25 de fevereiro de 2014

Primeiras Impressões: "Marcados à Nascença" de Caragh M.O'Brien


Já andava de olho nesta distopia há imenso tempo, mas nunca via o raio do livro à venda! E nunca era uma prioridade, até ontem, quando a wook fez mais um dos seus momentos (10% de desconto + portes grátis) que mesmo não sendo assim grande coisa ainda era um desconto de aproveitar, até porque tinha dinheiro do PPL para descontar (que só abato quando há portes grátis). Percorrendo a wishlist decidi encomendar este e já chegou!

Fiquei surpreendida porque o livro é em capa dura! Algo que não é muito habitual nas edições portuguesas portanto estou contente por ter comprado a edição portuguesa, apesar de ainda não ter saído a continuação. Espero que a editora não tenha desistido desta trilogia!

A capa por baixo é igual à jacket.

A lombada do livro!

Por dentro o livro é normal, folhas brancas e tem 500 páginas portanto o que paguei por ele (13.35€) foi um preço mais do que justo pela edição.

Vai ser lido em março para o desafio distopia, do Goodreads e espero gostar, pois o conceito é muito interessante! Deixo aqui a sinopse  (mal traduzida, na minha opinião, aconselho a verem a original) para quem não conhece o livro:
Num futuro arruinado pelo sol impiedoso, onde a água é mais valiosa do que o ouro, há aqueles que vivem dentro das paredes do Enclave e aqueles, como Pedra Gaia, parteira de dezasseis anos, que vivem fora. Gaia sempre acreditou que o seu dever, tal como o da sua mãe, é entregar uma pequena taxa de bebés saudáveis aos residentes do Enclave, apesar de, fora do recinto, não voltar a ter notícias deles. No entanto, quando aqueles a quem tem servido tão escrupulosamente aprisionam os seus pais, começa a questionar todas as suas crenças. Gaia só pode fazer duas coisas: entrar no Enclave para salvar os seus pais ou morrer a tentar. 

Alguém desse lado já o leu? Opiniões precisam-se! 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!