1 de julho de 2013

Opinião Contemporânea: "A Praia das Pétalas de Rosa" de Dorothy Koomson

- Spoiler Alert -

Lido meio em inglês, meio em português esta obra foi lida aos solavancos da página 100 até à 539.
E porquê? Perguntam vocês!
Porque Dorothy Koomson fez o favor de juntar dois temas num só livro que me eriçam os pelos da nuca.
E quais são eles? Perguntam vocês!
Violação (ou pelo menos tentativa de) e traição de maridos com melhores amigas. Grrrr...
Se isto tudo tivesse sido escrito por outra escritora muito menos dotada eu teria lido até ao fim ou pelo menos não me teria sentido tão incomodada, mas Dorothy coloca nas suas palavras empatia a potes e depois pronto, lá foram as primeiras 100 páginas lidas de uma vez, mas com o coração na mão e depois as restantes 400 foram lidas com ganas de matar uma certa personagem cujo nome começa por B!
Mentiras, hipocrisia, psicose, traição, luxuria, etc, são tudo sentimentos que vamos encontrar nesta história. Sentimentos negativos que nos fazem condoer da pobre Tami.
Digo isto tudo para vos avisar que ler este livro não vai ser fácil. Vão ver o filme todo a passar à vossa frente, mas na pele da Tami, a personagem principal, o que é ainda pior.
Penso que os momentos mais calmos são no POV da Fleur. Não lhe achei grande piada, sinceramente. Pareceu-me uma adolescente um pouco cabeça no ar e mimada ao máximo ou com défice de carinho materno, mas de resto, quando sabemos o porquê dela ter crescido sem mãe, lá vem outra vez aquele sentimento de empatia e revolta por tudo.
De qualquer maneira, achei o aparecimento de Fleur e dos seus POV's um pouco demais. Acho que fazendo apenas referencia à sua existencia teria tornado o livro mais concentrado e sem aqueles momentos mais mortos que acabaram por diminuir a minha velocidade de leitura em relação às primeiras 100 páginas. O mesmo digo de Beatrix. A história de vida dela contribuem para pormenores que não têm assim tanta relevancia para a história principal. Ela é uma CABRA. Ponto. Que mais precisamos de saber? Aquelas sms todas... ok, deu para sublinhar o quanto ela estava desesperada, mas... isso já se tinha percebido.
Não estava à espera, sinceramente, da melhoria de Scott. Estava à espera que eles se divorciassem e que ele continuasse na mesma. Foi uma boa surpresa apesar de não terem ficado juntos.
Gostei do contributo de Cora e Anansy. Este sim é um bom exemplo de como devia ter acontecido para a Fleur ou com a Beatrix - algo com relevancia mas soft. Assim o protagonismo mantinha-se mais evidente na Tami, no Scott e na Mirabelle.
De qualquer forma o saldo foi bastante positivo, com as emoções sempre à flor da pele e da página.





Título Original - The Rose Petal Beach
Edição - Abril 2013
ISBN - 9789720044471




Sem comentários:

Enviar um comentário

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!