Diário de uma Maratona

Diário de Uma Maratona [Mafi]: Dia 5 - 31 de Julho


Hoje o dia correu bem! Acabei A rapariga de Papel de Guillaume Musso.
Claro que podia ter lido mais, mas a Joana e a Patrícia arrastaram-me para um café. O que vale é que elas também estão em maratona e portanto se eu não li, elas também não leram, por isso não me sinto tão mal ehehe

Livros Terminados:

Reached, Ally Condie - Terminado
Perto de ti, Anita Notaro - Começado e terminado
Shades of Earth, Beth Revis - Começado e terminado
A rapariga de Papel, Guillaume Musso - Começado e terminado

A começar:

Total de livros lidos:
4

Até amanhã... :) 

0 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!

Bertrand,

Opinião Histórica: "A Rosa do Deserto" de Linda Holeman


As expectativas eram grandes, mas foram diminuindo à medida que ia adiando e adiando. Finalmente peguei nele e esperei algo ao género da Queimada Viva. E foi mais ou menos isso que encontrei, mas um pouco mais soft, mais longo e por isso muitas vezes menos intenso.

A Rosa do DesertoAdorei a personagem de David Ingram. Tardou a aparecer e algumas vezes exasperei-me com ele, mas gostei do facto de ele ser sensível e ter um coração enorme. Se não fosse assim, a história de Daryâ seria muito diferente. Foi aqui que esta personagem feminina perdeu todo o estatuto como heroína, visto que apesar de no inicio ela de facto ser uma sobrevivente, deixa de o ser quando encontra David. Ele é que a vai ajudar, pagar tudo, protegê-la e levá-la com ele. Depois ela estraga tudo ao meter-se com o Osric - personagem esta que me meteu muito nojo.
A parte que mais gostei, sem contar com a primeira parte da viajem de David e Daryâ, foi da infância tajique desta ultima. Aqui foi onde se deu o maior déjà vú em relação ao Queimada Viva.
Apesar de toda a acção e aventuras que a personagem principal vive, achei todo um livro um pouco maçudo, talvez por o ter livro aos poucos de cada vez e de haver muitos nomes difíceis de pronunciar e por isso de acostumar.
Gostei bastante da capa e também dos cenários. Mas o ponto forte da Linda Holeman é mesmo a expressão da dor e de sentimentos mais emotivos, como a saudade ou a perda. É um livro que nos emociona bastante.

Linda Holeman não é um nome desconhecido dos leitores portugueses. No passado, a Bertrand editou já O Pássaro de Caxemira. E tal como este, A Rosa do Deserto é também um romance impossível de esquecer. 
A Rosa do Deserto retrata a história de duas pessoas tão extraordinárias quanto os cenários em que decorre a acção: Índia e Inglaterra. No livro, a autora explora o destino de uma jovem muçulmana nascida para ser obediente e até subserviente mas com sonhos de aventura e liberdade. Chama-se Daryâ, é uma mulher amaldiçoada - porque é infértil - e quando a conhecemos é ainda esposa de um membro de uma tribo afegã. 
Porém, mais terrível do que a sua esterilidade é a punição que vai enfrentar quando o marido descobre a sua condição. Perante a hipótese de morrer ou fugir, Daryâ consegue escapar para longe. David Ingram é um enigmático inglês, em viagem pelo Afeganistão, e embora seja um estranho para Daryâ é também o único homem que a pode ajudar. Como? Levando-a para Inglaterra e proporcionando-lhe tudo o que ela merece. Mas será que o ex-marido de Daryâ permitirá tal ousadia? 
A Rosa do Deserto é uma história de amor, perda e redenção que inebriará os sentidos do leitor da primeira à última página.

The Moonlit Cage 



Título Original - The Moonlit Cage
Edição - 2009
ISBN -  9789722518550




2 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!

Na Fila

Na Fila: Agosto

Agosto, o melhor mês do ano, chega amanhã e com ele mais uma lista de livros para ler:

Mafi:

Pouquinhos porque a vontade de ler não é muita (deve ser do estado de espírito) e ainda me falta o que a Ne me vai por a ler e mais mil que aparecem cá em casa por empréstimo, portanto mais vale prometer pouco e no fim ler muito. 

