13 de maio de 2016

Opinião Young-Adult: "The probability of miracles" de Wendy Wunder




Comprei este livro no ano passado no Awesomebooks e sempre tive curiosidade em lê-lo. Estando virada para os YA, decidi pegar nele e estrear-me com mais uma autora.

Não sei se fui eu que, como li a sinopse na diagonal, tinha uma ideia errada do livro, ou se foi a escrita que não me apelou mas este livro não me conquistou.

Começou muito bem, com a introdução da personagem principal, a Cam, e toda a sua condição física e psicológica. Estando naquele momento a batalhar um cancro terminal, já há muito tempo que deixou de acreditar em terapias e curas e portanto desiste simplesmente de preocupar-se com a sua doença e aproveitar a vida um dia de cada vez. 

Quem tem outros planos é a sua mãe que não desiste da sua filha e ao ouvir falar de um lugar mágico onde tudo acontece (inclusive curas milagrosas), decide levar Cam até Promise, o tal lugar mágico.

A premissa do livro é engraçada, gostei do conceito e da componente do realismo mágico, mas a verdade é que durante a leitura não consegui sentir tanta empatia com as personagens como queria. Acho que a culpa também foi minha e não tanto do livro, mas andei bastante aluada durante a sua leitura e depois começou a dar a preguiça de ler em inglês. Tudo isto fez com que eu gostasse do livro mas não adorasse.
Gostei bastante da Cam, do seu modo sarcástico de ver a vida e identifiquei-me com as suas tiradas irónicas. O romance foi fofinho e o final não foi chocante porque estupidamente li o spoiler no Goodreads. Sou mesmo burra! Não me incomodo com spoilers, quando estes são mínimos, mas este era gigante mas pronto, the fault is on me

Conclusão, sinto que é daqueles livros que foi lido numa altura má, se algum dia reler acho que vou aproveitar melhor.  


Seventeen-year-old Campbell doesn't believe in miracles. She's spent the last five years in and out of hospitals, so she can be forgiven if she's a little sceptical.
But Campbell's mother and sister won't give up on her, and they've heard rumours of a place in Maine where magical things happen: fish raining from the sky, purple dandelions, everlasting sunsets. A place named Promise. Yes, really.
Campbell may be cynical, but she still has hope. And so they head to Promise for a Summer by the sea, where Cam finally learns to believe in true love, in herself and maybe even in miracles.

 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!