31 de janeiro de 2015

Opinião Histórica: "A Bela e o Vilão" de Julia Quinn


Mais uma vez, um obrigada à minha querida Cata que me disponibilizou estes maravilhosos livros em inglês que me satisfizeram da primeira à última página.
A Bela e o Vilão não ficou muito atrás dos cinco anteriores, como podem ver pela classificação em baixo. Mas ao contrário da história de Eloise que foi mais um 3,5 que um 4, este quase que chega ao 4,5, e porquê, perguntam vocês (ou não)? Porque eu tenho um fracão (fraquinho muito grande) por trios amorosos, principalmente se o terceiro elemento for um borracho-bff.
Pois é, Michael Stirling é um exemplo óptimo do meu personagem masculino num romance. Moreno, de olhos verdes/cinzentos (já não me lembro, mas não sou esquisita na cor), com um sentido de lealdade muito apurado e o típico bad boy que está mortinho (sonha com isso e tudo) que a mulher do melhor amigo olhe para ele com outros olhos sem ser de amiga. Ele aqui sofre imenso e ainda por cima a nossa Francesca gosta mesmo do marido e nem quando ele vai para os santinhos ela coloca os óculos e repara que o homem lindo e maravilhoso que a acompanha no luto está caidinho por ela. Enfim, o meu drama preferido *.*
Gostei também desta obra ser um antes e um depois. Quer dizer, já sabíamos que Francesca estava viúva, mas eu sempre me perguntei porque é que Julia Quinn não desenvolvia esta parte nos volumes anteriores. Sinceramente, esperava que o romance pré-morte fosse o assunto desta obra, afinal foi só 30%, mais ou menos, o que acaba até por torna-la muito mais sólida e com muito mais história. Aqui temos antes, inicio, meio e fim do romance entre Michael e Francesca.
Coisas menos positivas, foi talvez a incerteza de Francesca e a lealdade para com o falecido, tanto da parte dela como de Michael. Ok, percebe-se e até se eles se atirassem logo um ao outro estragava as personalidades impecáveis deles, mas penso que a autora exagerou um pouco ali no meio, esticando demasiado a massa e secando um pouco a história. A sorte dela, e a nossa, é que quando finalmente tudo se começa a resolver nós esquecemos o tal impasse e lemos A Bela e o Vilão com super-cola 3 nos nossos dedos e olhos.
Como é óbvio, recomendo!
Sinopse:
Libertino. Devasso. Debochado. Três adjetivos que podiam descrever Michael Stirling na perfeição. Bem conhecido nas festas londrinas, quer desempenhasse o papel de sedutor ou o papel de seduzido, uma coisa era certa: nunca entregava o coração. Ele teria até acrescentado a palavra “pecador” ao seu cartão de visita se não achasse que isso mataria a pobre mãe.
Mas ninguém é imune ao amor. Quando a seta de cupido atinge Michael, dá início a uma longa e tortuosa paixão – pois o alvo dos seus afetos, Francesca Bridgerton, tem casamento marcado com o seu primo.
Mas isso foi antes. Agora, Francesca está novamente livre. Infelizmente, ela vê Michael apenas como um ombro amigo – até à fatídica noite em que lhe cai inocentemente nos braços, e a paixão se revela mais poderosa e intensa do que o mais perverso dos segredos…

Pilha Cerebral: Aquisições de Janeiro


Porque há muito tempo que não tinha uma pilha cerebral decidi fazer esta. Andava a fazer jejum de livros, mas com o novo ano decidi voltar ao tempo em que o que mais entrava nesta casa (e me saia da carteira) eram estas coisas boas.
Nora Roberts sempre a ganhar aos pontos nas aquisições, nas leituras é que nem por isso.
Ainda fiz mais umas encomendas, mas a FNAC e a Saída de Emergência atrasaram-se por isso só vão ser incluidos em Fevereiro. 

E como foram as vossas compras neste primeiro mês?

Agridoce de Janeiro

Este mês o agridoce é em metades (como de um limão ou de uma laranja)

Portanto aqui fica o mais doce e o mais amargo que a Mafi leu :D



E para vocês? Qual foi o pior e o melhor do mês?


