, ,

Opinião New Adult: "Someday Soon" de Laura Ward

maio 25, 2018 Inês Santos 0 Comments


Someday Soon é o terceiro de uma saga de nome Not Yet (o que só me faz lembrar uma passagem do filme Gladiador) que foi adquirida através do Netgalley e por isso é que comecei pelo terceiro, situação que vou resolver rapidamente já que depois de conhecer estas personagens, e principalmente a família Goldsmith e seus amigos, não vou conseguir parar sem devorar todos os volumes. Apesar de serem vários irmãos este volume corresponde ao irmão mais velho, como encontramos nas séries da Julia Quinn, aqui o primeiro vai ser de London, um dos amigos de Dean, que será o protagonista do segundo volume. Aqui neste terceiro temos então ainda um pouco a história deste último e a história da sua irmã Daisy.
Adorei a dinâmica familiar, que muitas vezes acaba por se sobrepor ao romance, o que não acontece neste caso. Adorei principalmente as cenas de comida e o dom de Daisy que tanto invejei, porque assim o seu lado (único) protector e de cuidado com a sua família e amor foi ainda mais evidenciado.
Laura Ward escreve de forma bastante simples, mas que nos arrebata com as cenas entre os protagonistas, Jon e Daisy. Quase todas as cenas são fortes, tanto pela paixão e amor, como pela dor que ambos sentem quando as coisas não acontecem da melhor forma. A cena da descoberta da família foi uma dessas vezes, em que acabei por não gostar da atitude de Daisy para com tudo e todos. Mas adorei a cena seguinte entre irmãs, que acabou por superar um pouco esse descontentamento. A cena do pré-casamento também me pareceu pouco provável, visto que Jon estava naquela posição, e se fosse eu, tanto de um lado como de outro, não teria comparecido à reunião pós-casamento e posterior jantar. Mas adorei todos os discursos, tanto da família como depois a declaração do nosso apaixonado, o que acabou por me surpreender visto não ser grande adepta de sentimentalismos e discursos prolongados. Mas depois de tudo o que se passou, e mesmo não conhecendo a história de Dean e Grace (o que vai sendo corrigido e recordado ao longo do livro), consegui ler de forma empática tudo o que foi dito, quase como se fosse da família Goldsmith.
Esta história, e as anteriores e seguintes, segundo o que eu percebi das sinopses e de algumas referências, não são tipicamente de romance jovem, mas sim com temas bastante pesados e Passados bastante traumatizantes e reais, o que dá aquele conteúdo a um livro tão cheio de cenas sexuais e românticas, muito românticas.
O que mais gostei foi sem dúvida a química entre personagens e todas as histórias paralelas que vão surgindo, todas com muito amor e personalidades cativantes. No caso de Daisy, a sua baixa auto-estima é sobrevalorizada e demasiado aproveitada pela autora, que acaba por ser um pouco repetitivo, principalmente quando descreve todas as outras personagens como magras e só sendo Daisy a "curvilínea".
No caso de Jon temos a questão da família problemática e da questão do perdão o que também foi interessante de ler, e que acrescenta aquele sabor muito amargo a uma obra tão doce.
Amy e Lizzie foram fantásticas e mais uma vez foi adicionada uma temática dupla com estas duas, que adoçaram ainda mais este romance tão querido.
Estou ansiosa também por conhecer mais de perto a história de London e Emma, que traz consigo uma questão com a qual convivo muito regularmente, já que tenho um casal amigo que estará aqui muito bem representado com a questão da diferença de idades. No caso de Dean e Grace sei que vou encontrar uma história baseada num bad boy e numa mãe solteira, mas o melhor vai ser mesmo aprofundar os obstáculos que eles tiveram que enfrentar para poderem ficar juntos.

Em baixo têm uma música que achei perfeita para a banda sonora deste ebook.


Uma tentação de dar água na boca ... Tudo o que Daisy Goldsmith quer é sair da sua pequena cidade, deixando para trás os valentões que a provocaram. Frequentar a escola de culinária em Nova York sempre foi o seu maior sonho - um sonho que ela não tem confiança suficiente para seguir. Afinal, ela não é nada além de uma "vaca gorda". Mas quando o melhor amigo do seu irmão, o homem que sempre esteve no seu coração secretamente, volta para a cidade depois da faculdade, tudo muda para Daisy. Uma mordiscada deliciosa ... A casa de Goldsmith sempre foi o santuário de Jon Roberts da loucura da sua vida. Com uma família quebrada e disfuncional, Jon abraça os Goldsmith como seus. Depois de ter um vislumbre real da mulher que Daisy se tornou, Jon está dividido entre a sua lealdade à família e o seu desejo pela irmã mais nova do seu melhor amigo. Uma mordida deliciosa ... Como Daisy e Jon passam mais tempo juntos, eles não podem resistir à atracção entre eles. Uma vez que eles tenham um gosto, nada pode mantê-los separados - nem seus sonhos, suas famílias ou a diferença de idade. Pode algum dia virar para sempre ou eles vão "morder" mais do que eles podem lidar?

0 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!