C.M.Cruz,

Ponto de Situação: "Promete-me" de C.M. Cruz

agosto 15, 2016 Inês Santos 0 Comments



Hoje encontro-me pela página 147 e já acho boa altura para escrever um Ponto de Situação.
Confesso que depois da última experiência com um autor português as expectativas estavam muito baixas e por isso a escrita de C.M. Cruz foi uma agradável surpresa. Encontramos constantes erros mas isso só prova que precisa de uma ou duas novas revisões do texto. Pode ser que agora com o contrato assinado com a Chiado alguém se voluntarie.
Em relação à história tem descrições mais incisivas, digamos assim, mas que a autora podia ter desenvolvido mais ou de maneira diferente. Não posso ir mais ao pormenor porque se não revelo o que se passa, mas só achei que para o acontecimento em sim, houve pontos que, na minha opinião, deviam ter tido uma reacção diferente da personagem.
Uma das coisas que estou a gostar mais, e que normalmente gosto sempre, é o intercalar do Passado com o Presente. Assim a linha de acção não se torna tão linear, mas também com estes acontecimentos dificilmente se torna monótona.
Neste momento o romance já começou, o que é um ponto positivo, o problema é que tem sido tudo muito rápido e as reacções da personagem, ou até da sua companheira de casa, têm sido, a meu ver, um pouco infantis, mais próprias de raparigas de 14 anos e não de mulheres, ou mulher, que já sofreram coisas muito trágicas e que tornam qualquer um mais "adulto do que o normal". Estou com esperanças que a autora à medida que foi avançando na história tenha melhorado estes pontos.
A questão de ser um livro de um autor português e ser passado na América, com personagens americanos, para mim também é algo negativo. Acho que temos investir no que é nacional, tal como é o que estamos a fazer em relação aos nossos autores que nos pedem uma oportunidade.
Até agora o saldo é bastante positivo.
Elizabeth Collins tinha tudo o que sempre sonhou. O emprego para o qual estudou, uma família que a adorava e um namorado que a amava. Foi com o pensamento de um futuro promissor, que o mundo da Beth desabou aos seus pés. Ela foi raptada, torturada e violada por 7 longos anos. Levada para um mundo de terror e sofrimento, foi forçada a anos de cativo, sem esperança. Mesmo tendo encontrado a sua liberdade, estará ela realmente livre? Irá ela conseguir viver num mundo onde os monstros de verdade existem? Ou será que o Alec Brenner a conseguirá salvar de seus demónios? Uma promessa foi tudo o que ela pediu. Mas não era uma promessa qualquer. Será o Alec capaz de cumprir o prometido? Mesmo que isto signifique perder a Beth para sempre?

0 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!