Primeiras Impressões: "Um Amor para Sempre" de Nora Roberts


Aqui fica a actualização da minha colecção Robertiana e mais um lembrete que tenho que retomar as minhas leituras desta autora se não daqui a pouco tenho mais livros lidos que não lidos dela na estante.
Gosto da capa e gosto que o tipo de letra do nome da autora continue igual, não gosto é que aconteça o mesmo com o tipo de letra do título... originalidade minha gente! Onde anda?
É fininho e pelo menos não é a junção de um livro publicado e um não-publicado como aconteceu da última vez.

30 de janeiro de 2015

Opinião Contemporânea: "A força do destino" de Susana Esteves Nunes

Bem o pior livro de 2015 está conhecido: A Força do Destino. Vamos à opinião. Spoilers.

A Força do DestinoEste livro, que se lê num ápice, é fraco. E é fraco porquê? Porque mais parece um livro ainda em rascunho e não um trabalho final. A julgar pela quantidade de erros de construção que o livro tem, percebe-se que falta-lhe muita revisão. Que deveria ter sido feita pela editora mas provavelmente não foi. E isto cobre logo uma grande fatia do porquê o livro ser mau. Com uma boa revisão, o livro melhorava muito, mas cheio de erros de revisão, peca bastante.

Até achei o livro com potencial mas também tem outro grande problema: a falta de profundidade do livro. E em tudo, seja enredo como personagens. Uma estória de amor, que vai desde os protagonistas serem desconhecidos um do outro até terem um filho...em menos de 200 páginas. Obviamente achei tudo muito corrido e não há qualquer densidade no livro. A autora podia ter ido por dois caminhos: ou escrevia um livro mais longo e trabalhava melhor a estória, ou ficava-se pelo curto e não avançava tanto na relação dos dois protagonistas. É que todos os acontecimentos em catadupa, pareceram mesmo forçados e tudo muito atabalhoado.

Como tinha acabado de ler o livro da Liliana Lavado quando fui pegar neste, senti uma disparidade gritante na escrita. A autora ainda está num patamar inferior a outros livros de autores portugueses que leio mas tem bastante capacidade para melhorar. 

Foi uma estreia pouco satisfatória e retirando todas as falhas apontadas, a estória até tinha potencial para ser um livro comovente, perfeito para qualquer romântico incurável mas infelizmente a mim não me convenceu de todo. 

Sinopse:



29 de janeiro de 2015

A Sair do Forno: "Afterburn|Aftershock" de Sylvia Day



Sylvia Day, autora bestseller do NewYork Times, é uma das escritoras de literatura erótica mais conhecidas dos Estados Unidos. Com Afterburn inicia a série Cosmo Red-Hot Reads da Harlequin.

afterburn:
Aperceber-me de que continuava apaixonada por Jax foi uma surpresa. Só tinha feito parte da minha vida cinco semanas, há dois anos. Mas agora tinha voltado. Tinha-se intrometido num acordo de negócios que me custara muito a conseguir. E, meu Deus, estava lindíssimo. Os seus olhos eram de um castanho tão escuro que pareciam quase pretos. Rodeados por pestanas densas, eram de uma intensidade implacável. Realmente tinham-me parecido doces e ternos?
Jackson Rutledge não tinha nada de terno. Era um homem experiente e cruel, feito de uma massa dura. Nesse momento compreendi o quanto desejava descobrir os mistérios de Jax.
Desejava-o tanto que não me importava o que me custasse.

aftershock:
Quando se tratava de jogar, Jax, o meu amante, era um mestre da estratégia. Ele mexia os cordelinhos por detrás das portas fechadas dos políticos mais poderosos de Washington, e ainda arranjava tempo para destruir o meu futuro profissional. O que ele não sabia era que, quando eu não gostava das regras, simplesmente não as seguia. E não estava disposta, de modo nenhum, a que ele levasse a sua avante. Não estava disposta a que voltasse a afastar-se de mim.
Eu amava Jax o suficiente para não me render. E, precisamente porque me amava, Jax só contemplava como opção a rendição. Não acreditava que eu fosse capaz de nadar entre os tubarões. E eu estava muito satisfeita por poder mostrar-lhe que já me tinha lançado à água…

A escaldar em Fevereiro, numa livraria perto de si!