Ne:

Aqui ficam os livrinhos para o próximo mês. A maior parte é para a maratona, outros emprestados para devolver às donas e... um para a Mafi!
Esperemos que este mês corra melhor ou então que tenha acertado nos que vão ser lidos, porque ultimamente a pontaria tem estado fraca.

2 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!

Agridoce

Agridoce de Julho

Julho foi um mês cheio de docinhos mas infelizmente alguns não tiveram tanto sabor como outros!


Mafi: O Mais Doce do mês foi "Paixão Sublime" da Lisa Kleypas. Este romance histórico é um autêntico docinho e aconselho a experimentarem saborear esta série...
Ne: Julho foi o mês da Nora Roberts, mas como gosto deles quase todos da mesma maneira, acabou por ser difícil de escolher, de qualquer forma de todas as histórias que li este mês Uma Mulher de Sorte foi a que gostei mais, por isso foi o Mais Doce de Julho.


Mafi: Acho que foi o único livro com duas estrelas este mês portanto até não foi mau, mas realmente "Perto de ti" da Anita Notaro poderia ter sido bem melhor... e por isso é o Mais Amargo.
Ne: Todas as Possibilidades foi o Mais Amargo. Não foi mau mas não me conquistou como os outros.

0 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!

Diário de uma Maratona

Diário de Uma Maratona [Ne]: Dia 5 - 31 de Julho


Querido Diário,


hoje não há grande coisa para dizer. Está tudo na mesma como ontem, mas amanhã espero já ter novidades!


Até amanhã...


Ne

0 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!

Diário de uma Maratona

Diário de Uma Maratona [Ne]: Dia 4 - 30 de Julho

 
1 por dia, nem sabem o bem que me anda a fazer eheh. Hoje não sei se vou conseguir terminar, primeiro porque é o maior e depois porque vou pá féta.

Livros Terminados:
 
 
A meio do...
 
Total de livros lidos:
 
Próximo livro:
 

1 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!

Bertrand,

Opinião Sobrenatural: "Férias Malditas" de Vários


Não o li nas férias, será que foi a falta de relaxamento que estas proporcionam que diminuiu o meu apreço por esta colectânea de contos fantásticos?
Férias MalditasConfesso que o comprei, a ele e aos outros dois semelhantes, por impulso, visto que as capas e os nomes e os autores(as) são tão cativantes, mas neste livro, até agora o único que li, só conhecia a obra de duas autoras: Cassandra Clare e Claudia Gray.
Curiosamente o texto que mais gostei foi da Sarah Mlynowski, O Cruzeiro, não sei se foi por ser o primeiro, mas a história é a que está melhor preparada e que tem mais humor, misturado com suspense e mistério. Claudia Gray também não me desiludiu, apesar de ter esperado um final diferente.
A Lei dos Suspeitos, o conto de Maureen Johnson, é o que tem a ideia mais original. Ela daqui podia criar algo muito mais desenvolvido e produtivo.
Todos os contos estão mais ou menos no mesmo patamar, tendo todos o mesmo ponto em comum: nunca consegues imaginar como aquilo tudo vai acabar, mas cada um tem a sua característica mais forte: O Cruzeiro tem o humor como já referi e o melhor final, Não Gosto da Tua Namorada (Claudia Gray) tem a melhor temática, A Lei dos Suspeitos tem a melhor ideia base, A Casa dos Espelhos (Cassandra Clare) tem a melhor referência ao tema geral do livro e Não Há Lugares Seguros (Libba Bray) é o melhor thriller.
É uma leitura leve, não só pelo tipo de escrita, mas porque são histórias condensadas, com desfechos e acontecimentos rápidos. Além disso todo o suspense em volta das personagens e toda a curiosidade e dúvida que nos transmitem em relação ao final fazem-nos devorar cada uma para descobrir se as nossas suspeitas estão certas ou não.
Penso que este livro acaba por ser um bónus das nossas escritoras preferidas e que seguimos tão de perto (como a Cassandra Clara e a Claudia Gray, no meu caso), mas que não é uma obra inesquecível.

