25 de agosto de 2013

Opinião Erótica: "Louca por você" de M. Leighton


Livro não traduzido em Portugal. Edição do Brasil.

Pensei em classificar este livro "New Adult" como contemporâneo, em que estes semi-adultos ou semi-adolescentes já têm mais experiência que sei lá o quê. Mas devido às várias cenas eróticas que entram no livro e às vezes que a protagonista sente calores e suores frios, o livro está mesmo para erótico como algodão doce está para o rosa.

Leitura bastante rápida e de entretenimento puro "Louca por você" tem as suas falhas mas também tem os seus pontos fortes. Começando logo pelos pontos negativos, Olivia, "Liv" para os amigos apresenta-se como uma rapariga normal, desconhecendo-se a idade exacta desta, (se foi dito no livro passou-me ao lado) os seus gostos, as suas virtudes, os seus defeitos, ou seja caracterização básica da personagem é zero, apenas sabemos que é normalíssima como milhões de raparigas nestes livros.
A Mafi lê...Carecendo de caracterização física (não faço a mínima ideia se é alta, baixa, gorda, anorética, desastrada, inteligente, enfim..) e um pouco mais de emoção sobre a sua vida passada e actual, a protagonista não é burra nem tonta como a maioria das jovens principais dos romances young-adult mas também não é um exemplo a seguir. Digo isto porque ela apresenta-se logo como a prima normal, vulgar de Marissa, namorada de Nash que é uma bomba de sensualidade que transpira beleza e todas as qualidades que os homens procuram numa mulher. Ela é que é a rapariga ideal, mesmo que a meio do livro mostre que é uma namorada um pouco neurótica... mas se o meu namorado também andasse atrás da minha prima também eu teria as minhas crises de ciúmes. Falando nos dois irmãos que formam o triângulo amoroso e todo o propósito do livro, são bem diferentes. Cash é o bad-boy, um dos donos do bar onde Liv futuramente irá trabalhar como bartender - o Dual. Nash é mais certinho mas que é tudo fachada porque é o pior dos dois (se é que são mesmo dois *wink wink*) pois como já disse tem namorada mas depressa esquece-se que esta existe quando começa a interessar-se por Olivia.

O plot basicamente é este se bem que a autora vai dando pistas de que algo que não bate certo e apesar do twist não me ter surpreendido - de todo, era uma hipótese que já me tinha passado pela cabeça - até foi um ponto bem inserido e que mudou toda a história até ali contada. A partir daí todo o enredo melhorou um pouco, mesmo assim gostaria que houvesse mais explicações, mais páginas para um melhoramento notório mas o que a autora apresentou depois do clímax não foi mau e compreensível. 

O "pacing" do livro felizmente não é tão corrido como alguns livros deste género em que tudo acontece em 48 horas mas claramente podia ter mais páginas e consequentemente uma estrutura melhor. Ao menos a escrita da autora não é intragável como alguns livros indie que andam por aí. As características deste novo género estão lá e M.Leighton soube explorar razoavelmente todos os pontos a que se propôs, não é um livro extraordinário mas entretêm por umas boas horas. 


Quando a bela Olivia conhece o charmoso e irresponsável Cash, não imagina que resistir às suas investidas pode ser bem mais difícil do que ela pensa. Nash, seu irmão gêmeo, igualmente lindo e encantador,também desperta o interesse da jovem. Maduro, responsável e bem-sucedido, ele é o oposto do irmão inconsequente. Porém é comprometido;ele namora a prima de Olivia, com quem ela divide o apartamento. Dois irmãos, um único desejo: conquistar o coração de Olivia Townsend. Dividida entre o sedutor Cash e o romântico Nash, ela não imagina que esse jogo de sedução pode ficar bem mais perigoso com um segredo do passado prestes a vir à tona.


Down to You (The Bad Boys, #1)Título Original: Down to you
Edição: 2013 pela editora Galera Record







1 comentário:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!