7 de setembro de 2015

Primeiras Impressões: Cybook Muse Frontlight da Bookeen




Na semana passada contactei a Bookeen para uma parceria entre o blog e esta empresa francesa. Para quem não conhece, a Bookeen é uma empresa com sede em Paris e foi criada em 2003, sendo uma das primeiras empresas europeias dedicadas aos e-readers e sendo também uma das pioneiras a desenvolver a tecnologia e-ink. Ao longos destes últimos anos a Bookeen tem trabalhado de forma a criar novos produtos, com boa qualidade e a preços competitivos com os gigantes do mercado dos e-readers: A Amazon e a Kobo. O software dos e-readers da Bookeen é totalmente criado pela empresa, tentando afastar-se dos sofwares criados na China. 



O último lançamento da Bookeen na área dos leitores de ebooks é o "Cybook Muse Frontlight" e foi este modelo que me foi enviado para review, ao qual agradeço mais uma vez à Bookeen pelo envio.


O ereader veio bastante bem embalado, trazendo ainda uma capa protetora para o Cybook. 

 

Nos últimos 3 anos tenho vindo a ler no meu tablet e ultimamente queria apostar num e-reader que satisfizesse as minhas necessidades. Encontrei no Cybook aquilo que pretendia para agora. 

Ecrã:
O ecrã tem 6 polegadas sendo consideravelmente mais pequeno que o meu tablet. É muito leve e cabe na palma da mão, sendo por isso bastante portátil. 


O e-reader tem uma escala de cores acinzentada, o que para quem estava habituada ao tablet a cores vivas, pode parecer estranho. Ainda não me habituei a ver as capas a preto e branco mas sei que é algo que com o tempo irei habituar-me. 


Interface

A página principal do Cybook é bastante simples. Acima mostra-nos a nossa leitura actual (mesmo que estejamos a ler vários livros, mostra o último que foi aberto). Gosto da função de para além das páginas lidas, mostra a percentagem de leitura. 
Por baixo temos a biblioteca que mostra todos os livros adicionados ao Cybook.
Por fim temos a loja de livros electrónicos. Ainda não explorei esta parte porque ainda não liguei o Wifi mas foi-me dito que a livraria incorporada neste e-reader é a Bookeenstore, uma livraria que como diz o nome, pertencente à Bookeen mas que apenas contém títulos em francês. Para além disso vale a pena referir que a biblioteca já vem com 133 livros clássicos em várias línguas, desde o francês até ao russo! 


Na secção da biblioteca podemos encontrá-la dividida em várias categorias. Podemos criar várias pastas, por línguas, autores, géneros. etc. Eu não pretendo ter muitos ebooks no e-reader e portanto ainda não me dediquei à criação das pastas. Mesmo assim para quem tiver muitos ebooks, pode sempre usar o campo de pesquisa para encontrar melhor o que procura.

Em termos de formatos de leitura, grande parte dos meus ebooks vêm em formato epub. É o formato que eu mais leio. Mesmo assim como às vezes no netgalley alguns ebooks vêm em pdf, interessava-me um ereader que lesse bem este formato. A particularidade do Cybook é que consegue fazer PDF Reflow, deixando o texto todo direitinho e bonito. Contudo, os dois pdfs que abri, abriram logo bem, sem precisar de fazer esta conversão, portanto até fico mais contente. Quando tentei o refluxo de texto, o PDF ficou com a mesma diagramação certa, apenas ficando com as letras enormes. Irei tentar o reflow com um PDF que esteja com uma má diagramação para ver o resultado final.



Um dos exemplos de um pdf aberto no Cybook.


O e-reader tem 4 botões. Um que nos leva a um menu em rodapé, como podemos ver na imagem. 2 de cada lado do ereader que ajudam a passar as páginas para a frente e para trás e por fim outro em baixo que serve para ligar o e-reader e pô-lo em modo de hibernação. Não serve para desligar. Para desligar o ereader temos de ir ao menu e dentro da categoria de "menu"  por lá teremos a opção de desligar o Cybook.


Para além do botão de ligar/hibernar à direita, nesta parte inferior também temos duas aberturas. Uma para o cabo micro USB que ajuda a passar os ebooks do computador para o ereader  e outra ranhura onde podemos colocar um cartão de memória. 