Nesta obra indispensável, cinco das autoras mais brilhantes da actualidade contam as histórias sobrenaturais de férias que deram para o torto. Perder a bagagem não é mais que relativamente desagradável quando comparado com dormir em casa de uma bruxa azedada. E um escaldão pode causar dores e embaraço, mas nem sempre dura mais que uma maldição. Claro que, mesmo nas circunstâncias mais horripilantes, o amor pode vingar…
De inocentes e divertidos a sinistros e aterradores, qualquer um pode encontrar nestes contos algo que lhe agrade. Quando chegarem as férias, ninguém vai, com toda a certeza, deixar este livro em casa.

Vacations from Hell


Título Original - Vacations from Hell
Edição - 2010
ISBN - 9789722521666




0 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!

Diário de uma Maratona

Diário de Uma Maratona [Mafi]: Dia 4 - 30 de Julho



Epá isto está a correr tão bem tão bem tão bem...que nem venho aqui actualizar.

Livros Terminados:

Reached, Ally Condie - Terminado
Perto de ti, Anita Notaro - Começado e terminado
Shades of Earth, Beth Revis - Começado e terminado

A ler...
 

Total de livros lidos:
3
Próximo livro:

0 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!

Anita Notaro,

Opinião Contemporânea: "Perto de ti" de Anita Notaro



Ora bem tive muitos problemas com este livro, vamos lá a ver se me consigo fazer entender, porque é que este livro não fez grande sentido para mim.

Quando no ano passado li o 1º livro desta autora, intitulado "Há sempre um amanhã" fui surpreendida por um enredo que embora forçado e com alguns aspectos que me desagradaram, no geral, agradou-me. Um ano depois volto a esta autora, não com expectativas altas mas curiosa por ler mais um dos seus trabalhos.

Perto de ti resume-se à mudança de vida de Lulu, a personagem principal. Farta de ouvir os problemas dos outros e cansada do comodismo que leva, decide mudar o seu maior problema: a sua vida. Com interesse pelos amigos de quatro patas, abre um consultório de psicologia canina. Esta transformação em "encantadora de cães" divertiu-me ao início, e confesso que  não pude deixar de soltar uma gargalhada porque adoro o programa da Sic Mulher, com um nome semelhante! Embora tenha mudado de vida, Lulu continua a ser procurada não só pelos problemas caninos dos seus clientes, como o dos próprios donos criando assim uma relação mais pessoal.

O enredo do livro embora não seja nada que à partida me apele muito, apenas li o livro porque tinha gostado do estilo contemporâneo e da escrita da autora, desde as primeiras páginas, quando Lulu decide mudar de vida e até ao fim, tirando uma parte mais emotiva, apresentou-se sempre bastante inferior a "Há um sempre amanhã" e um pouco maçudo. As razões para a leitura se ter apresentado um pouco arrastada tem a ver, como já referi com  minha pouca preferência e gosto pessoal quanto ao tema principal, apesar de gostar de cães, os problemas que se expuseram ao longo do livro só mostraram que muitas vezes os donos são os causadores dos distúrbios dos animais. E acho que é aqui que o livro começa a não fazer muito sentido. Lulu começa a envolver-se tão profundamente nas vidas dos seus pacientes que acaba por tornar-se novamente aquilo que tanto queria deixar de ser: psicóloga. Aliás ela passa a não ser apenas psicóloga como quase um membro da família! Lulu, que tanto se queixava dos problemas dos seus clientes, é a primeira a deixar tudo para ajudá-los a resolver os maiores problemas das suas vidas, como por exemplo o reencontro de familiares perdidos. Apesar do leque de personagens secundárias ser bastante diversificado, todas parecem existir para sobrevalorizar o papel de Lulu nas suas vidas. Para no fim ela não conseguir quase nenhum problema dos cães, este são deixados para segundo plano quando ao princípio pareciam ser o grande destaque do livro. A autora deixa várias pontas soltas que nem se dignou a resolver. Mais uma vez, tal como aconteceu em "Há sempre um amanhã" a história torna-se demasiado forçada,  em que tudo acontece à volta da protagonista que acaba por ser um salva-vidas de todos. 

As últimas cem páginas são carregadas de acontecimentos que na minha opinião foram completamente desnecessários, embora que ambos me tenham apanhado completamente de surpresa. Para que foi as duas mortes? Não tiveram nenhum cabimento e deixou-me ainda mais irritada com o livro. Apenas se o objectivo da autora era surpreender-me, conseguiu.

