11 de março de 2015

Ponto de Situação: "Vou Amar-te para Sempre" de Monica Murphy

 

Quatro palavras: ai que grande seca!
Ou é sexo ou drama familiar. Onde está aquela história viciadora do primeiro volume? Só me apetece fechar o livro e acabar logo com isto, mas já que já passei o meio vou até ao fim... nem que seja na diagonal.

Perder. Tudo na minha vida se resume a esta palavra doentia. O meu treinador culpa-me por termos perdido os jogos decisivos da temporada. E o resto da equipa também. Passei os últimos dois meses completamente perdido e fechado sobre o meu desespero, como um autêntico fracassado. E perdi a minha namorada — Fable, a única rapariga que alguma vez mexeu comigo — por não me achar suficientemente bom para ela e por não querer magoá-la.
Agora sei que deixá-la foi um erro e, ao ser cobarde, fui eu quem mais perdeu. Mas, mesmo que ela finja que está tudo bem e que seguiu com a sua vida, sei que ainda pensa em mim. Conheço-a demasiado bem. Raios… Ela é tão frágil que tudo o que eu mais quero é estar por perto para protegê-la… para abraçá-la… para amá-la.
Só preciso que ela me dê mais uma oportunidade. Estamos perdidos, um sem o outro, mas eu sei que juntos podemos viver um amor incomparável, para sempre.

1 comentário:

  1. Confesso que até meio do livro estava como tu, no entanto, depois no final de um modo geral gostei do livro. Mas mesmo assim ficou aquém do primeiro!

    ResponderEliminar

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!