12 de janeiro de 2013

Opinião Contemporânea: "Amor à Primeira Vista" de Catherine Anderson


Não desmentindo a sinopse, Rafe e Maggie, nossos conhecidos do primeiro volume desta saga vão aparecer neste e muito bem. Adorei conhecer o quanto Jamie crescer, tal com a irmã de Maggie. Mas aqui o que nos interessa não e tanto o velho mas o novo.
Em Amor à Primeira Vista vai-nos ser apresentada uma nova família, de boa gente claro, os Coulter. Aqui a protagonista é Bethany, amante de cavalos e paraplégica que vai conquistar o nosso Ryan com os seus lindos olhos azuis e muito mais.
Amor à Primeira VistaEste segundo volume não sai muito do esquema do primeiro, mas aqui o que prima pela originalidade e nos chama o coração é a dificuldade fisica e psicológica da relação destes dois personagens. Apesar de achar que há demasiada baixa auto-estima, apesar de 80% ser compreensivel, achei que Catherine Anderson conseguiu captar muito bem todo o drama e escolhas que dois adultos tão diferentes têm que ter e fazer para poderem ficar juntos.
O elemento familiar foi algo muito fresco, que desanuviou um pouco o ambiente e a tensão desta história. O pai de Rafe e Ryan é sem dúvida uma personagem!
Também gostei do novo par amoroso, Sly e Anna, que mais uma vez demonstram que o amor não escolhe idades nem QI's. A lealdade entre familiares e conhecidos aqui é quase palpável.
Outro ponto importante é a dinâmica deste livro. Catherine Anderson poderia ter escolhido um a dois cenários, mas mesmo com as limitações da sua personagem feminina ela consegue diversificar e muito, tal como demonstrar a maneira como esta se adapta a cada nova situação e cenário.
A cena do bar e o facto de Bethany se ir informar junto a Kate foram situações que achei um pouco a mais na história. Com tanto drama e emoções, penso que esta situação e as suas consequências acabaram por saturar um pouco esta parte do livro, principalmente quando mais à frente a autora criou uma cena tão intensa.
Mas no geral, e como podem perceber bastante bem, é um segundo livro muito bom, que nos suspirar n vezes e desejar ter um Ryan Kendrick só para nós.

Excertos Preferidos:
"- O vinho de Hazel pode deixar-te com uma diarreira tão grande que nem te atreves a tossir." página 33

"- Se a magoares, se a fizeres chorar uma lágrima que seja, terás de te haver comigo. E, prometo-te, quando eu acabar, hás-de lamentar o dia em que o teu pai olhou para a tua mãe com um brilhozinho nos olhos." página 61

"- É o lema do Sly, e ele educou-me de acordo com isso. «Não é por dizeres que não consegues que as coisas aparecem feitas, e isso é um facto.» " página 104

Todas as leitoras que acompanharam Rafe Kendrick e Maggie Stanley em Uma Luz na Escuridão podem agora revê-los numa nova e apaixonante aventura protagonizada por Ryan, irmão de Rafe a quem este terá de ajudar a ultrapassar um momento difícil. Um acidente sofrido há anos num rodeo deixou Bethany Coulter presa a uma cadeira de rodas. Desde então conheceu tanto as traições como os desgostos de amor, e por isso jurou nunca mais entregar o seu coração a um homem. Mas qualquer coisa em Ryan Kendrick a fez de súbito acreditar que talvez todos esses obstáculos pudessem ser ultrapassados. Ambos partilham a paixão pelos cavalos e têm um imenso sentido de humor. Mas a vida não é absolutamente perfeita.

Phantom Waltz (Kendrick/Coulter/Harrigan, #2)



Título Original - Phantom Waltz 
Edição - 2008
ISBN - 9789725686089




Sem comentários:

Enviar um comentário

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!