18 de março de 2016

Opinião New Adult: "Prometes amar-me?" de Monica Murphy





Depois de dois livros tão fantásticos, estava pronta para me apaixonar por um novo casal...e isso não aconteceu.

"Prometes amar-me?" foi para mim o livro mais fraco da série. Nunca gostei muito do Colin e não foi aqui que consegui simpatizar com esta personagem. Gostei mais da Jen mas mesmo assim não era uma personagem tão boa como a Fable. Para já não achei  Jen tão corajosa e ela irritou-me imenso neste livro. Nunca entendi muito bem porque resolveu distanciar-se dos pais e a razão que deu não me pareceu convincente. Depois todo o romance com o Colin foi muito drama e muito sexo para meu gosto. Não gostei nada das partes em que estavam zangados mas depois dormiam juntos. Por amor da Santa. O sexo não resolvia nada e volta e meia lá chateavam-se outra vez. Enfim.

Depois também achei que a autora quis meter a Jen em 1001 situações de perigo só para o Colin salvá-la. Funcionou da primeira vez mas depois enjoou.

Gostava que houvesse mais cenas de amizade entre a Fable e a Jen e gostava que tivesse havido mais romance, mesmo daquele fofinho como houve nos livros anteriores. 

Infelizmente não foi um livro que me tenha impressionado e sinceramente até o achava dispensável. Preferia dois livros da Fable e do Drew e dois livros do Owen com a sua amada. Não foi mau mas Monica Murphy teve abaixo das suas capacidades, deixou-me um pouco desiludida.  A sinopse em português também acho que engana um pouco. Pensei que o Colin fosse mais sofredor e que a Jen iria ajudá-lo a ultrapassar os problemas mas ele é que o cavaleiro andante dela. 

No geral foi um bom livro mas face aos anteriores e ao seu sucessor deixou a desejar.  


Compromisso. É isso que eu quero do Colin. Desde que o meu irmão Danny morreu em combate que ele me tem ajudado imenso. Até me deu emprego no seu restaurante requintado para que eu pudesse deixar de ser uma simples empregada de mesa num clube de strip de quinta categoria. Mas confortá-lo quando ele tem os seus horríveis pesadelos, ainda que me permita estar junto dele na cama, já não me chega. Eu sei que ele se sente culpado pela morte do Danny, por não o ter acompanhado, mas não posso continuar a ter esta vida dupla.
Amo-o desesperadamente, mas ele enfrenta demasiados demónios. E se não se abrir comigo agora, nunca será o companheiro ideal que eu preciso que ele seja. Dei-lhe um mês e agora vou-me embora. Se ele me amar como diz que ama, saberá onde me encontrar.


1 comentário:

  1. Olá Mafi,
    Já tenho ouvido falar muito na autora e nesta série, mas ainda não lhe peguei. É pena quando os restantes livros da série não correspondem às expectativas.
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!