A tecnologia e-ink ligada à luz incorporada no e-reader permitem uma leitura confortável durante horas. Admito também que a luz ligada no máximo é excessiva, sendo que nos limites mínimos chega perfeitamente para ler, até mesmo à noite.




Sem luminosidade e com luz no máximo

Primeiras Conclusões:
A primeira experiência com o Cybook está a ser bastante positiva. Ainda estou a habituar-me ao ereader mas já li 2 livros e vou para o 3º. Até agora os contras que consigo encontrar é o facto de a biblioteca ser apenas em francês. Pelo que me foi dito por um dos responsáveis do Cybook, a Bookeen está a trabalhar afincadamente para entrar no mercado português e comercializar o Cybook em Portugal com alguma biblioteca portuguesa. Pelo que sei já têm contactos com a Bertrand/Wook ou o grupo Almedina. Mas como devem calcular estas coisas demoram sempre bastante tempo até serem oficializadas e comercializadas. Contudo a Bookeen já entrou no mercado dos ebooks em língua portuguesa, tendo-se associado à Saraiva, uma das maiores redes de livros do Brasil e terem lançado o LEV, um modelo de e-reader em 2014. Resumundo, o LEV tem a biblioteca online da Saraiva onde as pessoas podem comprar os ebooks directamente para o ereader, Este lançamento fez parte de uma iniciativa das duas empresas em incentivar  a aquisição de conteúdo digital e é uma estratégia a longo prazo que pretende-se que chegue também ao nosso país. Apesar de neste momento a Bookeen não ter à venda o Cybook Muse Frontlight em nenhuma loja portuguesa, em outros tempos já foram vendidos vários dos seus e-readers na Worten e na Vobis. A interface é bastante descomplicada de usar e portanto qualquer pessoa consegue navegar bem no e-reader sem recorrer ao manual de instruções.

BOOKEEN


Espero que tenham gostado deste Primeiras Impressões mais diferente. Se tiverem alguma dúvida comentem abaixo que farei o melhor para vos responder. 
Queremos saber se desse lado também já se renderam aos e-readers! 

9 comentários:

  1. Vi a foto do Perguntem a Sarah Gross e deprimi. Estou a ferver para o ler -.-''
    Otherwise, gostei muito de ler as primeiras impressões :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda não chegou o teu bicho? Obrigada ^^

      Eliminar
    2. ainda não :( Às vezes odeio morar nas ilhas -_-

      Eliminar
  2. Gostei da review. É bom saber sobre outras marcas. Quando quis um e-reader em lojas físicas só encontrei o Kobo e não todos os modelos. Apesar de estar a gostar creio que o software tem muita coisa a melhorar, tinha curiosidade se outras marcas funciona melhor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Ana ;) pois já me disseram o mesmo do Kobo, eu estou contente com o meu e apesar de ainda não ter explorado muito sei que a Bookeen pode melhorar bastante!

      Eliminar
  3. Parece ser bastante bom! Gostei destas primeiras impressões super detalhadas! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda tem muito por melhorar mas acho que satisfaz bem quem não é muito exigente com softwares :D

      Eliminar
  4. Gostei imenso da tua review e até fiquei curiosa....

    E-reader é das melhores coisas do mundo. Obviamente não bate o livro físico, but it's the next best thing! Eu tenho um Kobo Mini por 2 razões: era a única marca que encontrei de e-ink em Portugal na altura e porque comprei-o com 50 ou 50 e muito % de desconto. Estou super satisfeita com ele... Excepto com PDFs que apesar de aceitar o formato não dá jeito nenhum (possivelmente pelo ecrã ser pequeno, mas não sei se será só isso) por isso tenho que recorrer ao iPad para esse formato. Só tenho um ponto negativo a dizer em relação ao Kobo que é não ter luz... Maior parte das vezes não faz falta, mas à noite até era jeitoso. Há um modelo (e já na altura havia) que tinha luz, mas não luz tipo tablet que é directa aos olhos, mas "lateral"... O problema é que era incrivelmente mais caro. :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Carla :D
      Pois em 2012 também tive para comprar o kobo-mini mas na altura queria também ter aplicações e assim e comprei só o tablet e sempre achei o Kobo Mini muita pequenino!
      Mas olha que eu aconselho-te a veres um com luz quando quiseres fazer um upgrade, faz toda a diferença!

      Eliminar

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!