12 de fevereiro de 2017

Doce do Momento: "Eu, Malala"



20455009

Nunca li muita não-ficção mas por vezes é bom sair dos mundos fictícios e olhar para o mundo à nossa volta.


No dia 9 de outubro de 2012, Malala Yousafzai, então com 15 anos, regressava a casa vinda da escola quando a carrinha onde viajava foi mandada parar e um homem armado disparou três vezes sobre a jovem. Nos últimos anos Malala – uma voz cada vez mais conhecida em todo o Paquistão por lutar pelo direito à educação de todas as crianças, especialmente das raparigas – tornou-se um alvo para os terroristas islâmicos. Esta é a história, contada na primeira pessoa, da menina que se recusou a baixar os braços e a deixar que os talibãs lhe ditassem a vida. É também a história do pai que nunca desistiu de a encorajar a seguir os seus sonhos numa sociedade que dá primazia aos homens, e de uma região dilacerada por décadas de conflitos políticos, religiosos e tribais.
Eu, Malala é um livro que nos leva numa viagem extraordinária e que nos inspira a acreditar no poder das palavras para mudar o mundo 

3 comentários:

  1. Eu também não tenho lido não-ficção, mas o mundo se o explorarmos pode ser tão feio que prefiro ficar na ignorância!
    ;)

    ResponderEliminar
  2. É de lamentar que no século XXI ainda tenha que se lutar pelo direito a ter uma educação, quando esta devia estar disponível a todos.

    ResponderEliminar

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!