27 de outubro de 2013

Ponto de Situação: "Provocadora" de Madeline Hunter


Página em que vou: 163

Antes de comentar este segundo volume da saga The Rarest Blooms quero dizer que estou a ler a obra em inglês, por isso não vou poder comentar nada relativo a traduções ou erros de publicação, mas vou sim dizer o seguinte: Que raio de título!
Da primeira vez que o li, o primeiro pensamento que tive foi que a personagem principal deveria ser uma badalhoca marota. Depois é que reparei na autora e li a primeira linha da sinopse. A ASA está a chamar provocadora à Verity?
Por esta altura tenho a certeza de que de provocadora a Verity não tem nada. Penso, portanto, que este é um daqueles casos em que a tradução à letra.
O facto de Lizzie ser a noiva desaparecida não é novidade para ninguém, referindo-me claro para quem leu o primeiro volume, mas o que nos surpreende é a forma como é encontrada e como Hawkeswell a vai conseguir levar das The Rarest Blooms.
A ideia dos "três beijos por dia se não salto-te para cima" pareceu-me muito divertida e de certa forma inteligente logo desde o inicio. Se iria resultar ou não, já nós sabíamos a resposta.

2 comentários:

  1. Vc está lendo em PDF? Se sim, podes enviar para mim?
    Desde já agradeço!
    silvaneidelima17@outlook.com

    ResponderEliminar

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!