12 de dezembro de 2016

Compilações: "O Pacto", "O Erro" e "The Score" de Elle Kennedy



Elle Kennedy neste momento está para mim como uma substituta em férias de Abbi Glines. Porquê? Porque as histórias são parecidas, mas ainda lhes falta ali qualquer coisinha para chegar ao nível de Abbi.
Temos adolescentes quase adultos, na faculdade, temos rapazes muitos ricos e raparigas pobres, temos muito sexo e sensualidade, etc. Aqui também vamos encontrar bebidas, festas e droga. Todos os elementos que normalmente fazem parte destes young-adult mais eróticos.
A empatia está lá e por isso estes livros são imensamente viciantes.
Felizmente cada livro tem o seu casal, porque sinceramente, não ando com muita paciência para seguir o mesmo casal por vários livros.
N'O Pacto, a protagonista feminina é um pouco insegura em muitas coisas, o que não faz o "meu género", mas depois acaba por compensar
Aqui a história não é muito desenvolvida. Tudo esmiuçado e temos uma rapariga supostamente tímida que está atraída por um dos rapazes mais giros da faculdade e temos um jogador, giro, rico e talentoso, que nunca se tinha apercebido dela até ir contra ela no fim de uma aula. Depois é o típico eu ajudo-te a conquistar o outro e tu ajudas-me a estudar, há ali ainda uma Hannah difícil que não quer o acordo, mas quando ela finalmente aceita pronto, lá começa o romance e a atracção mutua.
No Erro há um passado, e Logan vai ter que rastejar bastante, o que é bastante engraçado, principalmente porque os seus amigos andam sempre à sua volta e tornam tudo muito mais emocionante. Claro que isto na realidade nunca acontece bem assim, mas é sempre giro ler que estes badboys ficam cegos e só conseguem ver uma rapariga. Há ali até uma diminuição do intelecto!
No The Score, ainda sem título em português, o desafio ainda é maior, principalmente porque tanto Allie como Dean têm estado na história desde o início e por isso já os conhecemos bastante bem, tal como eles um ao outro. Dean é o mimado, Allie a independente e claro, Elle Kennedy vai-lhes "atar" um elástico e eles não vão conseguir afastar-se muito um do outro. Esse puxão do elástico é que anima tudo.
Agora que finalmente termino de escrever esta opinião acho que me está a faltar aqui um pormenor. Não era aqui nesta saga que um dos amigos de Garrett gostava da sua miúda? Ou é noutra série?
Penso que vou ficar por aqui, porque quem já leu o The Goal disse que é uma desilusão completa. E como eu estou a gostar tanto desta série não quero estragar.
Como podem ver as histórias não são muito profundas e a base é sempre a mesma, até de outras séries. Não há grandes dramas familiares e tudo se resumo à atracção entre eles e às suas relações. Aqui, o que nos faz agarrar bem o Kobo são mesmo os diálogos entre os personagens, tão cativantes, já para não falar de todo o ambiente e todo o sexo. Faz-nos imaginar tudo e todos e desejar estar lá e divertirmo-nos tanto quanto eles.

Hannah Wells encontrou finalmente aquela pessoa. Segura e confiante em todas as outras facetas da vida, enfrenta uma série de receios e inseguranças no que toca a sexo e sedução. Se quiser prender a atenção da sua nova conquista terá que sair da zona de conforto... Mesmo que tal signifique ter que aturar o arrogante e infantil capitão da equipa de hóquei... E vai ser tão bom.
Ser jogador de hóquei profissional foi tudo o que Garrett Graham sempre quis, mas as notas de final de formatura ameaçam deitar por terra este sonho, pelo qual tanto tem lutado. Se ajudar uma morena, muito gira e cheia de sarcasmo, a fazer ciúmes a outro lhe garantir a posição na equipa, que seja! Mas um inesperado beijo leva-os às cenas de sexo mais incríveis das suas vidas, e não vai levar muito tempo até que Garrett perceba que fingir não será o caminho... Terá, sim, que convencer Hannah de que o homem que ela procura se parece em tudo com Garrett. Elle Kennedy é autora best seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal. Escreve romances de suspense e eróticos contemporâneos. Heroínas fortes e sensuais, e heróis sexy e musculados são marca dos seus livros, temperados com muito «calor» e alguns perigos, pelo que já conquistou um vastíssimo público leitor.
Depois de um ano como caloira, Grace está de volta à Universidade de Briar, mais velha, mais madura. E já não é a borboleta tranquila que era quando se envolveu com John. Se Logan espera que ela implore e rasteje a seus pés como todas as suas outras conquistas, pode esperar sentado. Desta vez, é Grace quem vai ao volante... e ela tenciona guiar de forma selvagem.
Allie Hayes está em estado de crise. Com a formatura a aproximar-se, não tem nenhuma ideia do que fazer depois da faculdade. Para piorar, ela está a curar-se de um coração partido após o término de um longo relacionamento. Sexo selvagem e sem compromisso para compensar certamente não é a melhor solução para os seus problemas, mas o belo Dean Di-Laurentis, estrela do time de hoquei é impossível de resistir. Apenas uma vez, ela pensou, porque mesmo que seu futuro seja incerto, certamente não inclui o rei dos adeptos a ‘Uma Noite Apenas’.
Dean sempre consegue o que quer. Garotas, notas, garotas, reconhecimento, garotas… Ok, ele é um mulherengo, e ele ainda não conheceu uma garota imune ao seu charme. Até Allie. Por uma noite, a determinada loira balançou seu mundo – e agora ela quer que sejam apenas amigos? Não. Não está acabado até ele dizer que sim. Dean está sempre em busca de mais, mas quando sua vida sobre uma mudança brusca, ele começa a pensar se talvez não seja hora de para de querer apenas marcar pontos no jogo e marcar para o amor.

2 comentários:

  1. Ainda não li o 3.º
    À espera que seja publicado por cá!
    ;)

    ResponderEliminar
  2. É o John Logan quem se interessa pela Hannah. E se bem me lembro, isso depois vai atrapalhar a relação dele com a Grace.

    ResponderEliminar

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!