Ebook,

Opinião Young-Adult: "Tudo, tudo e nós" de Nicola Yoon

setembro 07, 2016 Mafi 7 Comments




Madeline é alérgica ao mundo exterior. Vive presa em casa há 18 anos, com pouca esperança de uma cura para a sua doença raríssima. Tudo muda com a chegada dos novos vizinhos, entre eles um rapaz, Olly. Será o amor adolescente capaz de sobreviver às barreiras da vida de Maddie? 

"Tudo, tudo e nós" não foi tudo aquilo que eu queria que fosse (desculpem lá o trocadilho). O conceito era excelente, tínhamos uma protagonista afro-americana e com descendência asiática (finalmente alguma diversidade no mundo YA) e as reviews eram excelentes. Infelizmente tive alguns problemas com o livro que me impossibilitam de dar as 5 estrelas.
Começando ainda pelo que mais gostei, o relacionamento da Maddie com o Olly foi muito bem explorado! Muito fofo, gostei tanto da inocência dela, da coragem dele, da coragem dela, foi prazeroso de se ler. Não achei que tivesse sido instantâneo demais, temos de ver a situação em que a Maddie estava, é natural que tudo o que seja diferente da sua rotina se torne algo do seu interesse muito rapidamente, incluindo o sexo oposto. 

O plot twist não me surpreendeu porque estupidamente li spoilers do livro antes de chegar a essa parte. Até percebo que a autora tenha ido por este caminho, porque convenhamos era o caminho mais fácil e só por isso não dou melhor pontuação porque detesto quando são os próprios autores a não resolverem aquilo que eles mesmo criam. Deu a ideia que a autora não sabia dar a volta à condição da Maddie e foi pelo caminho mais preguiçoso. É pena porque pensava que a autora tivesse imaginação para mais já que o conceito criado é uma ideia brutal.

Mesmo assim gostei do desenvolvimento depois do grande clímax, apesar do livro ter perdido fulgor até ao fim. O final foi cute, podia ter sido melhor. 
"Tudo, tudo e nós" é um bom debut, com uma boa premissa mas cujo resultado final poderia ter sido melhor. Mesmo não dando pontuação máxima, é um livro que aconselho!

Madeline Whittier observa o mundo pela janela. Tem uma doença rara que a impede de sair de casa. Apesar disso, Maddy leva uma vida tranquila na companhia da mãe e da sua enfermeira - até ao dia em que Olly, um rapaz vestido de preto, se muda para a casa ao lado e os seus olhares se cruzam pela primeira vez. De repente, torna-se impossível para Maddy voltar à velha rotina e ignorar o fascínio do exterior - mesmo que isso ponha a sua vida em risco. Nicola
Yoon escreveu um livro comovente com uma mensagem para leitores de todas as idades. 


4* 

7 comentários:

  1. Achei interessante e achei a capa lindíssima. Como sempre, demorará imenso até que alguma autora portuguesa se lembre de o lançar e até lá já meio Portugal leu em inglês ou em pt-br (quando sair) -.-

    ResponderEliminar
  2. Este é daqueles livros que desde o seu lançamento eu fiquei 'QUERO LER' mas que ainda não me interessou ao ponto de pegar nele (talvez porque o meu encanto por este livro se prenda mais pela capa linda, linda, linda). Fiquei assim um pouco reticente com a tua opinião maaaas sendo que eu não sei qual é esse spoiler e plot twist talvez a minha experiência seja melhor (pelo menos, existe essa esperança :) )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que vale a pena leres, eu só fiquei irritada com o plot twist achei que a autora foi preguiçosa em resolver o assunto mas pronto, lê que gostava de saber a tua opinião!

      Eliminar
  3. Já conhecia mas nunca me deu interesse para o ler.
    agora que foi traduzido vou pensar no assunto :)

    ResponderEliminar
  4. A capa é tão gira :D achei interessante e é um a pensar se vai para whishlist.

    ResponderEliminar
  5. Gostei tanto *__* Aquele final é que, realmente, foi um bocadinho preguiçoso. Estava eu nas primeiras páginas e já o tinha adivinhado!

    ResponderEliminar

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!