19 de novembro de 2016

Opinião Young Adult: "A nossa canção" de Sarah Dessen




Já não lia nada desta autora desde 2013 e tendo na estante mais uns 3 livros para ler, decidi pegar no último que me faltava ler e que está publicado em Portugal.

Desta vez temos como protagonista a Remy, que - devido a influências da mãe que já vai para o quinto casamento - sabe que o amor não dura par sempre e portanto segue sempre uma regra nos seus próprios relacionamentos: ao fim de alguns meses, é sempre ela que termina a relação e parte para outra.

12054798Filha de um músico que teve só um êxito em toda a sua vida, Remy segue também outra regra, a de não se envolver com músicos ou cantores pois já sabe que mais tarde ou mais cedo vai sofrer, assim como o pai fez sofrer a sua mãe.

Até ao dia em que conhece Dexter, um rapaz bem desastrado, cantor e compositor de uma banda e é aqui que se dá o romance.

Mais uma vez não é um livro maravilhoso mas gostei bastante de varias coisas. Primeiro da relação da mãe e da Remy e de como as acções da mãe influenciaram a Remy nas suas próprias decisões e até mesmo na sua personalidade. Quando se falava de amor a Remy era bastante irónica e sarcástica e isso era devido ao exemplo que tinha em casa, como podia acreditar no amor se a própria mãe estava a casar pela 5ª vez e com dúvidas de que seria a última vez? Foi interessante ver como por vezes somos influenciados pelo nosso núcleo familiar em diversos assuntos. Outra influência era de não-se apaixonar por músicos porque o próprio pai tinha sido um e tinha abandonado a sua família e esse era outros dos receios que a Remy tinha.

O romance foi muito fofo, com algum drama no fim mas sem grandes "tragédias" e até lamechices e é por isso que gosto dos livros da Sarah Dessen, porque mostram personagens adolescentes completamente normais e realistas.

Adorei a componente musical do livro, com o grupo de Dexter e da tentativa deles de conseguirem um contrato discográfico embora as músicas deles fossem ridículas com letras que não faziam sentido nenhum. 

É um livro que retrata bem o medo que alguns jovens podem sentir de ficarem sozinhos e acho que essa é a reflexão mais importante a tirar do livro. Recomendo!

"Aos 17 anos, Remy Starr já sabe qual o momento certo para terminar uma relação: imediatamente antes de se envolver a sério. Afinal de contas, o amor não dura para sempre: foi essa a lição que aprendeu com a mãe, uma escritora de best-sellers a caminho do quinto casamento." Vencedor do prémio de Melhor Livro do Ano da Publishers Weekly e finalista do prémio literário do jornal Los Angeles Times, A Nossa Canção é a história divertidíssima de uma rapariga que não acredita na voz do coração… e do rapaz disposto a provar-lhe que ela existe.

1 comentário:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!