sexta-feira, 20 de Setembro de 2013

Opinião Contemporânea: "A Proposta" de Katie Ashley



Livro não traduzido em Portugal. Edição do Brasil.

Querida Amazon, bendita sois vós entre as plataformas online por me trazeres este livro até mim! Ámen! 

Digo-vos já que nem li a sinops.e e caí de pára-quedas na história da Emma e do Aidan e gostei bastante! Ainda antes de pegar em "A Proposta" li o conto "The Party", que antecede a esta história e fiquei muito surpreendida com o que li, principalmente com a escrita da autora. Pois toda a gente sabe que há muita coisa a má a circular nos ebooks indie da Amazon, mas felizmente "The Propostion" não se revelou este caso. A escrita também não é nada do outro mundo, até é bastante básica mas ao menos não é intragável e confusa, é fluída e adequada ao tipo de história que apresenta. Estamos a falar de um livro contemporâneo adulto, portanto não estava à espera de uma escrita soberba cheia de floreados. Sendo um livro com bastantes diálogos, o ritmo do livro mantém sempre o leitor agarrado até ao final. Até podia dizer que o livro era repetitivo ou igual de tantos outros, até o é, até uma certa parte mas digo que o final surpreendeu-me bastante!

O enredo segue um caminho lógico, apesar de ao início tanto Aidan e Emma não se conhecerem muito bem, tendo em conta a relação que levam era normal aproximarem-se e apaixonarem-se. Falando mesmo do que dá origem à história do livro, compreendo o porquê de Emma querer ter um filho, mas a explicação de Aidan ao aceitar a proposta que esta lhe faz (aliás até é ao contrário, ele é que sugere ser pai da criança) não me convenceu muito...quer dizer os homens algum dia vão ter de crescer, mas pela pouca caracterização que a autora deu ao Aidan, ele não parecia nada pronto para assentar com uma mulher, muito menos ter um filho. A mim faltou credibilidade na explicação de ele querer mesmo ser pai, pois aquela história de a família querer vê-lo com filhos não me convenceu.

Além do Aidan, a personalidade da Emma está bem patente em todo o livro. Sendo a protagonista principal e o motor da história, foi muito fácil empatizar com a personagem e sentir todos os seus medos e todos os seus sonhos. Esqueçam a típica menina virgem e tímida, a Emma apresenta-se como uma mulher forte e determinada que não descansa enquanto não atinge o que quer. Gostei mesmo dela e o final foi de partir o coração.

A relação entre os dois é bem divertida, sensual, dramática...o normal de qualquer relação. O Aidan por vezes é bem imaturo mas a Emma responde-lhe à letra e gostei bastante da dinâmica dos dois. Para além da inicial atracção física, a relação vai crescendo para sentimentos mais profundos e emotivos e a maneira como a autora foi mostrando essa evolução foi muito bem conseguida. Mesmo assim os homens tendem a estragar tudo e tinha de haver sempre alguma coisa que corre mal. Confesso que odiei as acções finais do Aidan, não concordo nada com o que ele fez à Emma mas agora temos no meio a vida de uma criança e penso que não vai ser fácil resolver os problemas entre eles. Esperemos para ver o que acontece no 2º livro.

A autora não abordou muito profundamente, o tema de assumir responsabilidades e assentar com a pessoa certa para sempre, é uma pena que tenha falado ligeiramente sobre o assunto pois seria uma boa adição ao livro.. Percebo o pânico que o Aidan sentiu algumas vezes, um libertino como ele, vê-se rapidamente apaixonado por uma pessoa que ainda por cima será mãe do seu filho,  e como normalmente os homens tendem a demorar mais tempo a amadurecer, foi bom ver a reacção deste face à sua nova vida. Foi um toque realístico que a autora deu à trama. Gostei e mesmo não tendo sido muito falado deu alguma fiabilidade ao enredo.

Outro ponto forte são as personagens secundárias. Não estão no enredo apenas para servirem de amigo ou de conselheiros à Emma ou ao Aidan, gostei bastante da introdução de ambas as famílias na história. Um bebé é sempre algo que move uma família inteira (mesmo por más razões) e mais uma vez a autora soube captar os sentimentos de alegria e de felicidade e de um ambiente acolhedor e relaxado que normalmente se presencia quando se  recebe uma notícia destas já há algum tempo.

Apesar de ter ainda bastante cenas de sexo, não considero de todo este livro erótico, pois a história não anda à volta do sexo, ou este não é o factor principal do livro. É apenas um livro adulto mais apimentado mas que irá fazer as delícias de todos. Resta-me ler o segundo livro da série (só encontrei indicações que fosse uma duologia) e ficar a conhecer o desfecho de Emma e Aidan, esperando que seja um final feliz.


Com a chegada dos trinta anos, Emma Harrison está com seu relógio biológico tinindo e ainda aguarda o seu príncipe encantado aparecer. Ela está ficando sem opções, principalmente depois queseu melhor amigo gay desistiu de ser seu doador de esperma. Claro, sempre há um banco de esperma, mas Emma tem medo de que haja alguma confusão com a doação e ela possa receber a semente de um monstro assassino ou algo do tipo.

O maior mulherengo da empresa, Aidan Fitzgerald, está acostumado a sempre conseguir o que quer, principalmente no quarto. Quando Emma rejeita suas investidas na festa de Natal da empresa, ele fica determinado a conquistá-la a qualquer custo. Ao saber sobre a difícil situação de Emma, ele rapidamente faz uma proposta que beneficiará a ambos. Ele será o pai do filho da Emma, mas ela precisará concebê-lo naturalmente, com ele. Sem ninguém com quem namorar ou simplesmente fazer sexo casual, Emma reluta em aceitar a oferta, mas o charme dele e o intenso desejo dela pela maternidade vencem a questão.

Logo as seções para a concepção do bebê se tornam mais do que físicas. Aidan não parece se afastar dela, enquanto Emma começa a pensar que ele pode ser o homem certo.

The Proposition (The Proposition, #1)Título Original: The Proposition
Edição: Setembro 2013
ISBN: 9788561784393









Livro seguinte:

3 comentários:

  1. Acabei de ler, e estou ainda embasbacada com a mancada do Aidan... Uau! É um livro muito bom mesmo. Agora vamos torcer por eles!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já li o 2º!! não resisti e adorei mas gostei mais deste. é verdade o Aidan estragou tudo mas no segundo ele soube remediar a situação!

      Eliminar

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!