Nova Rubrica: Lista de Desejos


Que melhor para apimentar este blog do que publicar mensalmente os livrinhos que vamos querer juntar às nossas bibliotecas?
Yoyo & Cici Emoticons 14

Novo ano, novo mês, nova rubrica!

Como o alemão é lixado, esta rubrica irá servir como lembrete para nós e também para vocês, se desejarem os mesmos docinhos - acabadinhos de sair do forno - que nós.

Curiosas?
Yoyo & Cici Emoticons 44

A lista de Fevereiro já está prontinha a sair. Mostrem-nos as vossas para podermos cruzar os nossos desejos!
Yoyo & Cici Emoticons 24

Origem: "Pecadora" de Madeline Hunter


Germany, Leipzig, Portrait of young woman Stock Photo

Esta era a origem que faltava na série das flores mais raras, e agora já temos a colecção completa!

Posts relacionados:

A Sair do Forno: "A educação de Felicity" de Marion Chesney


Numa época em que as mulheres da nobreza só dispõem de duas opções - casar ou esperar que um parente rico morra - as irmãs Tribble não têm sorte nenhuma. Não só ainda não encontraram o amor como, após anos de bajulação a uma intratável tia velha, veem o seu nome apagado do testamento aquando da sua morte.
As românticas Amy e Effie Tribble sonhavam com ricos jantares de carne assada e batalhões de criados aduladores mas agora estão oficialmente na penúria. Ironicamente, é neste cenário desolador que lhes ocorre uma ideia brilhante: colocar a sua educação esmerada ao serviço das jovens mais "difíceis", apresentá-las à sociedade e arranjar-lhes casamento.
Não contavam que a sua primeira cliente fosse Lady Felicity Vane, cuja rebeldia ameaça enlouquecer a sua própria mãe e arruinar o projeto sentimental de Amy e Effie. A jovem prefere caçar com os amigos a pensar em casar. Mal ela sabe que o seu suposto pretendente é o homem que mais a irrita (e que mais irritado se sente por ela). Felicity nunca admitirá que o seu coração treme ao ver Charles Ravenswood, principalmente porque o elegante marquês parece não ter paciência nenhuma para as suas extravagâncias. O clima entre ambos é tão tenso que, se soubessem o que as irmãs planeiam, o resultado seria, no mínimo, desastroso…

Sai dia 3 de Março :D
Nova série: Academia de Etiqueta - volume 1

28 de janeiro de 2015

Ponto de situação: "O lado mais sombrio" de A.G. Howard


A Mafi decidiu mergulhar nas terras da Alice no País das Maravilhas. Vamos a ver o que ela está a achar...!

Ainda não li muito, nem metade mas até agora está mais ou menos, muito abaixo das expectativas.

A escrita é estranha e ainda não me habituei ao estilo. Esperava uma escrita mágica, tipo à Sarah Addison Allen, cheio de elementos e detalhes deliciosos de se ler mas até agora só encontrei uma escrita um pouco insípida...

Ainda não posso dizer muito das personagens mas já se adivinha um romance que não me convence em nada... a personagem que mais gosto até agora é a Alison. 

Portanto o veredicto até agora é: capa maravilhosa, ideia boa, execução fraquinha. Vamos a ver se melhora!

27 de janeiro de 2015

A Sair do Forno: "A Bela e o vilão" de Julia Quinn


Libertino. Devasso. Debochado. Três adjetivos que podiam descrever Michael Stirling na perfeição. Bem conhecido nas festas londrinas, quer desempenhasse o papel de sedutor ou o papel de seduzido, uma coisa era certa: nunca entregava o coração. Ele teria até acrescentado a palavra “pecador” ao seu cartão de visita se não achasse que isso mataria a pobre mãe.
Mas ninguém é imune ao amor. Quando a seta de cupido atinge Michael, dá início a uma longa e tortuosa paixão – pois o alvo dos seus afetos, Francesca Bridgerton, tem casamento marcado com o seu primo. 
Mas isso foi antes. Agora, Francesca está novamente livre. Infelizmente, ela vê Michael apenas como um ombro amigo – até à fatídica noite em que lhe cai inocentemente nos braços, e a paixão se revela mais poderosa e intensa do que o mais perverso dos segredos…

Vil dia 10 de Fevereiro...

