19 de julho de 2013

Opinião Contemporânea: "Fins e Recomeços" de Nora Roberts


Fins e Recomeços inicia-nos no Jornalismo. Este é o mundo dos dois personagens principais que Nora Roberts nos apresenta, Olivia e Thorpe. Ambos são ariscos e determinados, com personalidades muito semelhantes que vão entrar em conflito, criando uma explosão inicial mas que depois resulta na fusão típica de Nora de dois corações e indivíduos. É por isso que esta escritora nunca me desilude, dando-me do que mais gosto.. e mais um bocadinho de algo.
Este algo está recheado de romance e coberto por suspense, dois ingredientes que Eleonor Marie (nome verdadeiro da escritora) mistura na perfeição e sempre de uma maneira ligeiramente diferente.
A empatia por Liv e Thorpe surgiu instantaneamente e na mesma quantidade dos pares Brenna & Shawn (Lágrimas da Lua) ou Roxanne & Luke (Jogos de Mãos), até agora os meus preferidos, mas mesmo assim Fins e Recomeços continua a ser apenas um conto e uma demonstração do talento da escritora.
O segredo de Olivia, bastante dramático e emotivo, tudo q.b., serviu para aumentar a fasquia do conto. Tambem achei o passado desta bastante interessante, visto que mostrou um lado mais injusto e adulto da infância dela, contribuindo com cicatrizes emocionais e fazendo-me perceber melhor a sua personalidade. A sua imagem perfeita é assim transformada em algo mais real e acessível.
Infelizmente, a autora não fez o mesmo com Thorpe, tornando-o mais misterioso e desconhecido. Em relação a este, não gostei de algumas atitudes deste, as mais agressivas e machistas, dois pontos que me fazem logo gostar menos de uma personagem masculina. Apesar disto acabei por gostar dele à mesma.
Os pormenores culinários, tão habituais nos livros de Nora Roberts, continuam a contribuir com aquele toque de conforto e realidade, tornando tudo muito mais próximo do leitor, fazendo-nos imaginar que toda a história nos poderia acontecer a nós, fazendo assim as mais românticas suspirar.. ainda mais.
Apenas achei o fim demasiado apressado, já que a última cena tinha muito mais que desenvolver e explorar. Apesar simpatizar com Thorpe, defendo que um ferimentozito no braço ou até um corte no rosto (que o tornaria ainda mais atraente) daria muito mais ênfase a toda a cena, já para não falar no ambiente de perigo e suspense.

Em Fins e Recomeços, Liv é uma jornalista de Washington que trabalha para o jornal local enquanto Thorpe é repórter num dos maiores diários nacionais. O trabalho que partilham torna apenas mais forte a química entre ambos, mas Liv já foi magoada no passado e não deseja voltar a render-se a nenhum homem. O que ela não descobriu ainda é que Thorpe não aceitará um não como resposta.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!