3 de abril de 2013

Opinião Contemporânea: "E Se Fosse Verdade..." de Marc Levy

Apesar do que esperava, foram raros os deja vu's que me assolaram ao longo da leitura deste livro. Mas apesar deste aspecto positivo, não gostei muito.
E se Fosse Verdade...Comparando com o A Próxima Vez que li recentemente e com a adaptação cinematográfica, acho até que este está medíocre e pior.
A ideia é excelente e muito romântica, mesmo ao estilo de Marc Levy, mas os diálogos estão bastante mal aproveitados e desenvolvidos. Estes são transformados em diálogos indirectos, o que aumenta o "texto corrido", tornando-o monótono e compacto.
Também não gostei da ideia das cartas da mãe de Arthur, nem dos capítulos dedicados à infância deste, já que parece um pouco deslocado de tudo o resto e que provoca uma quebra abrupta no seguimento da história.
Defendo que a linguagem, mais na primeira metade do livro, continha frases um pouco brasileiras.
O pior foram mesmo algumas transições de parágrafos, em que o assunto é completamente distinto.
Mas nem tudo foi mau, já que estando na área da saúde, foi deveras interessante assistir a referências ou descrições de equipamentos e actos clínicos.
O que é que faria se encontrasse uma desconhecida... no armário da sua casa de banho? E se ela – por sinal, uma mulher bastante atraente – aparecesse e desaparecesse como um fantasma? E se ela lhe dissesse que teve um acidente de carro e que o seu corpo está, há meses, em coma, num hospital do outro lado da cidade? Certamente que o seu primeiro impulso seria pensar que está a enlouquecer (ou a lidar com uma louca). Mas... e se fosse verdade? E se esta fosse a grande oportunidade de encontrar o amor da sua vida? Uma inesquecível história de amor, uma aventura tão emocionante quanto divertida, uma narrativa cativante que invoca a nossa capacidade ilimitada de seguir o que nos dita o coração.
If Only It Were TrueTítulo Original - Et Si CÉtait Vrai
Edição - 2005
ISBN - 9789727117567








1 comentário:

  1. Bem, ainda bem que li a tua opinião, assim não corro o risco de ler o livro só porque foi nele que se basearam para fazer o filme, filme esse que gosto muito... Assim fico com as boas recordações deste sem serem assombradas pelo livro :)
    Beijinho

    ResponderEliminar

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!