B.A. Paris,

Compilações: ''A última mentira'' e ''À Beira do Colapso''

julho 01, 2018 Mafi 0 Comments


Decidi juntar estes 2 thrillers que li em Junho porque sinceramente embora não sejam maus, deixaram a desejar. Para lerem as sinopses basta clicar nas capas.



39932325Ultimamente tem-se abatido não só lá fora mas como cá também a onda dos thrillers domésticos ou seja, que envolvam ou um casal ou uma homem/mulher que tem problemas psicológicos, alguma fobia ou uma dependência alcoólica. Depois das mulheres nos comboios, barcos, à janela ou sei lá mais onde, aqui o nosso suspeito é Will, marido de Iris que pensa que tem o marido perfeito: fiel, atencioso, verdadeiro. Iris não poderia estar mais enganada quando numa manhã sabe da morte do marido aquando da queda de um avião. Confusa com o facto do marido lhe mentir sobre o destino para que ia viajar, Iris começa a tentar encontrar respostas para as muitas dúvidas e perguntas que começam a aparecer. Depressa começa a perceber que o marido ao longo do casamento sempre escondeu o seu passado e que ela nunca conheceu um amigo dele. 

O livro ao início estava com um ritmo bom e embora a Iris tivesse  irritado-me com os seus ''O meu Will'', a história até parecia ter potencial. À medida que vamos desenrolando a trama eu já tinha percebido tudo e acho que foi por isso que não gostei assim tanto. No fim a Iris irritou-me um pouco com a conversa de perdoar e esquecer e embora a última frase seja muito boa e o final seja digno, achei que a Iris podia ter mostrado mais força e não ser tão fraca em relação ao marido, porque não me venham com a conversa que com  não sei quantos anos de casamento e nunca percebeu que o marido não tinha amigos ou familiares? Por favor, poupem-me.


40220025Depois de no ano passado ter lido e adorado ''Ao fechar a porta'', foi com bastante entusiasmo que peguei neste novo livro desta autora. ''À Beira do Colapso'' mais uma vez não é mau e gostei mais do que do livro acima, mas em comparação com o primeiro da autora, é mais fraquinho e é um thriller mais normal e por sua vez ou pouco mais aborrecido. O que me espantou em ''Ao fechar a porta'' foi a carga psicológica muito forte que o livro tem, ao ponto de eu ter de parar de ler para respirar. Por isso esperava algo semelhante com este, mesmo que pela sinopse, visse logo que ia ser uma história diferente. 
''À beira do colapso'' não é tão intrigante nem assustador como o outro mas também tem os seus pontos positivos. Para começar gostei imenso da Cass e da forma como a autora trabalhou o assunto da demência e da Cass esquecer-se das coisas. Com o histórico da doença na sua família e à medida que a situação ira piorando para a nossa protagonista, era dificil acreditar na inocência dela e confesso que o ''twist'' foi uma surpresa porque não me tinha passado pela cabeça essa hipótese embora faça todo o sentido. Todo o mistério da mulher assassinada acaba por não ser a grande questão do livro mas sim o ponto inicial. As personagens secundárias, incluindo o marido de Cass e a melhor amiga simplesmente nunca me convenceram e depois do final, o meu instinto estava certo. 
Não é um livro viciante como o primeiro mas é um bom thriller que para algumas pessoas será muito óbvio e para outras não tanto. Para mim não foi e ainda bem porque assim, consegui gostar ainda mais dele.


0 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!