O romance que se desenrola também não é dos melhores, e apesar do final feliz que a autora dá, gostaria de ter lido mais sobre a relação dos dois, pois o que me pareceu foi uma grande amizade e não um amor verdadeiro.

Apesar de tudo, e embora tenuemente, a própria Lulu sofre um evolução que ainda que no livro, se apresente bastante drástica, eu não consegui sentir essa mudança de 180 graus. Para mim o ponto positivo do livro foi o trio de amigas, Lulu, Maddy e Clodagh. Foram uma lufada de ar fresco numa leitura morna e fiquei bastante triste com o desfecho que a autora deu a uma delas. 

"Perto de ti" perfaz uma leitura uma leitura que não me satisfez de todo e que mostrou as mesmas dificuldades que encontrei no livro anterior. Dificilmente pegarei em mais algum livro de Notaro. 



No Ordinary LoveTítulo Original - No Ordinary Love 
Edição - Abril 2012 
ISBN - 9789897260551

3 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!

Passatempo

Passatempo: Onde Está o Algodão?

Se gostam de jogos de adivinhas este é o passatempo ideal para vocês.
 
Qual Fernando Mendes qual quê! O que está a dar é a Mafi e a Ne a apresentar-vos passatempos difíceis.
Por isso, já que sabemos que vocês gostam de ser desafiados(as), decidimos pedir emprestada a ideia à RTP e moldá-la ao nosso gosto com o rolo da massa.
Et voilá!
Aqui está o nosso passatempo mais fresquinho: Onde Está O Algodão!
 
Só têm de adivinhar em que página está o marcador do livro:
 
O vencedor será aquele que se aproximar mais do número real, por defeito e não por excesso. O prémio é o livrinho que podem ver aqui em baixo:


 Aguardamos pelos vossos palpites, boa sorte!
 
Regras:
- Só participantes de Portugal (Continental e Ilhas);
- Termina daqui a 15 dias (dia 13 de Agosto de 2013);
- Não esquecer de dizer NOME e LOCALIDADE;
- Enviar resposta para: algodaodoceparaocerebroblog@gmail.com

4 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!

Doce Do Momento,

Doce do Momento: "O Início de uma Saga" de Nora Roberts

 
A vida e os amores da extraordinária família MacGregor
Escócia, 1745. Um olhar foi suficiente para que Brigham Langston ficasse fascinado pela beleza arrebatadora de Serena MacGregor. Contudo, para Serena, Brigham não passava de outro inglês desprezível. Ainda assim, nos braços do aprumado e perigoso cavalheiro, o ódio da orgulhosa escocesa depressa se consumiu no fogo da paixão.
 
Medo do amor
Neste romance sobre um MacGregor do século XVIII, descobrimos que a sua participação na insurreição contra os britânicos não poderia preparar Ian MacGregor para a batalha que tinha entre mãos: conquistar o coração de Alanna Flynn, uma indomável irlandesa.

0 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!

Katharina Hagena,

Opinião Contemporânea: "O Sabor dos Caroços de Maçã" de Katharina Hagena


Como estreia de uma escritora alemã devo dizer que comecei muito mal.
O Sabor dos Caroços de Maçã
Devo avisar que só tenho coisas negativas a dizer: desde a história muito subdesenvolvida, aos diálogos escassos e sem vida, às descrições demasiado pormenorizadas e sem fluidez nenhuma. Penso que apenas as personagens se aproveitam, mas mesmo assim não bastam para "salvar" o livro. Iris, a personagem principal, apenas fica recordada por uma rapariga sem idade bem definida que gosta de nadar nua, andar de bicicleta e vestir os vestidos de baile velhos e com cheiro a naftalina guardados no armário da avó falecida.
Este é bastante monótono, com acontecimentos pouco significativos e marcantes. A dúvida que a sinopse nos põe deve ser a única coisa que a obra não responde.
Concluindo: qual é o sabor dos caroços de maçã? Segundo uma das personagens sabe a maçapão. Pronto, assim não têm mais razões para lerem o livro visto que este não vai acrescentar muito mais.