26 de janeiro de 2015

A Sair do Forno: "Coração Selvagem" de Elizabeth Hoyt



Irá ela conseguir derrubar as defesas dele?

Reynaud St. Aubyn passou os últimos sete anos num cativeiro infernal. Agora meio louco com febre, surge de repente no seu lar ancestral e exige o que lhe é devido. Pode este homem de aparência selvagem ser realmente o último herdeiro do conde, julgado morto por índios anos atrás?
Beatrice Corning, sobrinha do atual conde, é uma boa jovem inglesa. Mas tem um segredo: nenhum homem em carne e osso a excitou mais do que o belo jovem do quadro pendurado em casa do tio. De repente, esse mesmo homem está ali, em carne e osso… e a atraí-la para a sua cama.
Apenas Beatrice consegue ver o homem nobre dentro do aspeto selvagem de Reynaud. Reynaud sente-se atraído por aquela jovem encantadora, embora desconfie da lealdade dela. Mas poderá o amor de Beatrice domar um homem que não se deterá diante de nada para recuperar o seu título… mesmo que isso signifique sacrificar a inocência dela?

Selvagem dia 3 de Fevereiro!!

Continuação de: 



A Sair do Forno: "Sem medo do destino" de Nora Roberts



Combinando suspense com paixão, Nora Roberts oferece-nos um bestseller explosivo e muito sensual 
Nos indolentes dias de verão, uma intensa vaga de calor é a maior notícia na cidade de Washington – mas a meteorologia é ignorada quando uma jovem é encontrada estrangulada. 
Mais duas vítimas se seguem e subitamente todos os grandes jornais falam no assassino a quem chamam “O Padre”. Quando a polícia requisita o auxílio da psiquiatra Tess Court, ela apresenta o retrato-perfil perturbador de uma alma perversa para definir o criminoso. 
Mas o Detetive Ben Paris não quer saber da psique do assassino – o que ele não consegue ignorar é Tess. 
Confiante e atraente, Ben tem uma lendária reputação como mulherengo, mas Tess não reage a Ben como as outras mulheres, tornando o desafio de a conquistar muito mais aliciante. 
Enquanto Ben e Tess se associam como parceiros nesta perigosa missão, a chama da paixão acende-se… No entanto, alguém mais tem o olhar enfeitiçado pela bela psiquiatra loura, e talvez ninguém consiga impedir a próxima tragédia.


Sai dia 4 de Março!

Opinião Sobrenatural: "Encontro em Itália" de Liliana Lavado


Depois de ter ido ao lançamento do livro da Feira do Livro de Lisboa de 2014, este novo livro de Liliana Lavado esteve a aguardar a sua vez até Novembro/Dezembro, altura em que lhe peguei.

Ia com algumas reticências, já tinha lido dois livros da Liliana, e tinha gostado mas adorado? Não, apenas tinha gostado e recomendava com reservas. Não entrei na leitura-beta deste livro mas "Encontro em Itália" (outrora "O diabo dos anjos") era um livro que tinha gerado muito boas reviews no Goodreads e esperava pela sua publicação em formato livro. 

Encontro em ItáliaMais uma vez, é difícil avaliar este livro. Em nenhuma altura me custou lê-lo, apesar de ter parado a sua leitura durante mais de um mês, nas últimas 200 páginas do livro.

Gostei do que li mas teria gostado mais se não tivesse a parte sobrenatural. Gosto dos cenários e teias que a Liliana cria mas depois sinto que a parte sobrenatural não está ao mesmo nível, ou menos não ao meu gosto e às minhas expectativas.

Achei que a parte dos anjos caiu um pouco de pára-quedas...tivemos uma boa introdução com a gata e o livro mas achei a parte dos anjos, e almas perdidas e salvas um pouco forçadas, não apreciei muito. Falando da gata, adorei a presença animal no livro. Com os seus olhos brilhantes, o pêlo denso e lustroso e os bigodes sábios, foi sem dúvida a minha personagem favorita!

