Civilização Editora,

Compilações: ''None of the Above'' e ''Manifesto de como ser interessante''

maio 05, 2018 Mafi 0 Comments


Ora aqui estão 2 livros young adult que li em Abril e que sinceramente esperava mais. 

22896551''None of the above'' foi comprado no ano passado por esta altura e devido a uma leitura conjunta foi lido no mês passado. Ia com algumas expectativas pois a profissão da autora e o livro é meio baseado em factos verídicos mas infelizmente a autora perdeu-se um pouco no desenvolvimento do mesmo. Bem, o livro fala sobre uma rapariga adolescente, Kristin que tem tudo planeado para os próximos meses. Tem boas notas, amigas e um namorado que parece gostar dela. Até a uma visita ao médico mudar tudo e ser diagnosticada como intersexual, ou seja para além de ter uma parte do orgão sexual masculino dentro do corpo (em desenvolvimento) não tem útero e por isso nunca poderá ter filhos. Como se estas revelações não fossem dolorosas demais para lidar, o seu segredo é revelado para toda a escola e Kristin tem de sofrer com o bullying que essa revelação acarreta. 
O livro começa muito bem e a autora consegue explicar de forma clara o que é identidade de género e que esta não tem nada a ver com orientação sexual, como muitas pessoas confundem os dois termos mas depois achei que algumas partes que eram muito importantes para a história (como por exemplo a cirurgia) e sendo a autora cirurgiã foram muito corridas. Depois toda a parte do romance também não me caiu bem e achei que a autora deu demasiado foco a isso em relação ao assunto principal. Não sei, esperava um bocado mais de profundidade e as minhas colegas de leitura acharam o mesmo, gostámos mas podia ser melhor dado a importância do tema. 3 estrelas.

A groundbreaking story about a teenage girl who discovers she was born intersex... and what happens when her secret is revealed to the entire school. Incredibly compelling and sensitively told, None of the Above is a thought-provoking novel that explores what it means to be a boy, a girl, or something in between.
What if everything you knew about yourself changed in an instant?
When Kristin Lattimer is voted homecoming queen, it seems like another piece of her ideal life has fallen into place. She's a champion hurdler with a full scholarship to college and she's madly in love with her boyfriend. In fact, she's decided that she's ready to take things to the next level with him.
But Kristin's first time isn't the perfect moment she's planned—something is very wrong. A visit to the doctor reveals the truth: Kristin is intersex, which means that though she outwardly looks like a girl, she has male chromosomes, not to mention boy "parts."
Dealing with her body is difficult enough, but when her diagnosis is leaked to the whole school, Kristin's entire identity is thrown into question. As her world unravels, can she come to terms with her new self? 


25916112"Manifesto de como ser interessante'' foi a última leitura de Abril e era um livro que já estava na estante desde 2015. Ele tem 424 páginas mas mais de 300 páginas foram lidas num só dia. Mas a leitura compulsiva não é sinónimo de ter gostado mas também não odiei, apenas achei um livro mediano. Aqui temos Bree, uma rapariga que não é nada popular, nada social, que não se importa com o seu aspecto físico...mas inveja quem o assim é. E portanto decide começar um blog onde irá passo a passo mostrar como ser interessante e é aqui que começa a sua experiência. Muda de visual, de gostos e de amizades. Claro que as coisas não vão correr bem, porque nunca corre bem quando deixamos de lado aquilo que gostamos e quem gosta de nós, por algo diferente só porque sim. No fim a protagonista consegue redimir-se um pouco e passa a mensagem cliché de sermos verdadeiros com nós próprios e com quem nos rodeia. Não é um livro mau e está escrito numa linguagem acessível e jovem mas pessoalmente acho que é um livro que tem mensagens importantes (como a mutilação) mas que esse assunto não é muito aprofundado. Um livro definitivamente direccionado para adolescentes e com uma edição espectacular. 


"Que sacrifícios estamos dispostos a fazer para nos tornarmos populares?Imprensa Internacional
"Bree, inteligente mas introvertida, poderá não parecer uma ‘rapariga comum’, mas os adolescentes e os seus pais irão reconhecer-se nos seus medos, emoções e vulnerabilidade. Bourne é uma autora de um talento prodigioso que tem o dom de transformar a ficção em realidade."
Lancashire Evening Post
"Aviso: este livro irá partir-lhe o coração como partiu o meu."
C.J Skuse, autor de Pretty Bad Things e Rockoholic
"Bourne é a escritora por quem eu estava à espera."
EscapeintoWords
Esta é a questão com que se vê confrontada a protagonista no seu blog à medida que vai anotando tudo o que é preciso fazer para se ser mais interessante aos olhos dos outros. Bree é uma blogger que leva uma vida extremamente enfadonha e se toma por fracassada mas que sonha vir a ser uma grande escritora um dia. Mais do que procurar identificar tudo o que a pode tornar mais popular ela vai de facto procurar transformar-se e mudar, espécie de metamorfose autoconsciente para ver até que ponto funciona. Mas será que compensa tendo em conta todos os sacrifícios? É isso que ficaremos a saber nestas páginas tingidas de humor negro."

0 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!