Um romance mágico que apela aos cinco sentidos. Três gerações de mulheres numa história repleta de segredos, de relações perigosas e amizades inesperadas, de nostalgia e esperança.
Bootshaven, Norte da Alemanha. O cheiro a maçãs é intenso e envolve a antiga casa e o jardim. Um perfume que leva Iris, bibliotecária em Friburgo, de regresso aos tempos de criança. Muitos anos passaram, mas tudo parece como dantes: a casa na orla do bosque, as groselheiras brancas, os tapetes de miosótis abafados pelas ervas daninhas. Um jardim mágico, dominado pela velha macieira, debaixo da qual as mulheres da família Lünschen conheceram o amor, a amizade... e a morte.
Iris recorda o terrível e misterioso acidente que vitimou Rosmarie, a sua prima querida, com apenas 15 anos. O que estava ela a fazer no telhado do jardim de inverno? E o que lhe teria tentado dizer?

Der Geschmack von Apfelkernen 


Título Original - Der Geschmack von Apfelkernen
Edição - Junho 2011
ISBN - 9789720043382




0 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!

Diário de uma Maratona

Diário de Uma Maratona [Ne]: Dia 3 - 29 de Julho


Querido Diário, isto até está a correr bem...

Livros Terminados:


Livro Iniciado:

Total de livros lidos:
 
Próximo livro:

0 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!

Doce Do Momento,

Doce do Momento: "A Vizinha Perfeita" de Nora Roberts


O apartamento novo do solitário Preston McQuinn, tal como a sua vida, estava como ele queria… vazio e escuro. Porém, de repente, a alegre Cybil Campbell irrompeu na sua solidão e Preston não conseguiu negar um certo fascínio pela sua afável vizinha. Preston pensava ter fechado para sempre a porta ao amor, no entanto depressa deu por si a desejar abrir o seu coração àquela vizinha incrivelmente perfeita.

0 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!

Noelle Mack,

Opinião Erótica: "O Fruto da Paixão" de Noelle Mack


Coloquei este livro à frente das minhas leituras prioritárias primeiro por querer fazer pausa no que estou a ler actualmente e por assim adiantar mais uma leitura num dos meus desafios literários. Como era tão fino e a sinopse parecia-me razoável decidi pegar nele e despachá-lo.
O Fruto da Paixão
Como era de esperar este livro não é nada de especial. Leva um Suficiente, se tanto. As cenas sexuais, ou a maior parte delas, são demasiado eróticas para mim, e a linguagem não me agradou nada. Posso dividir este livro em dois: na história propriamente dita, que por sua vez não teve grande conteúdo e nem o considero como romance; e nas partes mais intimas entre o casal principal, cenas estas que parecem ser aparecem repentinamente, sem nenhuns "preliminares" na história.
Gostei bastante da personagem de Jaz, mas no fundo é apenas o tipo habitual de macho bonito, sensual, bem feito, rico e com bom coração.
A certa altura ainda fiquei à espera que Joe, o irmão de Jaz, tivesse um papel mais activo, mas isso não aconteceu, o que fez com que a história continuasse um pouco monótona.
É, portanto, um livro que só deve ser lido acidentalmente e no Verão, na praia, para desanuviar um pouco.

Morangos: deliciosos e sumarentos, é impossível resistir-lhes. E foi assim que surgiu a Bliss uma ideia que iria mudar a sua vida para sempre…
Bliss Johnson é uma sensual publicitária a quem acaba de ser atribuído um novo cliente - Hot Treats, um poderoso grupo da indústria alimentar. À frente da empresa está Jaz Claybourn. Com um metro e noventa e cintilantes olhos verdes, Jaz é um executivo muito sexy. A atracção entre ambos é imediata e a relação profissional rapidamente se converte num escaldante envolvimento.
Ao longo do Verão, os dois trabalham juntos no lançamento do novo produto da Hot Treats, inspirado numa ideia de Bliss - as MyPies, pequenas tartes com recheio de fruta verdadeira. Mas as longas reuniões de trabalho não impedem que os dois se envolvam em sessões de sexo escaldantes e sem preconceitos, no escritório da empresa, na casa de praia dele, no pequeno apartamento dela, ou em qualquer outro lugar onde estejam juntos e se deixem levar pelas suas fantasias…
Mas será que, no final, este tórrido romance de Verão com o homem dos seus sonhos, em tudo idêntico ao que Bliss sempre desejara, vai sobreviver aos dias mais frescos que se avizinham? 

Juicy


Título Original - Juicy
Edição - 2009
ISBN - 9789898228130




1 comentários:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!