16 de outubro de 2013

Opinião Contemporânea: "Encontro Inesperado" de Jill Mansell


Tenho tanta coisa para dizer que neste momento nem sei por onde começar. Não, não se assustem, são tudo coisas boas!
Vamos começar então pelo inicio, que foi um dos pontos altos do livro. Cheio de acção e tensão, Jill Mansell atira-nos logo para um trio meio confuso que nos vai fazer roer unhas para saber como se vai resolver. O que eu não estava à espera era do que vinha a seguir, que, por seu lado, não tem muita relação com este inicio. O Tom e o coitado do ex-noivo vão desaparecer e só aparecer novamente quase no final, o que foi muito mauzinho da parte da senhora Mansell. Esta teve a crueldade de nos seduzir com o típico artista Caspar, manter em stand by o adónis Tom e entreter-nos (ou devo dizer distrair-nos?) com personagens como a ex-cunhada Dina, com a desconhecida madrasta Rita, com a colega de casa tipo barbie Claudia e com o chefe tipo Clark Kent Jake. Com estas personagens secundárias, a escritora conseguiu uma história cheia de trocas, controvérsias e como sempre muitas risadas pelo meio. Por isso, com muitas cenas mais ousadas e mui femininas, Jill Mansell tornou a vida de Poppy Dunbar numa autêntica confusão.

Aqui vamos encontrar não só uma história "noiva em fuga" como muitos outros altos e baixos.
O que mais gostei nesta rede de acontecimentos e sentimentos foi mesmo como tudo se resolveu. Com uma pitada de óbvio e outra de suspense, o final vai ter aquele sabor adocicado de drama e estaladiço de final feliz, em que tudo se resolve de uma maneira ainda melhor do que tínhamos imaginado!

Adorei adorei adorei.
O melhor de Jill Mansell até agora!

Na véspera do seu casamento, Poppy Dunbar conhece Tom. Ele é alto, atraente, dono de um sorriso irresistível, e Poppy não consegue livrar-se da sensação de o ter conhecido toda a vida. Combinam um encontro mas a jovem não tem coragem para aparecer. O problema é que também já não consegue avançar com o casamento. Ganhando subitamente fama de destruidora de corações, Poppy decide partir para Londres e começar tudo de novo. Instala-se na casa boémia de Caspar French, um belíssimo jovem artista com reputação de sedutor, mas nem assim consegue esquecer Tom. E enquanto não o voltar a ver, nunca saberá se o encontro deles estava destinado, ou se foi apenas uma questão de timing...

1592112
Título Original - Perfect Timing

Edição - Fevereiro 2011

ISBN - 9789897100024




2 comentários:

  1. Sobre leio coisas positivas sobre a autora, esse ainda não conhecia, mas parece ser muito bom. Espero gostar da escrita da autora, pois comprei meu primeiro livro dela nesse final de semana e ainda não comecei.

    Pah - Lendo e Escrevendo

    ResponderEliminar
  2. Lembro-me que este não foi dos meus livros favoritos da autora. Gostei na altura, mas há outros livros dela que me conquistaram mais :)
    Beijinho

    ResponderEliminar

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!