12 de agosto de 2013

Opinião Contemporânea: "A Música do Amor" de Nora Roberts


O primeiro volume da série Stanislaskis, onde encontramos a história de Natasha Stanislaskis, não prometeu muita coisa.
Não vou dizer que não gostei, porque gostei, mas o ingrediente principal dos romances de Nora Roberts e o qual eu acho indispensável foi a atracção, sentimento este que achei ou muito mal descrito ou então estava mesmo em quantidades pequenas, o que fez a diferença logo no inicio.
A hostilidade dela para com ele também não ajudou, tornando tudo muito unilateral e por isso aquele sexappeal todo de Spence Kimball foi desperdiçado contra uma parede de gelo e aço de nome Natasha.
Apesar de tudo, gostei dos mal entendidos iniciais, tal como do facto de Spence ter uma filha, filha esta que fez a ligação e ajudou a derreter o coração de Natasha. O facto de ela ter sido bailarina acho que acabou por não ser muito relevante. Gostei, pois, da sua funcionária e da sua loja. Todas as cenas com o envolvimento destas deram mais ânimo e graça à história, tal como um toque de originalidade e diversidade.
O livro lê-se bastante bem e o romance está presente, mas penso que faltou mais qualquer coisa. Talvez seja a nacionalidade das personagens. Isto pode parecer um pouco exagerado, mas Nora Roberts sempre nos habitou a irlandeses, a escoceses, etc, e aqui apresenta-nos a Rússia, uma cultura muito diferente do costume.

Sinopse no Doce do Momento.

2359770


Título Original - Taming Natasha
Edição - Outubro 2010
ISBN - 9788467194029





Sem comentários:

Enviar um comentário

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!