Achei que com tantas histórias e pormenores a serem adicionados ao longo do livro, as personagens, principalmente o Henrique, mais pareciam umas marionetas, a andar de um lado para o outro, sem saber bem o que fazer. Ou seja, o livro podia ser um bocadinho mais curto.

Falando dos protagonistas, gostei dos dois, ao início não tanto da Sara. Melhorou um pouco durante a leitura, mas ainda assim encontrei mais defeitos do que qualidades. Achei-a muito instável, indecisa e irritante. O Henrique começou melhor mas ao longo do livro também foi perdendo o seu brilho inicial, recuperando mais só para o fim. 

"Encontro em Itália" é um livro que tem os seus altos e baixos, passei um bom tempo com ele mas futuramente gostaria de ler algo da autora sem qualquer parte sobrenatural. 

Sinopse:


25 de janeiro de 2015

Opinião Young-Adult: "Eleanor&Park" de Rainbow Rowell



Anos de espera. Muita curiosidade. Expectativas moderadas devido a opiniões mistas de outros livros da autora. Já estava a imaginar todo um cenário: que toda a gente gostava do livro menos eu. Mas enganei-me e este é o primeiro favorito de 2015 :D 

O ponto forte do livro é a dupla Eleanor&Park. Como personagens individuais são fortes, mais a Eleanor do que o Park, pelo seu ambiente familiar mas é em conjunto que se tornam mesmo o ponto mais que positivo desta leitura. É quando estão juntos que as melhores cenas acontecem. Também ajuda, grande parte da estória desenvolver-se em torno deles. O romance é delicioso de se ler, ingênuo, inocente, puro.

Eleanor & Park"Desintegrou-se. (...) A quem tenha pensado qual é a sensação, é muito como derreter — mas mais violento. Mesmo num milhão de bocadinhos diferentes, Eleanor ainda sentia Park a dar-lhe a mão. Ainda sentia o polegar dele a acariciar-lhe a palma. Ficou sentada completamente quieta porque não tinha outra hipótese."

Acho que o adjectivo principal da obra é a sua simplicidade. Rainbow Rowell criou duas personagens normais mas moldou-as e tornou-as únicas, dotadas de simplicidade e humildade. As personagens são humildes, são realistas, humanas. 

Não percebi o fim...porquê? Porquê escrever um livro tão mágico, com personagens tão apelativas, com uma escrita tão fluída e terminá-lo assim? Foi um balde de água fria, fiquei com o coração partido em mil bocadinhos e com um sabor amargo na boca. Apesar deste final inesperado e incorrecto, Eleanor e Park já marcaram o seu posto como casal favorito de 2015. 

Uma última nota para a tradução da SDE, tenho vindo a ser muito crítica com as traduções pobres desta editora mas aqui não tenho nada a apontar, continuo a não gostar da diagramação dos livros e das margens e tipo de letra mas já há anos que é assim e portanto eu é que tenho de me habituar e não o contrário. Se lançarem mais livros de Rainbow Rowell cá estarei com todo o gosto para lê-los. A Nora Roberts já se estava a sentir sozinha em ser a única autora que eu lia desta editora. Venham mais livros! 

Sinopse


Origem: "Um milhão de prazeres proibidos" de C.L. Parker



Fashion photo of young beautiful woman. Girl posing. Studio photo - stock photo

Da sessão fotográfica directa para a capa! Sem retoques! 

Posts relacionados:

24 de janeiro de 2015

Doce do Momento: "A Força do Destino" de Susana Esteves Nunes


13578133

Foi num jantar aparentemente banal, que João Pedro, o seu irmão gémeo, depois de receber uma irrecusável proposta de trabalho, lhe dá a arrasadora notícia que está de partida para Nova Iorque. Eram inseparáveis e Maria Eduarda não conseguiu esconder a sua angústia. Mas o destino estava traçado, ela nem imaginava que depois de tão penosa notícia, lhe iria acontecer algo que certamente lhe iria virar a vida do avesso. Entre Cascais, Sintra e Nova Iorque, Maria Eduarda vai viver dias inesquecíveis.

