9 de março de 2013

Opinião Contemporânea: "Em Nome da Memória" de Ann Brashares


Como primeiro livro de Ann Brashares que li não tinha quaisquer expectativas ou ideias. A capa é simples, mas a sinopse conta-nos mais um pouco e prepara-nos para o que se segue a seguir.

Gostei particularmente da ideia base - é, sem dúvida, original e diferente do que li até agora.
Penso que o segundo terço é um pouco monótono e parado, mas depois é compensado posteriormente.
Finais deixados em aberto também não são da minha preferência. Neste caso, supostamente eles ficam juntos, mas quando o livro termina isso ainda não está certo. Apesar disso, a acção que antecede este semi-final, dá-nos algo com que nos entreter e pensar.
O leque de personagens é pequeno, mas são todas bastante interessantes e complexas, começando pelo heterognéneo Ben e terminando no misterioso e vilão Joaquim. Aqui está outro ponto que não é exclarecido, como o facto desta última personagem ser capaz de ocupar corpos e matar almas.
Os nomes portugueses causaram-me alguma confusão. Primeiro pensei que fosse devido à tradução, mas depois é óbvio que não.
A divisão dos capítulos e a variedade de cenários contribuiu para uma história rica em pormenores tanto românticos como trágicos.
As diferentes tradições, realidades e memórias que o personagem Daniel nos trás faz com que esta obra naõ seja apenas uma história de amor e drama.

Daniel passou vários séculos a apaixonar-se pela mesma rapariga. Vida após vida, atravessando continentes e dinastias, ele e Sophia (apesar de ela mudar de nome e forma) têm sido atraídos um para o outro, e ele lembra-se de tudo. Daniel tem «a memória», a capacidade de recordar vidas passadas e reconhecer as almas daqueles com quem viveu anteriormente. É um dom e uma maldição. Por todas as vezes que ele e Sophia estiveram juntos ao longo da história, também foram afastados dolorosamente, fatalmente. Um amor sempre demasiado curto.
Intercalados na actual relação de Sophia e Daniel há vislumbres da sua longa história juntos. Da Ásia Menor em 552 à Inglaterra de 1918 e à Virgínia de 1972, as duas almas partilham um longo e, por vezes, tortuoso caminho de busca contínua uma pela outra. Mas quando a jovem Sophia (agora «Lucy» no presente) começa finalmente a despertar para o segredo do seu passado em comum, a compreender a verdadeira razão da intensidade da sua atracção, a força misteriosa que sempre os afastou reaparece. Em última análise, têm de compreender o que se atravessa no caminho do seu amor para poderem passar a vida juntos.
Em Nome da Memória, uma história mágica de amor verdadeiro, devastadora e cheia de suspense, prova o poder e a resistência de uma união que estava destinada a ser.

My Name Is MemoryTítulo Original - My Name Is Memory
Edição - 2010
ISBN - 9789898228406


Sem comentários:

Enviar um comentário

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!