilariante e cheio de peripécias, muitas confusões e gargalhadas. O que ainda vem a piorar a situação da Lexi, para além de ela não se lembrar de nada, é fica a saber que é casada! Com um desconhecido! 

O que posso dizer? Foi uma leitura divertida! É que não há melhor adjectivo para classificar as leituras desta autora. A Lexi foi uma óptima protagonista mas como já tinha dito na minha opinião de "Tenho o teu núm3ro" a Lexi não é diferente da Samantha ou da Becky, aliás para eu não andar a repetir-me passo a citar-me:

Para quem já é fã como eu, já sabe o que espera. Não foi surpresa as mil e uma trapalhadas em que a protagonista Poppy se meteu. Eu já previa isso e realmente foi isso que aconteceu. As personagens principais que Sophie Kinsella caracterizam são sempre todas iguais, apenas mudam os nomes. São todas trapalhonas, divertidas e muito muito mas mesmo muito curiosas! E isso é meio caminho andado para divertir o leitor. É realmente um ponto positivo nas leituras desta autora e mais uma vez consegui arrancar boas gargalhadas com as aventuras da Poppy. O único defeito com a Poppy é que eu já vi esta personagem imensas vezes: em 6 livros da série Louca por Compras e na "Fada do Lar". A Poppy não se distingue das outras protagonistas criadas pela autora, e embora seja uma personagem que divirta não lhe encontrei características inovadoras.

Neste caso basta trocarem a Poppy pela Lexi e a minha citação continua actual. E atenção que já li o "Tenho o teu núm3ro" há dois anos e mesmo assim continuo a achar o mesmo das protagonistas que a Kinsella cria. Não é que seja mau mas gostava de ver algo totalmente diferente por parte da autora. Talvez seja por isso que estou muito curiosa em ler o seu 1º livro young-adult, só para ver se a protagonista é também trapalhona e caricata.

Em termos de romance não fiquei minimamente convencida com o John nem com o suposto relacionamento que eles tinham e portanto não gostei do final. 

O que também não gostei foi que a estória da amnésia se tivesse alongado quase, quase até ao fim! Já estava irritada por ela não lembrar-se de nada em mais  de 50% do livro, achei que não havia necessidade chegar a esse extremo. 

Embora seja um chick-lit acho que é um dos livros da autora que consegue realmente passar uma mensagem. É uma mensagem cliché mas ainda assim é digna de nota, que nunca devemos fingir aquilo que realmente somos, seja com falta de memória ou não. 

E se acordasses e a tua vida fosse perfeita?
E se um dia abrir os olhos e, de repente, a sua vida for perfeita? Por incrível que pareça, esse sonho tornou-se realmente realidade para Lexi Smart. Tinha um emprego mal pago, dentes tortos e uma vida amorosa horrível quando, uma manhã, acorda numa cama de hospital e descobre que a sua esplêndida dentadura deslumbra como um anúncio de pasta de dentes, as suas unhas têm uma excelente manicura, e as suas roupas e acessórios são os de uma mulher muito rica. E como se isso não bastasse, está casada… com um desconhecido!!! Superada a grande surpresa, Lexi pretende aproveitar o seu novo eu, com o qual poderá comprovar em primeira mão as vantagens e desvantagens que podem resultar de uma inesperada vida perfeita.


2 comentários:

  1. Mais uma autora que não conheço e fiquei com curiosidade em descobrir :D

    ResponderEliminar
  2. Já li esse livro em inglês e é de rir.
    Também achei o romance dela com o amante um pouco fora do contexto. :/
    Mas mesmo assim, adorei o livro!

    Beijos.*

    ResponderEliminar

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!