22 de janeiro de 2015

Compilações: "Olhos de Vidro" e "Louca por Compras em Lua de Mel"


Intercalando leituras densas, nada melhor que lermos dois contos de um só fôlego. O primeiro compilações do ano junta dois contos lançados em português recentemente e ambos gratuitos.

Ai que risota :D

Louca por compras em lua de Mel (Shopaholic #3.5)Confesso que, quando no ano passado vi que tinha saído um novo livro da série - Shopaholic to the Stars -  não fiquei entusiasmada. Acompanho a série há anos e irrita-me saírem livros novos quando penso que a série já está concluída! Para terem uma noção, o último da série eu já o li em 2010...e agora quatro anos depois saiu mais um. Li este conto porque é pequeno e dava para matar saudades da Becky mas admito que fiquei a morrer para ler o novo livro!! Bolas...porque é que fui ler o conto? 
Com este conto confirmei que gosto mesmo é de Sophie Kinsella nesta série, não sei porquê mas nos livros individuais dela não me consigo rir tanto. Talvez porque Becky Bloom só haja uma, esta e mais nenhuma. 
Para quem tiver interesse, o conto está gratuito na Leya Online. 
Olhos de vidro by Carina Rosa



Até soube a pouco! Nem sou muito de contos (gosto mais de novellas) mas achei este conto brutal. Pela sua intensidade e carga psicológica e pela forma como a autora conseguiu enquadrar as personagens. E a escrita? Que evolução! Os meus parabéns à autora, evoluiu drasticamente. Estou com boas expectativas para o novo livro. 
Quanto a este conto, está gratuito no Smashwords e só tenho três palavras: Intenso. Trágico. Teatral. Leiam!


21 de janeiro de 2015

Mais uma voltinha no contador de visitas: 300 mil!


Se a blogsfera for um parque de diversões, o nosso carrossel doce anda sempre composto :D 

Hoje celebramos mais uma etapa, muito significante para nós!
São 300 mil visitas, com em média 400 por dia que nos deixa sempre com um sorriso nos lábios.



É bom saber que passam por cá todos os dias ou que venham só espreitar de vez em quando! 
Nós agradecemos muito :D

Agora rumo às 400 mil antes do final do ano e depois...ao meio milhão! Lá chegaremos com tempo :D

Primeiras Impressões: "Adivinha Quem Sou" de Megan Maxwell


Adivinhem que chegou hoje cá a casa (vá, ontem a casa da vizinha eheh).
Eu ando a dar um tempo à Megan, mas ela decidiu insistir e vir atrás de mim. Bora dar-lhe mais uma oportunidade.

A Sair do Forno: "Vou Amar-te para Sempre" de Monica Murphy

24597093

Perder. Tudo na minha vida se resume a esta palavra doentia. O meu treinador culpa-me por termos perdido os jogos decisivos da temporada. E o resto da equipa também. Passei os últimos dois meses completamente perdido e fechado sobre o meu desespero, como um autêntico fracassado. E perdi a minha namorada — Fable, a única rapariga que alguma vez mexeu comigo — por não me achar suficientemente bom para ela e por não querer magoá-la.
Agora sei que deixá-la foi um erro e, ao ser cobarde, fui eu quem mais perdeu. Mas, mesmo que ela finja que está tudo bem e que seguiu com a sua vida, sei que ainda pensa em mim. Conheço-a demasiado bem. Raios… Ela é tão frágil que tudo o que eu mais quero é estar por perto para protegê-la… para abraçá-la… para amá-la.
Só preciso que ela me dê mais uma oportunidade. Estamos perdidos, um sem o outro, mas eu sei que juntos podemos viver um amor incomparável, para sempre.

A amar dia 2 de Fevereiro!

Continuação de:
Uma Semana para te Amar

Origem: "Rendição" de Maya Banks


Closeup fashion portrait of young sexy hot woman sitting relaxed on comfortable luxury sofa in vintage interior and drinking champagne or wine - stock photo

O mais recente livro de Maya Banks também já tem a origem neste espaço! 

Post relacionado: