6 de novembro de 2015

Opinião Sobrenatural: "Amaldiçoadas" e "Predestinadas" de Jessica Spotswood



Agora que terminei a trilogia e medito sobre tudo o que aconteceu vejo que a escritora soube, e foi muito inteligente, na forma como estruturou a história e a dividiu nos três livros. Como ruim que é, fez questão de nos dar três finais incompletos só para ficarmos a roer-nos de curiosidade. Foi um sucesso.
De Enfeitiçada para Amaldiçoadas temos a separação de Cate das duas irmãs, da sua casa, da sua infância, de tudo o que conheceu. Ela sai do ninho completamente sozinha para ir para outro, mas de cobras e vespas. A maneira altruísta como o faz, as suas razões para entrar para a Irmandade, são mais abrangentes do que todas as outras atitudes que a personagem teve durante o primeiro volume. Já deu para reparar que eu gosto muito desta personagem! Não é heroína como Katniss, por exemplo, mas também não é totó como ela, apenas tem um coração enorme e perdoa demasiado facilmente.
De Amaldiçoadas para Predestinadas temos a maldade de Maura ao rubro!
Infelizmente e felizmente a justiça foi feita. Apesar de tudo não tive pena de Maura, mas fiquei triste por Cate que tanto trabalho teve para a salvar, educar, mudar, etc. E no fim, quem a mudou foi a namorada... para nada.
Nunca fiz ligação da palavra "bruxa" como "homossexualidade", mas Jessica Spotswood parece ter isso aqui muito em conta. Espero ter percebido mal, porque apesar da conotação positiva das duas palavras separadas, acho que juntas não significa algo assim tão bom. Uma não implica a outra, quero eu dizer.
Tal como o segundo volume, o terceiro foi muito movimentado, com muita acção, drama e segredos desvendados. Maravilhoso! Mesmo com todas as desgraças, traições, doenças, maldade, estes dois livros têm ingredientes lindos como a amizade, a fraternidade e finalmente o amor. Este amor é muito trágico de facto, mas o final feliz compensou por todas as horas de leitura e momentos em que eles não podiam estar juntos.
Finn não é o típico herói, falando fisicamente, pelo menos para mim sardas no corpo, óculos e roupa de jardineiro não me atraem, mas este Clark Kent das bruxas torna-se num super-homem com as suas atitudes e o seu coração de derreter qualquer chocolate mais duro.
Todas as personagens continuaram a parecer-me demasiado novas, principalmente quando tiveram que lutar contra adultos e perigos de adultos, se me faço entender. Mas, de qualquer forma, toda aquela inocência e maldade própria da adolescência estão presentes e digo que essa idade consegue levar os sentimentos e emoções a limites opostos!
Todos os livros estão repletos de momentos tristes, mas a empatia que vai surgindo, a evolução das personagens, a justiça que vai sendo feito faz-nos torcer com toda a força pelas personagens e pelo futuro destas e acho que este sim é o ponto forte da escrita desta autora, que nos faz agarrar no livro (virtual) e não o largarmos até o terminarmos.
Tal como a série Donovan de Nora Roberts, esta trilogia tem um aumento exponencial de qualidade e de vício. É saboroso q.b., original q.b., misterioso q.b., mágico q.b., tudo em doses equilibradas que nos dão para comer e chorar por mais. Fico a aguardar mais obras desta autora sem dúvida.

Cate Cahill tomou a decisão mais difícil de sua vida e resolveu largar tudo para proteger aqueles a quem amava, mas não poderia imaginar os obstáculos que ainda teria pela frente. Agora, vivendo disfarçada entre as outras moças da Irmandade, ela precisa se manter a salvo dos implacáveis caçadores de bruxas e lidar com grandes dilemas pessoais, como a distância de seu grande amor e os conflitos que envolvem suas irmãs Tess, uma menina doce e ingênua que guarda um grande segredo, e Maura, a jovem bela e ambiciosa que pretende fazer de tudo para se tornar o centro das atenções. Será que Cate está pronta para liderar as bruxas de sua geração e ganhar o respeito de uma sociedade que condena a feitiçaria? E seria ela a bruxa da profecia, a mulher mais poderosa já nascida em muitos séculos e capaz de revolucionar a história do mundo? 
Cate Cahill acabou de ser apagada da memória de Finn, o grande amor de sua vida. A responsável por essa traição foi Maura, uma de suas irmãs, e Cate está certa de que nunca vai conseguir perdoá-la. Enquanto isso, Tess, a caçula, está às voltas com visões cada vez mais assustadoras.Como se não bastasse, a Nova Inglaterra vem sendo tomada por uma febre mortal sem precedentes. Preocupada, Cate quer ajudar a todos, mas é impossível fazer isso sem revelar seus poderes e, assim, aumentar a fúria dos Irmãos da Fraternidade, os implacáveis caçadores de bruxas.Em meio a desavenças com suas aliadas em potencial, Cate terá que se desdobrar para conseguir prestar o auxílio que deseja, proteger Tess e Finn e lutar por uma nova ordem que permita que as bruxas sejam representadas no governo de sua cidade e não precisem mais se esconder.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!