25 de março de 2017

Opinião Contemporânea: "Sinto a tua falta" de Kate Eberlen





"Sinto a tua falta" marca a estreia desta autora não só no catálogo da Planeta mas no mundo literário em geral, dado que é o seu primeiro livro. Como gostei da sinopse, não perdi tempo a ler esta novidade da Planeta, embora o livro tenha um tamanho considerável para um romance que logo à primeira vista, parece do género de Nicholas Sparks ou Nora Roberts.

34329103Não o li num fôlego mas quase que o podia ter lido face a fluidez da escrita e a envolvência do livro. A sinopse conta grande parte da premissa e portanto não vale a pena aqui repetir o que já foi dito. Gosto de livros em que a acção de passa em poucos dias ou semanas mas também aprecio livros onde o tempo é longo e vamos vendo a evolução das personagens. Aqui a linha temporária percorre mais ou menos 15 anos, facto que é nos dado não só pela vida dos dois protagonistas - Tess e Gus - mas também pelo percurso de Hope, a irmã da Tess, que foi a minha personagem favorita do livro.

E um livro dedicado às personagens, não tem uma grande história por trás, vai tendo várias histórias, apresentadas pelos protagonistas. Gus e Tess sofrem pela morte de entes queridos e este é o primeiro tema do livro: a morte. De uma das partes (não vou dizer qual) é consequência de uma doença fatal e o cancro é um tema abordado ao longo do livro. Outra patologia que é mencionada é o Síndrome de Asperger e com todos estes aspectos, a autora fez um bom trabalho em equilibrar o drama e os momentos mais leves.
Claro que aqui o que interessa é perceber se Tess e Gus se vão encontrar outra vez e o que parece muito provável que aconteça - dado que isto é um romance e queremos sempre um final feliz - a autora faz o leitor sofrer um pouco, porque o esperado só acontece mesmo na recta final do livro.

Apesar de ter gostado das personagens, ambas cometem algo que para mim seria impensável perdoar ou estar com alguém assim portanto no fundo acho que ficaram bem um com o outro.
Como já disse, a minha personagem preferida foi a Hope, adorei a miúda com a sua inocência mas também inteligência. Há mais algumas personagens secundárias que acabam por ter um pouco de protagonismo na história como por exemplo a Charlotte ou o Shawn.

Foi um bom romance de estreia e pelo que li já tem os direitos vendidos para o cinema. Vamos a ver se um filme chega até nós ou um novo livro da autora.


Tess sonha ir para a universidade. Gus mal pode esperar para fugir do controlo da família e descobrir o que de facto deseja ser. Por um dia, nas férias, os caminhos destes jovens de dezoito anos cruzam-se antes de voltarem a casa e verificarem que a vida nem sempre decorre como planeado.
Nos dezasseis anos seguintes, com rumos de vida bastante diferentes, cada um descobrirá os prazeres da juventude, enfrentará problemas familiares e encarará as dificuldades da vida adulta. Separados pela distância e pelo destino, tudo leva a crer que será impossível que um dia se conheçam verdadeiramente...
A extraordinária história que está a apaixonar o mundo.
Sinto a Tua Falta conta-nos duas trajetórias que se entrelaçam sem se tocarem, numa narrativa que emociona e que nos faz pensar. Um romance com todos os ingredientes para o êxito: amor impossível, drama, desventuras, paixão, sonhos interrompidos, doença, superação, esperança, emoção e com um final onde o amor triunfa acima de tudo. 



Sem comentários:

Enviar um comentário

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!