, , ,

Opinião Young-Adult: "Convergente" de Veronica Roth

dezembro 13, 2017 Inês Santos 0 Comments




Continuação da última cena - check.

POV do Tobias logo no segundo capítulo - check check

No capítulo de Tobias (no quatro eheh), quando ele faz uma descrição da postura da mãe notei no pormenor com que a autora o faz. Foi uma descrição tão boa que nos sentimos mesmo lá, ao lado de Tobias, a olhar para ela, da cabeça aos pés.

A contrabalançar com este ultimo ponto, temos um negativo. Os capítulos pareceram demasiado pequenos, muito resumidos, com capítulos de três a quatro páginas. Além disso, a transição entre eles muitas vezes não tem qualquer continuação, enquanto que nos volumes anteriores não notei quebras tão abruptas. Talvez a culpa aqui seja do facto da autora intercalar os POVs de Tris e Tobias. Ao inicio adorei a surpresa, mas agora começo a pensar que talvez não esteja a resultar assim tão bem, visto que aquela aura de misterioso e de seriedade se perde aqui com os pensamentos de Tobias, principalmente os mais frágeis em relação a Evelyn. Ele acaba por não parecer tão forte e tão sexy, mas sim querido e meio medroso, talvez.

Quanto a Tris, perde-se aqui um pouco aquela interacção com Christina ou outros personagens, sendo quase um trio: Tris, Tobias e a guerra que decorre, ou até a mãe deste.

O facto deles não se envolverem mais do que beijos e toques inocentes também me fez alguma impressão. Que raio! Não é nada natural! Onde andam as feromonas e hormonas?

Muitos pontos negativos e uma mudança muito grande pela parte dos personagens principais para uma série tão boa.

PS-  Desculpem a opinião tão curta, mas não a terminei na altura e agora não sei que mais acrescentar.
A sociedade de fações em que Tris Prior acreditava está destruída – dilacerada por atos de violência e lutas de poder, e marcada para sempre pela perda e pela traição. Assim, quando lhe é oferecida a oportunidade de explorar o mundo para além dos limites que conhece, Tris aceita o desafio. Talvez ela e Tobias possam encontrar, do outro lado da barreira, uma vida mais simples, livre de mentiras complicadas, lealdades confusas e memórias dolorosas. Mas a nova realidade de Tris é ainda mais assustadora do que a que deixou para trás. As descobertas recentes revelam-se vazias de sentido, e a angústia que geram altera as vontades daqueles que mais ama. Uma vez mais, Tris tem de lutar para compreender as complexidades da natureza humana ao mesmo tempo que enfrenta escolhas impossíveis de coragem, lealdade, sacrifício e amor.

0 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!